8.º Encontro de Literatura INFANTOJUVENIL – Biblioteca Municipal de Estarreja

15ee4a91e1a4441035fcfa7d79ada711_f1063

Com o tema “Novas Leituras: abrindo caminhos na era digital”, esta 8ª edição do Encontro de Literatura Infanto-juvenil pretende ser um contributo da Rede de Bibliotecas de Estarreja, para o prazer de ler e para a promoção da leitura digital, nos diversos suportes.
O que podemos fazer, enquanto mediadores, para estimular as múltiplas possibilidades de leitura digital, proporcionando aos leitores outras formas de ler.

Programa:

Dia 20 e 21 de abril (Quinta e Sexta-feira)
Minifeira do Livro Infantil e Juvenil 

Dia 20 abril (sexta-feira)
Apresentação do livro O MISTÉRIO DO QUARTO ESCURO, a história do cinema contado às crianças.
Um conto de Mariana Bento Lopes com ilustração de Cibele Saque.
(Nas Biblioteca…s Escolares)

Dia 21 de abril (sábado)
09:30 – Receção aos participantes
10:00 As múltiplas possibilidades de leitura em dispositivos digitais por Benita Prieto
11:15 – Intervalo/café
11:30 – A literatura infantil e o meio digital com Humberto Neves (Ardózia)
12h45 – Apresentação do livro “O mistério do quarto escuro – a história do cinema contada às crianças – versão papel e digital do Cineclube de Avanca
13:00 – Almoço livre 
14:30 – 17h30 – Oficinas: (escolha de apenas uma oficina)
Oficina A: Leitura e Hiperleitura no mundo digital com Benita Prieto
Resumo: Estimular as múltiplas possibilidades de leitura e escrita de textos literários em dispositivos digitais. Partindo da experiência de cada um com o mundo digital e com a leitura vamos entender os novos suportes que a evolução tecnológica nos apresenta e assim desconstruir mitos e
medos do mundo digital. Mostrar as diferenças entre os livros que vem do mundo físico (papel) para o digital e aqueles que são já pensados para as plataformas virtuais, a chamada Literatura Digital. Apresentar a coleção Novozymes Nova Perspectiva que visa, por meio da literatura, engajar os leitores a refletir sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e como a Biologia pode contribuir com a solução de diversos problemas da humanidade. 

14:30 – 17h30
Oficina B: Como fazer um livro digital interativo – Ardózia
Neste workshop vamos elaborar uma pequena história em formato digital tendo em consideração o potencial multimédia e
interativo da ferramenta a utilizar. Vamos abordar questões relacionadas com a criação de um storyboard, utilização de
elementos gráficos, sonoros, animações e interações. Apresentação das histórias criadas.
Objetivos:
– criação de uma pequena história
– definição de um storyboard
– importação e utilização de imagens e sons
– Conjugar os diversos elementos para a construção de narrativas
– elaboração de animações e interações simples. 

17:30 Fim dos trabalhos 
INFORMAÇÕES

INSCRIÇÃO (ON-LINE) OBRIGATÓRIA ATÉ 17 DE ABRIL (apenas para o dia 21 abril) através do link https://goo.gl/forms/aaCpMAhcVbDUrYMh1.
Limitado à lotação da sala
Inscrição geral obrigatória:
Biblioteca Municipal de Estarreja 
http://biblioteca.cm-estarreja.pt/Rede-Bibliotecas-Estarreja | 234840614 
Participação: 5€ 

DESTINATÁRIOS
Educadores, Professores, Professores Bibliotecários, Animadores, Mediadores da Leitura, Bibliotecários, Técnicos de Biblioteca ou outros interessados – Certificado de participação

Modalidade
Atividade possível de ser Certificada pelo CFIEMO – Centro de Formação Intermunicipal de Estarreja, Murtosa e Ovar – como ACD (ação de curta duração). Os interessados devem enviar o requerimento próprio, disponível na Página do CFIEMO, acompanhado de documento comprovativo da presença e do Programa temático da respetiva ação, após a conclusão da ação.

Anúncios

Dom Quixote – Livro original digitalizado

Dom Quixote marcou a história da literatura deixando nos seus leitores marcas profundas de sabedoria.

A Biblioteca Nacional de Espanha disponibiliza a obra original, digitalizada, para todos os apreciadores e colecionadores de bons livros.

(Clique na imagem e aceda ao site)

qqqqq

http://quijote.bne.es/libro.html

Vasco Graça Moura – 1942/2014

VASCO GRAÇA MOURA, um vulto da nossa literatura, deixou-nos hoje. Formado em Direito, além de escritor, poeta, tradutor e ensaísta, Graça Moura foi, também, político e uma das vozes mais críticas do novo Acordo Ortográfico.

«Autor de quase 30 livros de poemas, de Modo Mudando (1963) a O Caderno da Casa das Nuvens (2010), foi ainda um tradutor épico, que parecia ter particular prazer em impor-se desafios colossais, como o de verter em português a Divina Comédia e a Vita Nuova de Dante, ou as Rimas e Triunfos de Petrarca, ou os Testamentos de François Villon, ou ainda a integral dos Sonetos de Shakespeare.

É por estas duas dimensões, a de poeta e a de tradutor, que é mais reconhecido, e foram elas que lhe valeram as principais distinções atribuídas à sua obra, a começar pelo Prémio Pessoa, em 1995, e incluindo a criteriosa Coroa de Ouro do Festival de Struga, na Macedónia, que recebeu em 2004 – entre os vencedores das três edições anteriores contam-se dois prémios Nobel: Tomas Tranströmer e Seamus Heaney – e o Prémio Nacional de Tradução atribuído em 2007 pelo Ministério da Cultura italiano.»

Recordemo-lo  em, Ler Mais, Ler Melhor (programa televisivo) – Livro da vida de Vasco Graça Moura, Os Lusíadas de Luís Vaz de Camões.