Retrato de Portugal na Europa

Portugal na Europa: como comparamos com os outros no que diz respeito à riqueza, à saúde, educação, demografia, mortalidade, indústria, poupança ou salários? Se quer ter uma perspectiva global sobre o tema, consulte o “Retrato de Portugal na Europa”, uma publicação da Pordata com quase todos os números sobre o tema.

Um ótimo recurso pedagógico.

(Clique na imagem e aceda ao documento)

qqqqq

Anúncios

Nós Portugueses na RTP1

De segunda a sexta-feira, no Telejornal das oito, a RTP1 passa, diariamente, Contra factos não há argumentos, um minuto com os números que nos ajudam a compreender a sociedade portuguesa a partir dos dados da base PORDATA.

Educação, Saúde, Famílias, Empresas, Emprego, População, Contas Nacionais, Contas do Estado, Ciência, Cultura, Ambiente, Justiça … são alguns dos temas abordados. Interessantes momentos de evolução da nossa sociedade, cada qual com os seus paradigmas relacionados aos aspetos, económico, social, político e tecnológico, que merecem ser vistos e analisados a partir do seu uso crítico e reflexivo.

 

Fonte: PORDATA

PORDATA disponibiliza dados da EUROPA

A partir de agora, em http://www.pordata.pt/, todas as pessoas podem aceder de forma gratuita a dados que caracterizam Portugal. O Pordata permite comparar-nos com outros 31 países do espaço europeu, em vários períodos históricos. Esta é uma das principais características do Pordata fornecer informação desde 1960, sempre que possível.

Sempre que existam dados disponíveis, poderá consultar informação estatística referente a todos os  países da União Europeia e dos restantes países do Espaço Schengen, assim como dos Estados Unidos e do Japão.

CURIOSIDADES PORDATA EUROPA

  • Cada trabalhador português, por cada hora de trabalho, produz pouco mais de metade (56%) da média da zona euro;
  • Desde 1990, Portugal envelheceu mais do que a média dos países da União Europeia (UE) a 27;
  • A quantidade de estrangeiros a trabalhar em Portugal, em relação ao total da população activa, é das mais baixas da UE;
  • Número de estrangeiros residentes em Portugal diminuiu 0,8 por cento entre 2008 e 2009 para cerca de 443 mil pessoas, contrariamente ao que sucedeu em Espanha, onde a população residente estrangeira aumentou 7 por cento ultrapassando os 5,6 milhões;
  • A taxa de abandono escolar precoce em Portugal é das maiores da UE;
  • Os portugueses gastam em tabaco, bebidas alcoólicas e narcóticos quase metade que os gregos;
  • Em 2008 emigraram mais portugueses do que romenos;
  • Portugueses, italianos, lituanos e romenos são, na UE, os que menos gastam em tempos livres e cultura.
A direcção do projecto está a cargo de Maria João Valente Rosa e a principal fonte de informação é o Eurostat.

PORDATA – Base de Dados s/ Portugal Contemporâneo

 Consulte, clicando na imagem

image

A Pordata, Base de Dados de Portugal Contemporâneo, foi organizada pela FFMS, Fundação Francisco Manuel dos Santos, presidida por  António Barreto. A fundação foi criada em 2009 pelos seus fundadores, Alexandre Soares dos Santos e sua família, descendentes de Francisco Manuel dos Santos.

A PORDATA é um serviço público de informação estatística  à disposição de todos os interessados. Aqui encontrará milhares de estatísticas e indicadores sobre os mais diversos aspectos da realidade portuguesa.

A informação  pode ser pesquisada de várias formas. É possível fazer uma busca por palavra-chave, como no Google, no Yahoo, no Bing e noutras ferramentas similares.

O portal permite ainda executar consultas avançadas, incluindo através da selecção de intervalos de tempo ou de anos específicos.

Pode efectuar os cálculos que quiser e criar os seus próprios indicadores.

CONSULTE E MANTENHA-SE INFORMADO !

 Fonte: PORDATA