Pordata – Quadro-resumo de Portugal

Já conhece o Quadro-resumo de Portugal da Pordata?
Veja o quadro completo:

 https://www.pordata.pt/Portu…/Quadro+Resumo/Portugal-231372…

48274922_2386487181380252_6348123721194012672_n (1)

Dia Internacional dos Direitos Humanos na E.B. 2/3 Professor Doutor Egas Moniz

No passado dia 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, os alunos das turmas PIEF (Programa Integrado de Educação e Formação) da E.B. 2/3 Professor Doutor Egas Moniz, afixaram pelos blocos da escola cartazes com imagens e frases relativas aos Direitos Humanos, realizados na disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação. Além disso, e semanas antes, abordaram o tema nas disciplinas de Formação Pessoal e Social e Viver em Português. Visualizaram vídeos e debateram ideias sobre os 30 artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. No dia 10 de dezembro, estes mesmos vídeos foram projetados no polivalente da escola, procurando informar e chamar a atenção dos alunos, auxiliares e professores, sensibilizando-os e permitindo uma reflexão sobre os Direitos Humanos e o modo como a nossa sociedade e cada um de nós, cidadãos, experiencia estes direitos.

Encontro Nacional de Juventude 2018 – ESE representada com 10 alunos

A Escola Secundária de Estarreja está presente no Encontro Nacional de Juventude de 2018 com 10 alunos, que representam as diversas áreas do 12.º ano, evento que está a decorrer entre 12 a 14 de dezembro no Centro de Congressos do Estoril e que assinala os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Uma palavra de apreço a todos eles pelo excelente trabalho que se encontram a desenvolver juntamente com jovens de todo o país, aproximadamente 300, que através de jogos, dinâmicas e trabalhos de grupo pretendem refletir sobre os direitos humanos que temos consagrados na Declaração Universal, e chegar a conclusões sobre que novos direitos deveríamos ter respondendo ao mote: se a Declaração de Direitos Humanos fosse escrita hoje, como seria?

 

Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola” – 16.ª Edição | Inscrições abertas

FIPCE-18-19-site

A ciência na escola ao serviço do desenvolvimento de Portugal.

Está aberto, até ao dia 24 de dezembro de 2018, o Concurso de Ideias para a presentação de propostas de projetos nos cinco escalões a concurso:

1.º Escalão – projetos com a participação de crianças da educação pré-escolar;
2.º Escalão – projetos com a participação de alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico;
3.º Escalão – projetos que envolvam alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico;
4.º Escalão – projetos que envolvam alunos do 3º. Ciclo do Ensino Básico;
5.º Escalão – projetos que envolvam alunos do Ensino Secundário.

Para mais informação consulte o Aviso de Abertura e o Regulamento

 

Árvore de Natal 2018 – Economia Circular

O espírito natalício chegou à Escola Secundaria de Estarreja! Com muita criatividade e originalidade, os alunos da turma do 10.º F do Curso Profissional de Produção em Metalomecânica, sob a direção do professor Nuno Branco, apresentaram uma ÁRVORE DE NATAL enquadrada na filosofia da economia circular. Parafusos, anilhas, arame, pregos e pequenas tiras de ferro considerados desperdícios, foram reutilizados na construção de uma peça de design. Promover a aquisição de valores inerentes a um desenvolvimento sustentável, combatendo o desperdício foi o mote dado – “Nas oficinas de Mecânica nada se perde tudo se transforma”.

Solidariedade na Escola Secundária de Estarreja

“Solidariedade, Participação, Cooperação, Complementaridade, Gratuitidade, Responsabilidade – os princípios que moveram uma turma da Escola Secundária de Estarreja, 8.ºB, pais e professores a um ato de voluntariado em conjunto com uma ONG, no concelho de Castanheira de Pera.”

 

Sessão de esclarecimento em Estarreja -“O Novo Regime Jurídico de Atividades de Comércio, Serviços e Restauração”

Realizou-se no dia 11 de junho no Centro de Negócio – Ecoparque Empresarial de Estarreja, uma sessão de esclarecimento sobre “O Novo Regime Jurídico de Atividades de Comércio, Serviços e Restauração” , contando com uma plateia diversificada composta de juristas e profissionais de diversas atividades económicas, destacando-se a participação de professores e alunos de três cursos profissionais, Técnico de Gestão, Técnico de Comércio e Técnico de Cozinha e Pastelaria da Escola Secundária de Estarreja.

Esta ação foi promovida pela SEMA – Associação Empresarial, com o apoio da Câmara Municipal de Estarreja e com a colaboração e participação da ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica. Destacaram-se os oradores, Inspetores Paulo Torres e Sérgio Pinto da Unidade Regional do Centro da ASAE/ Coimbra e Dr. Pedro Portugal Gaspar, Inspetor Geral da ASAE.

Durante a sessão a ASAE fez doações de diversos artigos contrafeitos, no âmbito de uma nova política de gestão das apreensões, ao Estabelecimento Prisional de Aveiro e à ASE, Associação de Solidariedade de Estarreja.

Sessão bastante proveitosa com o “Novo Regime Jurídico de Atividades de Comércio, Serviços e Restauração” a dar o mote, dada a sua importância ao introduzir nos agentes económicos uma série de cuidados, comportamentos e deveres que, na defesa dos consumidores, exigem das empresas a tomada de medidas adequadas ao cumprimento das normas estabelecidas, evitando coimas e/ou outras penalizações.

 

Projetos inclusivos em destaque no Jornal Soberania de Águeda.

34635616_1714386548642148_7533744358013534208_o

Dia Internacional da Família – Joybik e Trirek – Projetos inclusivos na imprensa | Diário de Aveiro

Diário de Aveiro - Notícia005

Caminhada Solidária do PACOPAR 2018

Foi um sucesso a Caminhada Solidária do PACOPAR, que pelo terceiro ano consecutivo se realizou no mesmo dia que o Grande Prémio de Atletismo Cidade de Estarreja, no passado domingo, dia 25 de fevereiro. 
De acordo com a organização do evento, Centro Recreativo de Estarreja (CRE), foram mais de 211 inscrições na Caminhada Solidária, sendo que o evento levou a angariar um total de 432€, que reverteu a favor da ASE – Associação de Solidariedade Estarrejense. 
A Caminhada Solidária está integrada na missão do Painel do PACOPAR, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida em Estarreja sendo, para José F. Correia, atual diretor do CRE “um momento lúdico e de prática saudável aberta a toda a Comunidade”.

Fontes: 

 

ECONOMIA CIRCULAR – Sessão Informativa | SEMA

Imagem1

No dia 28 de novembro, no Centro de Negócios do Eco Parque Empresarial de Estarreja, duas turmas do 12.º Ano da Escola Secundária de Estarreja, Técnico de Gestão e Técnico de Produção em Metalomecânica, participaram numa Sessão Informativa sobre uma nova forma de se pensar a utilização dos recursos naturais, “Economia Circular”, nas áreas da Química e da Metalomecânica, cujo evento foi uma iniciativa da SEMA, Associação Empresarial Sever do Vouga, Estarreja, Murtosa e Albergaria-a-Velha.

Com base numa profunda experiência profissional, alicerçada por formação académica em diversas áreas do Ambiente e Recursos Naturais, o Prof. Dr. Carlos Borrego, primeiro orador e numa abordagem cativante, reforça a importância da transição de uma economia linear para uma economia circular, ao ser prossecutor de abordagens inovadoras, que se traduzem na necessidade de serem desenvolvidas novas eficiências e reciclabilidade dos resíduos. A economia mundial tem sido construída, desde os primórdios da industrialização, com base num modelo linear de consumo de recursos que segue um padrão “extrair-produzir- consumir- deitar fora”, que se encontra nos dias de hoje sob ameaça devido à forma e velocidade insustentável como são usados os recursos naturais, cada vez mais escassos.

Senão, vejamos os dados divulgados:                                  

– “Na UE, cada pessoa consome atualmente 16 toneladas de materiais por ano, das quais 6 toneladas são desperdiçadas, acabando metade nos aterros. – Em 2014, só em Portugal cada habitante produziu 425 kg de lixo (mais 2,5% do que em 2013). – Na Europa, 31% dos alimentos são desperdiçados ao longo da cadeia de valor. – Um carro europeu está estacionado em média 92%.  – Um escritório é usado apenas 35% a 50% do tempo, mesmo durante o horário de trabalho. – Nas indústrias do aço, plástico e papel perdem-se entre 30 a 75% do valor dos materiais no 1.º ciclo produtivo. – A União Europeia importa 6 vezes mais materiais e recursos naturais do que exporta. Em média, a Europa usa os materiais apenas uma vez.  Se continuarmos a utilizar os recursos ao ritmo atual, em 2050 teremos necessidade, em termos agregados, do equivalente a mais de dois planetas para nos mantermos.”

Uma realidade preocupante que não deixou ninguém indiferente!

Segundo o mesmo orador, não basta reciclar! A economia circular vai muito além da reciclagem, algo muito mais ambicioso como PREVENIR, REUTILIZAR, RESTAURAR, REGENERAR, promovendo a mobilização geral rumo a um novo estilo de vida, que respeite os limites impostos pelo planeta Terra.  Os resíduos deixam de ser um fim em si mesmos e tornam-se reutilizáveis. Em 2020 os resíduos terão que ser geridos como um recurso. O final de vida de um produto poderá ditar o início de outro. São estes os princípios que norteiam a economia circular.

Como avaliação da atividade, destaca-se o facto de ter sido do agrado de todos os alunos e professores participantes, pela atualidade e importância da informação/formação de uma consciência esclarecida, atenta e orientada para a prossecução dos objetivos do desenvolvimento sustentável e da ECONOMIA CIRCULAR.

FOTO 1

 

Continuar a ler

MENÇÃO HONROSA para ESCOLA SECUNDÁRIA DE ESTARREJA – Prémio Fundação Ilídio Pinho – Ciência na Escola, 14.ª Edição

Escola Secundária de Estarreja volta a receber mais um prémio!

IMG_3262

No dia 30 de junho, no Convento São Francisco, Coimbra, o Projeto “COLTEC – Colete Tecnológico “Wearable Technology” ao serviço da Segurança Rodoviária” conquistou mais um prémio, recebendo uma Menção Honrosa no valor de 3000€ da Fundação Ilídio Pinho – Ciência na Escola, 14.ª Edição, “A Ciência e a Tecnologia ao serviço de um mundo melhor”.

A entrega dos prémios às escolas com projetos distinguidos foi feita em cerimónia pública contando com a presença do Ministro de Educação e Ciência, Dr. Tiago Brandão Rodrigues, do Presidente da Fundação Ilídio Pinho, Eng.ro Ilídio Pinho e do Presidente da República, Dr. Marcelo Rebelo de Sousa.

Tivemos a presença marcante e entusiástica do nosso Diretor, Dr. Jorge Ventura, as visitas muito especiais e que nos sensibilizaram, Reitor da Universidade de Aveiro, Dr.Manuel Assunção, Secretário Executivo da CIRA, Dr. José Eduardo de Matos, Vereador da Cultura e da Educação da Câmara Municipal de Estarreja, Dr. João Alegria, Vereadora da Cultura e da Educação da Câmara de Albergaria-a-Velha, Dr.ª Catarina Rosa Mendes, da ESTGA-UA, o Prof. Dr.Mario Rodrigues, Eng. Paulo e Jorge Melo e muitas outras individualidades da Fundação Ilídio Pinho, governo e x-ministros.

Este projeto foi um desafio aliciante, de grande exigência, praticado numa interação do saber técnico-científico assente num problema multidimensional “elevada percentagem de acidentes rodoviários entre ciclistas e peões”, que requereu uma observação abrangente das determinantes, das consequências e das soluções, bem como exigiu medições e comparações de variáveis em estudo. O colete integra nas costas um ecrã de leds (permitindo remoção/lavagem) para a passagem de sinais rodoviários e texto (Peregrino; Trabalhos; Treino; Perigo). As nossas alunas, Andreia FilipaBeatriz RodriguesGisela Aguiar e Soraia Santos, sonharam e ousaram pôr em prática uma ideia inovadora, no âmbito da “Wearable Tecnology”, planeando e concretizando um protótipo, com os seus parceiros privilegiados, ESTGA-UA e a empresa Aveicellular, Lda. uma solução com boa relação custo-benefício, projetada para permitir reduzir a sinistralidade rodoviária.

“…sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança!” 
(António Gedeão)

DSCN5925

 

 

DSCN6053

 

VISITA DE ESTUDO: RTP – Museu do Dinheiro (2.ª parte)

dscn3834

Visita de Estudo – Parte II (9/02/2017)

Ao início da tarde rumámos ao MUSEU DO DINHEIRO. Entrados no hall da antiga Igreja de São Julião (verdadeiramente imponente ) e revistados eletronicamente, iniciámos uma viagem pela máquina do tempo… Na cripta da antiga igreja foi-nos dado a conhecer um troço da Muralha de D. Dinis, classificada como Monumento Nacional (descoberta nas escavações arqueológicas realizadas em 2010), uma construção medieval que nos levou numa viagem, percorrendo mais de 1000 anos da história de Lisboa. Transportada que foi a porta da casa-forte, nove salas temáticas do Museu deram-nos a conhecer a origem do dinheiro, e a relação que se foi estabelecendo ao longo dos tempos com o HOMEM. Fomos convidados a tocar numa barra de ouro de mais de doze quilos e meio, que valerá, dependendo da cotação, meio milhão de euros, a manusear uma moeda virtual, a viajar num mapa, a trocar bens por dinheiro com um computador que simboliza um deus grego, a utilizar o simulador de um poço de desejos e a deixar um depoimento sobre a relação que temos com o dinheiro. Importante, foi também conhecer alguns dos objetos que eram usados, antigamente nos bancos assim como máquinas, chapas de impressão, esboços e desenhos que estão na origem das moedas e notas. Uma excelente viagem pela nossa história. Esta memorável visita teve ainda uma paragem no Forum de Coimbra para um breve jantar.

Continuar a ler

VISITA DE ESTUDO: RTP – Museu do Dinheiro

dscn3671

Visita de Estudo – Parte 1 (manhã – 9/02/2017)

A RTP – Lisboa proporcionou a duas turmas do 12.º Ano do Agrupamento de Escolas de Estarreja, Prof. Técnico de Gestão e Prof. Técnico de Marketing uma visita guiada às suas instalações, com a finalidade de observar o backstage de alguns programas, régies e respetivos processos técnicos e artísticos disponíveis, com os alunos a interagir com diferentes tipos de linguagem mediática. Ainda antes de seguirmos para o Museu da RTP, houve tempo para visitar os estúdios da Rádio, a saber: Antena 1, Antena 2, Antena 3 e RDP Internacional. O almoço, por sinal muito bom, realizou-se na cantina do canal de serviço público.

Continuar a ler

Agrupamento de Escolas de Estarreja na Mostra Final Projeto Ciência na Escola

Nesta Mostra Final, Projeto Ciência na Escola – Fundação Elídio Pinho estiveram presentes cinco alunos de quatro Cursos Profissionais, Mecânica, Informática, Eletrotecnia e Gestão, que dignificaram o nome do nosso Agrupamento. Foram alvo dos mais rasgados elogios pela forma como se apresentaram e defenderam o projeto KIT AMBIENTAL, EKOTREE.
Ao Pedro Valente, Pedro Elói, Rui Figueiredo, Rafael Ruela e Katerine Ferreira um agradecimento especial e muito sentido.

14222307_1696182724035452_5492574480541118537_n

14568104_10211012634182250_6395387923222415335_n

14330001_1696182824035442_5291269913935458766_n

14344193_1696183354035389_3359368887712112808_n

14354957_1696183254035399_7080217739127477898_n

14433176_1696183350702056_5740315964400256733_n

14369958_1696183370702054_7001332635487436534_n

14359056_1696183614035363_3030620328353081213_n

14433015_1696182837368774_5156858767082762192_n

14344956_1696183447368713_10999420988907200_n

14390814_1696182884035436_4671004348273871596_n

14446016_1696182727368785_1191052259883386116_n

14355808_1696182730702118_6744702010194405951_n

14355149_1696183747368683_8727779155663711649_n

14441008_1696183687368689_728005488800340016_n

14446066_1696183530702038_7807585419970779601_n

14449822_1696183484035376_6351214769168355379_n

14457334_1696182820702109_4344741265003595402_n

14450000_1696183230702068_8141267051181127339_n

14370416_1696183797368678_6697888936908138968_n

14368817_10210872685923631_5736464700361884732_n

Crowdfunding – “Sabor a Agrião” a favor da CERCIESTA

Terminou, hoje, a angariação de fundos a favor da CERCIESTA.
O projeto “Sabor a Agrião” excedeu as expetativas!

– Objectivo: 3500 EUR – Angariado: 4107 EUR

Há valores que dificilmente podem ser transmitidos pela palavra. A solidariedade, de forma a ser entendida e interiorizada, tem necessariamente que ser vivida. Este foi um projeto de intervenção social idealizado e promovido no seio da Escola Secundária de Estarreja. São os nossos jovens, atores de projetos, que fazem da sua Escola um espaço diferente, local de oportunidades para o desenvolvimento de competências empreendedoras, contribuindo claramente para a construção de uma escola mais participativa e de QUALIDADE.
Mais uma vez, o nosso muito obrigado a todos aqueles que não ficando pelas palavras, ajudaram a realizar um gesto de amor pelos outros!

13880144_1671326313187760_8695931257064778688_n

IX Feira da Juventude, Formação e Proteção Civil – Escola Secundária de Estarreja

12932588_1603518139968578_6600396871071608630_n

A metodologia ativa de “learning by doing” esteve bem patente nesta feira com as turmas do 10.ºH, 11.º H e 12.º H do Curso Profissional Técnico de Gestão da ESE a dinamizarem um mini-negócio TASQUINHA, Gestão & Gestão, Lda., com o intuito de angariação de fundos para a CERCIESTA.
Através deste tipo de projetos proporcionamos aos alunos o fortalecimento das suas competências e atitudes de liderança ao nível da organização, negociação, motivação, entre outras.
Gostaria de salientar, que a turma do 11.º M do Curso Profissional Técnico de Marketing deu uma ajuda considerada fundamental para o sucesso deste negócio.

Orçamento Participativo Jovem – Estarreja 2016

O reforço de uma cidadania participativa e ativa faz-se caminhando, cabendo às ESCOLAS desenvolver o potencial do diálogo entre jovens alunos, no fortalecimento da compreensão dos valores da democracia, incentivando-os à participação na gestão pública local.

Hoje, no Cineteatro de Estarreja, os alunos da Escola Secundária de Estarreja participaram na 2.ª edição do Orçamento Participativo Jovem, em plenário, apresentando propostas de âmbito Municipal e Escolar, interessantíssimas!

Destaco dois, KiosK Digital (âmbito escolar) e o EKOTree (âmbito municipal), não só pela qualidade das apresentações mas também pela pertinência e exequibilidade das propostas apresentadas.

KiosK Digital (âmbito escolar)

  • Gisela Aguiar – 10.º E – Curso de Humanidades
  • Juliana Silva – 12.º H – Curso Profissional de Gestão
  • Levi Lavoura – 12.º G – Curso Prof. de Prod. em Metalomecânica
  • Mónica Rodrigues – 12.º H – Curso Profissional de Gestão

EKOTree (âmbito municipal)

  • Katherine Ferreira – 12.ºH – Curso Profissional de Gestão
  • Natália Silva – 12.º H – Curso Profissional de Gestão
  • Pedro Valente –  12.º I – Curso Profissional Prog. de Sist. Informáticos

20151023_101607

IDEIA INOVADORA – Colmeia inteligente

aaaa

Miguel Bento é um jovem engenheiro electrónico que herdou do avô uma mão cheia de colmeias vazias que povoou com um enxame oferecido por um primo. Porém, Miguel percebeu depressa que estava a perder milhares de abelhas por ano.

Foi então que o jovem engenheiro resolveu criar uma “colmeia inteligente” climatizada, que permite controlar o estado dos enxames à distância na Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (UA).

Engenheiro com mestrado em Electrónica e de Telecomunicações pela UA, Miguel Bento resolveu unir o interesse pela apicultura ao conhecimento na área da electrónica e criar um sistema que pudesse melhorar as condições de vida das abelhas, bem como facilitar o trabalho dos apicultores.

Miguel Bento juntou-se a Joel Oliveira e André Oliveira, dois outros antigos alunos da UA, nas áreas de gestão e design de produto e assim nasceu na Incubadora de Empresas da UA a Apis Technology, para desenvolver uma “colmeia inteligente”.

Ao fim de três anos de trabalho os antigos alunos da UA chegaram a um protótipo que possibilita a climatização automática do ambiente das abelhas, evitando mortes desnecessárias resultantes das variações de temperatura, e dotado de um sistema de monitorização que permite que os apicultores tenham acesso, em tempo real, a tudo o que se passa com os seus enxames.

O sistema é composto por vários sensores: humidade, temperatura na câmara de criação, temperatura no exterior da colmeia, peso, fluxo de abelhas a entrar e a sair e GPS. Esta monitorização pode ser feita de duas formas, como explica Miguel Bento. “Ou utilizando a colmeia Apis, que tem alguns sensores embutidos, ou então utilizando um kit de sensores que podem ser colocados em qualquer colmeia já existente”, cita o jornal online da UA.

Continuar a ler

A magia das palavras com Jorge Ventura (cont.)

Aventureiro das palavras, qual empreendedor crítico e criativo, que tem o poder  das palavras certas, palavras diferentes.  

iii

Nada, como eu

“Confesso que me comovem os Homens simples, de imagem e postura esculpidas no ateliê do sorriso fácil e olhar expressivo, ávidos de atenção, de momentos de subversão do status da ausência, dolorosa, porque decorrente da indiferente presença de outros, de confusa proveniência, mas de diversa proeminência, postura, e até, prepotência.

Esses, os que me comovem, cujo tempo socalca o rosto, endurece a pele, subtrai o esmalte e ofusca o brilho, mendigam o tempo, de partilha, comunhão, participação.

Presentes, estão ausentes, ocupados em tarefas importantes, relevantes, que não dispensam o uso da mão, gretada e forte, desses, ausentes, sempre presentes, mendigos do tempo, de atenção, reconhecimento, gratidão.

Esses, os que me comovem, ocupam o espaço, vazio, na multidão da indiferença, olham em redor, com olhar expressivo, e percebem a ausência da consciência da sua presença, são nada, nadas, numa solitária existência, individual ou adicionada, mas cuja soma é, invariavelmente, nada.

Suceder-se-ão os dias, os meses, os anos, e esses, os que me comovem, limitados no tato, no afeto, na atenção, continuarão a ver subtraída a razão adstrita à nobre ilusão de, sendo o que são, serem, como os outros, parcelas de uma mesma adição.”

Aos Homens simples

INOVA! Concurso de Ideias 2015 – FINAL NACIONAL

BannerInova2015

Consulte aqui os projetos apurados para a final nacional da Iniciativa Inova, no próximo dia 5 de junho.

 “Das 347 candidaturas submetidas ao Concurso de Ideias INOVA o Prémio com mais adesão foi o INOVA Criatividade, do 1º, 2º e 3º ciclo (ensino básico e secundário). Além da Criatividade os prémios dividiram-se entre o INOVA Atitude, o INOVA Social e o INOVA Negócio, representadas por um total de 187 escolas e centros de formação que totalizaram 912 alunos e 347 professores. A lista dos apurados para a final (veja Aqui) surge após a fase de defesa presencial regional dos candidatos nas várias regiões. A final nacional conta com representantes das 6 entidades que promovem a Iniciativa (onde a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa – BIS se inclui), que farão parte do júri que avaliará as candidaturas dos finalistas em conjunto com a apresentação presencial.”

 

Na GRANDE FINAL estarão presentes as promotoras do projeto INOVARRAIOLOS Lda.,  Sara Oliveira e Isabel Silva do 12.º H do Curso Profissional Técnico de Gestão,  a representar a Escola  Secundária de Estarreja (Sede de Agrupamento) e a região Centro. Força meninas e corram atrás do vosso sonho!

BOA SORTE A TODOS OS PARTICIPANTES!

Alunos da Secundária de Estarreja apoiam causa de animais abandonados

Ajudar e amar altruisticamente animais abandonados não é tarefa fácil!

Hoje, a turma do 12.º H do C. Prof. de Gestão da Escola Secundária de Estarreja, no âmbito de uma atividade desenvolvida na VIII Feira da Juventude , Formação e Proteção Civil, a exploração de uma ideia de um negócio empreendedor, Cakes4You, fez questão de entregar pessoalmente o lucro auferido (revertido em vale da AVIROSA Lda.), a quem ama incondicionalmente animais abandonados, maltratados, feridos e doentes.

Estes jovens ligaram-se a esta causa dada a forma carinhosa como os animais são tratados e alojados, espaços independentes, consideráveis áreas em excelentes condições de higiene, conforto e segurança, e posso dizer-vos num local aprazível.

Foi emocionante ver a felicidade dos animais!

“Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante.”

Albert Schweitzer (Nobel da Paz de 1952)

1er

11136640_142417579123614w8_4439104193099427659_n

 

1505037_1424180844568976_6840463709747559939_n

 

Continuar a ler

Semana ECO na Escola Secundária de Estarreja – Exposição

Capttttturar

Os alunos da Escola Secundária de Estarreja (Sede de Agrupamento) estão de parabéns pela forma entusiástica como participaram na Semana Eco. O mote foi dado: Desenvolver atitudes reflexivas e comportamentos que tenham em conta as relações do Homem com o meio. Apreciem a qualidade!

11188295_1418234688496925_8166514504580470742_n

11188274_1418235041830223_3153836696194957613_n

11150515_1418234558496938_1578522379226775327_n

11149246_1418234301830297_6232366799336985444_n

411188274_1418235041830223_3153836696194957613_n

ONU – Programa de Voluntariado 2015

Captwwwurar

“A Organização das Nações Unidas (ONU) está à procura de voluntários que sejam fluentes na língua portuguesa para o seu programa de voluntariado. Espanhol, inglês ou francês são outros dos idiomas pedidos.

Em entrevista à rádio da ONU, a assistente de recrutamento internacional do Programa de Voluntários das Nações Unidas referiu que é difícil encontrar profissionais que falem português e, por isso, há várias oportunidades em aberto.

A ONU procura, preferencialmente, pessoas qualificadas em medicina, ciências, engenharias ou mesmo profissionais especializados em apoio logístico ou administrativo para missões de paz. Os interessados devem ter uma idade igual ou superior a 25 anos e experiência de, pelo menos, dois anos na área para a qual se estão a candidatar.

A ONU oferece aos voluntários recrutados uma bolsa de deslocação no início do programa e uma bolsa mensal de estadia (Volunteer Living Allowance) que cobre as despesas diárias, sendo ainda dada uma ajuda de custo para reinserção no final do voluntariado. As viagens entre o país de origem e o país da missão são também asseguradas.

Os interessados poderão inscrever-se no Programa de Voluntariado da ONU, em www.unv.org. “

Unesco lança biblioteca científica gratuita e multilíngue para estudantes

A Unesco lançou recentemente uma biblioteca científica, de forma gratuita e multilíngue, a estudantes de todo o mundo, além da comunidade científica, por ocasião da jornada mundial da ciência ao serviço da paz .

Este instrumento, batizado como Biblioteca Mundial de Ciência (WLoS, por sua sigla em inglês), conta com a parceria e patrocínio da revista científica “Nature” e do laboratório farmacêutico “Roche”.

Tem como objetivo “dar acesso a estudantes do mundo inteiro, sobretudo nas regiões mais pobres, às informações mais recentes sobre a ciência. Além disso, “os estudantes terão também a possibilidade de compartilhar suas experiências e lições através de debates com outros estudantes em um contexto de ensino compartilhado”.

Com este instrumento, a Unesco pretende favorecer a igualdade de oportunidades, melhorar a qualidade do ensino, reforçar a ciência e a educação, promover o uso de conteúdos educativos de livre acesso e fomentar a criação de comunidades de estudantes e docentes.

(clique na imagem e aceda ao site)

UNESCO