Passaporte para o Empreendedorismo

 

O Passaporte para o Empreendedorismo é uma iniciativa do Programa +E+I de acordo com o Impulso Jovem, que pretende estimular jovens empreendedores qualificados a desenvolverem o seu projeto de empreendedorismo inovador, que se encontre em fase de ideia, facultando um conjunto de ferramentas técnicas e financeiras.

O Passaporte para o Empreendedorismo destina-se a empreendedores residentes ou que tenham obtido o grau académico nas regiões Norte, Centro ou Alentejo, considerando que no âmbito do projeto empresarial a apresentar, a respetiva atividade será desenvolvida numa destas regiões.

Confira no site mais informações.

(Clique na imagem e aceda ao site)

Capturar

Anúncios

Curriculum Vitae – Resultados de um estudo

174278212

Um estudo levado a cabo pela CV-DNA (empresa portuguesa de certificação de currículos) entre 2013/2014,  junto de responsáveis de recrutamento de cerca de 40 empresas nacionais e multinacionais a operar em Portugal, revelou o seguinte:

  • 46% dos inquiridos dizem que os CV que recebem contêm erros ortográficos e 14% dizem que isso acontece “muitas vezes”.
  • 75% dos recrutadores admitem que os CV que recebem contêm fotografias pouco profissionais (fotografias de casamento, de óculos escuros, na praia ou que têm no Facebook,  são exemplos).
  • É muito mais comum (82%) os CV conterem informação a mais ou irrelevante do que conterem informação a menos (51%).
  • 72% dos recrutadores dizem que é comum os CV que recebem terem informação desorganizada.
  • Foram detetadas informações falsas nos CV  recebidos em cerca de um quarto das empresas inquiridas.
  • A larga maioria (78%) dos currículos onde foram detetadas informações falsas pertence a profissionais com experiência e não a recém-licenciados.

Os resultados revelam pouca preparação de quem procura entrar no mercado de trabalho e não são animadores numa altura em que milhares de portugueses procuram uma nova hipótese no mercado de trabalho.

Esteja atento  e prepare-se. Escreva  um curriculum perfeito e considere-o como um diferencial competitivo.

5 ideias para Portugal vencer a crise

Segundo Sérgio Rebelo, economista e professor,  na Kellogg School of Management nos Estados Unidos, existem caminhos de saída para a crise nacional.

O professor foi o convidado da terceira sessão dos Encontros da Junqueira, organizados pela Associação Industrial Portuguesa.

O principal objetivo foi refletir sobre os principais temas da atualidade.  Portugal precisa de aprender a vender aquilo que os mercados procuram, e não aquilo que as empresas nacionais consideram que é bom.

O reputado economista apresentou 5 ideias que considera serem solução para ajudar a ultrapassar a crise:

1. Vender o que o mercado procura
"Os portugueses querem vender aquilo que funciona no mercado interno", defendeu Sérgio Rebelo. "Acham que sabem o que é a qualidade e é isso que querem vender", continuou o professor, "mas o mercado português é pequeno e idiossincrático, por isso a ideia não funciona". O economista deu o exemplo do vinho, defendendo que este é um sector onde as empresas precisam de apostar em marcas mais fáceis de internacionalizar.

2. Apostar mais nos extremos da cadeia de valor
Com a emergência da produção chinesa e da tecnologia, a cadeia de valor de um produto alterou-se, explicou o professor. A produção propriamente dita perdeu valor, enquanto os dois extremos – a criação e desenvolvimento do produto, mais o design, o branding e venda a retalho – ganharam valor. A economia portuguesa "precisa de colocar mais ênfase nos extremos da cadeia de valor", defendeu Sérgio Rebelo.

3. Ser a porta de entrada das multinacionais na Europa
A grande vantagem de produzir localmente é gerir o risco cambial, já que permite ter os custos e as vendas na mesma moeda, explicou o economista. Assim sendo, "por que é que Portugal não há-de criar as condições para que as multinacionais que querem produzir em euros, produzam em Portugal", questionou.

4. Tornar os produtos mais simples e baratos
"Nos próximos 20 anos, os países em vias de desenvolvimento vão procurar luxo, mas os países desenvolvidos vão procurar valor", sublinhou Sérgio Rebelo. O professor explicou que uma saída possível é olhar para os produtos ou serviços que já existem, mas que são caros porque têm um grau de complexidade e de funcionalidade muito levados, e simplificá-los. Desta forma, podem tornar-se mais baratos e responder à procura dos mercados emergentes.

5. Ser uma economia mais amiga do investimento
"A economia portuguesa precisa de melhorar o ambiente económico e de se tornar mais amiga do investimento", defendeu o professor. Sérgio Rebelo frisou que para que haja investimento é preciso resolver o problema da incerteza, que continua por ser eliminada.

In http://economico.sapo.pt/noticias

Empregabilidade jovem – IMPULSO JOVEM

Em resposta ao agravamento da situação do desemprego jovem em Portugal e ao desafio proposto pelo Presidente da Comissão Europeia aos oito Estados membros que apresentam maiores dificuldades de integração da população jovem no mercado de trabalho, o Governo português promove o Plano Estratégico «Impulso Jovem» assente em três pilares, apoiado por diversas medidas:

– Estágios profissionais «Passaporte Emprego», destinado a incorporar jovens desempregados em entidades com ou sem fins lucrativos, em particular as do setor de bens transacionáveis nas regiões de convergência (Norte, Centro e Alentejo), e a facilitar a transição para o mercado de trabalho nos setores de aposta estratégica através de um mecanismo de estímulo à contratação, incluindo um prémio de integração dependente da contratação sem termo

– Apoio à contratação e ao empreendedorismo e do Programa «Portugal Empreendedor», abrangendo um conjunto de medidas articuladas que desenvolvem projetos de empreendedorismo levados a cabo por jovens ou por empresas que recrutem jovens desempregados há mais de quatro meses e com qualificações superiores.

  •  Adoção do Programa «COOP Jovem»como projeto de empreendedorismo jovem, apoiando a criação de cooperativas, através do financiamento direto por cada cooperante que tenha idade compreendida entre os 18 e os 30 anos e o 9º ano de escolaridade
  • Desenvolvimento do programa nacional de microcrédito, destinado a facilitar o acesso ao crédito – através da tipologia MICROINVEST – e a prestar apoio técnico na criação e na formação do empreendedor durante os primeiros anos de vida do negócio, dando prioridade aos casos em que o beneficiário ou contratado tenha idade compreendida entre os 16 e os 34 anos e seja um desempregado inscrito num centro de emprego há, pelo menos, quatro meses

– Apoio ao investimento – O financiamento do Plano «Impulso Jovem» obedece às linhas estratégicas definidas pela Comissão Interministerial de Orientação Estratégica dos Fundos Comunitários e Extracomunitários, assegurando-se que uma parte dos apoios previstos são direcionados para as regiões de convergência (Norte, Centro e Alentejo), de forma a contribuir para a redução das assimetrias regionais e para a coesão territorial, social e nacional.

Fonte: CIEJD

Portal Aveiro empreendedor

Este site tem como objetivo promover uma cultura e espírito empreendedores, estimular a inovação e apoiar a criação de PME’s  em Aveiro 

O projeto é constituído por:  “5 áreas  de atuação prioritárias: Apoio às Pequenas e Médias Empresas; Incubação de empresas; Promoção do Empreendedorismo nas escolas; Promoção de uma Cultura Empreendedora e  Comunicação, dando continuidade a três linhas estratégicas: fomentar o empreendedorismo; apoiar novas empresas e tornar as PMEs mais competitivas. “

(clique na imagem para aceder ao portal)

image

Criação de petróleo artificial para sair da crise

António Martins Rodrigues, 40 anos, actualmente desempregado, sugere uma ideia completamente inovadora, lançar uma equipa de investigação que estude criação artificial de petróleo.

 

Para saber mais visualize este vídeo

 

Petróleo artificial para sair da crise

 

In Expresso, http://www.movimentomilenio.com/ 21 de Abril de 2011

Emigrantes empreendem negócio de sucesso

Regressaram a Portugal e criaram um negócio de grande sucesso.
Três irmãos, filhos de emigrantes portugueses em França, investiram na Internet.

Um verdadeiro exemplo de empreendedorismo e inovação!

Clique na imagem para visualizar o vídeo

vídeo emigrantes