EY Entrepreneur Of The Year distingue o melhor do empreendedorismo em Portugal – 2014

O Prémio EY Entrepreneur Of The Year foi criado nos Estados Unidos da América em 1986, e mantém o objetivo inicial de reconhecer e incentivar os Empreendedores que se distinguem pela criatividade, pelo investimento pessoal num projecto de empresa, pela visão e pelo sucesso alcançado.

Conheça os finalistas e os vencedors do Prémio da EY, 2014, que é atribuído pela quinta vez em Portugal. São visionários, sonhadores e muito determinados pois conseguiram multiplicar as empresas e internacionalizar os seus negócios.

Manuel Alfredo de Mello, presidente da Nutriveste, venceu o Prémio EY Entrepreneur Of The Year®, o galardão máximo da EY (ex-Ernst & Young) que reconhece e premeia os bons exemplos de empreendedorismo nacional. Manuel Alfredo de Mello irá  juntar-se aos laureados dos mais de 50 países que acolhem o galardão e defender Portugal na final mundial que terá lugar em Monte-Carlo, Mónaco.

O Prémio EY Entrepreneur Of The Year® categoria International foi entregue a José Fernandes, do Grupo Frezite.

Nuno Carvalho, da Padaria Portuguesa, recebeu o Prémio EY Entrepreneur Of The Year® categoria Emerging.

 Gala EY Entrepreneur of the Year 2014 – Pt.1 (Estufa Fria)

Prémios 1

Gala EY Entrepreneur of the Year 2014 – Pt.2  – entrega dos prémios

Prémios

Anúncios

Prémio Start 2009 para negócio de próteses cirúrgicas

 Concurso de empreendedorismo – Prémio Sart 2009

O negócio vencedor  é designado por  iSurgical 3D e tem por objecto o desenvolvimento de próteses modeladas que vêm reduzir custo e tempo de internamento da cirurgia de correcção de uma anomalia no tórax.

O prémio de 50 mil euros  será aplicado no capital social da nova empresa, que projecta iniciar actividade em Janeiro.

Estas  próteses modeladas da iSurgical 3D custarão perto de 500 euros e serão capazes de reduzir o custo da cirurgia de correcção do pectus excavatum em 1.850 euros, ao encurtar o tempo de internamento, bem como a duração da intervenção cirúrgica. Esta é uma operação que, de momento, ronda os 5.000 euros.

A tecnologia de modelação das próteses já está pronta a ser comercializada e o primeiro cliente deverá ser o Hospital de São João, onde aliás já se efectuaram mais de 30 intervenções cirúrgicas com o apoio destas tecnologias. Os dois engenheiros electrónicos industriais, o engenheiro mecânico e o médico que constituem a iSirurgical ambicionam também internacionalizar o projecto, nomeadamente para o mercado norte-americano e japonês.

 Fonte: Quero mais

Prémio Jovem Empreendedor da ANJE

O Prémio do Jovem Empreendedor foi criado em 1998, com o o objectivo de distinguir e valorizar projectos “seed” capital (ideias/protótipos que se podem tornar empresas) ou empresas em estádios iniciais de desenvolvimento (start-up ou early-stage) que se destaquem na área do empreendedorismo e inovação. A iniciativa beneficia do apoio do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional e atribui ao melhor projecto apresentado a concurso um prize money no valor de €19.500, para além de garantir o acesso a instrumentos de incentivo financeiro e a incubadoras de empresas da ANJE.

________________________________________________________________

As empresas Master Blank e CreativeBitBox são as vencedoras, respectivamente, da 9.ª e 10.ª edições do Prémio do Jovem Empreendedor, uma das iniciativas mais emblemáticas da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários.

Criada em 2007, a Master Blank, está sedeada no Centro Empresarial das Carvalheiras, em Pataias, Alcobaça. O seu core business é a produção de espumas rígidas de baixa densidade à base de poliuretano, para fabrico de pranchas de surf. Trata-se de um negócio pioneiro em Portugal e que utiliza uma técnica mundialmente inovadora, desenvolvida em conjunto com o PIEP – Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho. A produção das espumas foi arquitectada de forma a permitir baixos custos unitários, maior capacidade de “customização” do produto final (adequação do mesmo às necessidades dos clientes) e menor recurso a mão-de-obra directa. Além disso, no futuro será possível produzir espumas a partir de materiais biológicos.

Com um capital social de 100 mil euros e cerca de dez colaboradores, a Master Blank pretende fabricar diferentes tipos de espumas (rígidas ou flexíveis) de baixa densidade destinadas aos mercados interno e externo e, assim, moldar o produto final conforme as especificações dos seus clientes. Acrescente-se, a propósito, que a Master Blank se assume como uma empresa de vocação eminentemente exportadora.

Já a CreativeBitBox é uma empresa de soluções multimédia criada em 2008, que se encontra sedeada em Vila Nova de Gaia. O seu principal produto denomina-se EXHIBIT e consiste num software que tem a capacidade de tornar qualquer superfície interactiva, desde o simples chão a uma parede de um edifício, passando por mesas, montras, telas de acrílico ou mesmo quedas de água. Graças ao EXHIBIT, estas superfícies, apesar de estarem desprovidas de sensores, permitem ao público interagir com imagens, vídeos, objectos 3D e diferentes elementos gráficos. Não menos inovadores são os restantes projectos desenvolvidos pela CreativeBitBox, como os mapas e animações 2D e 3D e ainda os web videos. Para tanto, a empresa é auto-suficiência a nível tecnológico e humano, domina tecnologias de vanguarda e recorre a linguagens tão sofisticadas como As3 (Papervision 3D), Php, MySql, Html, Xml e JavaScript.

                                                                                                               Fonte: Portal KeroMais

Empreendedor mundial de 2009 é chinês…

b27134cdTrata-se do conceituado galardão “Ernst & Young World Entrepreneur Of The Year”, que este ano distinguiu o presidente do grupo Fuyao Glass Industry. O chinês deixou para trás candidatos de 43 países.

O grupo empresarial liderado pelo agora empreendedor do ano é o principal fabricante de vidro para automóveis na China e dá emprego a 10 mil pessoas. A companhia asiática detém mais de metade do mercado interno e é fabricante autorizada de equipamento original de marcas como Audi, Hyundai, Volvo e Ford.

Na origem deste prémio estará, segundo fonte do júri, o pioneirismo do líder empresarial em matéria de “corporate governance”, a introdução de directores independentes no conselho de administração, bem como a reestruturação do grupo como sociedade de capitais anónimos.

In: Site Quero Mais