Agrupamento de Escolas de Estarreja – 2.º lugar no Concurso Regional de Ideias de Negócio nas Escolas 2017 – Região Centro

18955068_1854865454833844_1949052178860053503_o

Mais um prémio para o AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ESTARREJA com Projeto COLTEC – Colete Tecnológico “Wearable Technology” ao serviço da Segurança Rodoviária.
No dia 8 de junho, em Coimbra, fomos representar a Região de Aveiro (CIRA – Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro ) no “Concurso Regional de Ideias de Negócio nas Escolas 2017 – Região Centro onde obtivemos o 2.º lugar.
Fica a memória de uma experiência inesquecível, pois fomos a única Escola Secundária em concurso entre um conjunto de equipas que representavam exclusivamente Escolas Profissionais. Às alunas Andreia Filipa, Beatriz Rodrigues, Gisela Aguiar e Soraia Santos um agradecimento sentido pelas muitas horas de trabalho na ESE e na ESTGA-UA. São únicas … pelo empenho, profissionalismo, energia e alegria aplicadas no desenvolvimento e na defesa do projeto. De forma entusiástica participaram neste evento os alunos, Ana Sousa, Ana Filipa, Armando Olim, Cristiana Oliveira, Francisca Moutela e Pedro Alegria, a melhor claque que alguma escola pode ter … OBRIGADA por tudo!

IDEIAS INOVADORAS: Couro vegetal produzido com resíduos de vinho

17493199_1482974415066944_8248030493854566515_o (2)

“Produzir uma opção de couro ecológico e ao mesmo tempo reaproveitar um subproduto do vinho. É esta a proposta de uma empresa italiana que busca tornar comercializável o que até então é somente resíduo.

Batizado de Wineleather, o produto é composto de fibras e óleos contidos no bagaço da uva: peles, sementes e caules. Todos esses componentes podem ser obtidos durante a produção do vinho, ou seja, é uma maneira de aproveitar algo que já seria descartado. Considerando que a Itália detém aproximadamente 18% da produção mundial, a ideia tem tudo para ser um sucesso.

O couro vegetal foi desenvolvido pelo arquiteto Gianpiero Tessitore de Milão (Itália) e fundador da empresa Vegea. Desde 2014, ele vem estudando as propriedades físicas e mecânicas de várias fibras vegetais junto a centros de pesquisa especializados. Sua iniciativa inclusive foi uma das vencedoras do prêmio Global Change Award da H & M.

No site da Vegea, o arquiteto afirma que, anualmente, são produzidos 26 bilhões de litros de vinho no mundo. Isso pode resultar em quase sete bilhões de quilos de bagaço que podem ser transformados em matéria-prima. Imagine o quanto isso pode revolucionar a moda italiana, especialmente em Milão que é uma das capitais que mais lança tendência para o mundo.

Em entrevista ao jornal económico italiano Il Sole 24 Ore, Tessitore afirmou que o processo não utiliza água, ácido ou metais pesados, além é claro de ser livre de qualquer sofrimento animal.”

Fonte CICLOVIVO

SNC – Sist. Normalização Contabilística – Teoria e Prática

Com mais de 130 Casos práticos resolvidos em articulação com as NCRF e o CIRC.

Neste livro, são analisadas pormenorizadamente as Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro (NCRF), que constituem o núcleo central do Sistema de Normalização Contabilística (SNC).

São apresentados exemplos, ilustrações e propostas de resolução de casos práticos, muito próximos da realidade, que facilitam a aplicação do novo normativo a situações concretas de preparação das demonstrações financeiras.

Inclui:
– Adaptação em Portugal das IAS/IFRS adoptadas na UE;
– Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro (NCRF);
– Novo Código de Contas;
– Novos Modelos de Demonstrações Financeiras;
– IAS/IFRS não adoptadas pelo SNC;
– Matemática financeira e finanças aplicáveis às NCRF;
– Aplicação da técnica dos rácios no âmbito do SNC.

  • Editor: Grupo Editorial Vida Económica
  • Autor(es): João Manuel Lopes Gomes e Jorge Manuel Rodrigues Pires 

  • Fonte: Vida Económica – Livraria Online

Recursos para TOC …

A Partilha TOC é um serviço de partilha de documentos, pensado na ajuda a dar aos Técnicos Oficiais de Contas no desempenho da profissão.

No entanto, professores e alunos  podem encontrar  informação relevante ao nível da contabilidade e fiscalidade, gestão de pessoal (minutas de contratos, legislação, etc…).

Clique na imagem e aceda ao site:

 

CNC- Comissão de Normalização Contabilística – novo site

A CNC- Comissão de Normalização Contabilística- tem novo site. Com a aprovação do SNC (Sistema de Normalização Contabilística), a CNC foi reestruturada. O site da CNC foi reconfigurado e os seus conteúdos passam a focalizar-se no novo enquadramento normativo.

Para consultar o novo site – CNC,  clique na imagem.

SNC Casos Práticos – Livro recomendado

Este é um  livro que apresenta um conjunto de 74 casos práticos, sobre o novo SNC, cada um deles, com três partes: – Tópicos abordados; – Enunciado; – Resolução. Apesar de eminentemente prático, a resolução de cada caso prático é suportada, sempre que se justifique, com o necessário e adequado suporte teórico e remissões para o respectivo normativo contabilístico.

 

Editora: Áreas Editora

Autores: António Borges, Emanuel Gamelas, Manuela Martins, Nuno Magro, Pedro António Ferreira e José Pinhão Rodrigues

Nº de Páginas: 488

 

 

Consulte aqui o Índice:

Consultório SNC – As novas regras de contabilidade

O Jornal de Negócios, em parceria com a Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, tem publicado uma edição do Consultório SNC, que visa esclarecer os leitores sobre as dúvidas acerca das novas regras contabilísticas.

Clique na imagem e consulte as perguntas e respostas…

SNC e Activos Intangíveis

Como é do vosso conhecimento, o  ano de 2010 começou em Portugal com a entrada em vigor do Sistema de Normalização Contabilística que vem substituir o POC.

Mais um interessante artigo que aconselho a ler sobre Activos Intangíveis ao nível das Patentes, Marcas e Direitos de Autor.

 

Leia aqui o artigo completo: IP Solutions ( blogue ) 

 

Pode, também aqui consultar uma dissertação de mestrado intitulada: 

DA CAPACIDADE EMPREENDEDORA AOS
ACTIVOS INTANGÍVEIS NO PROCESSO DE
CRIAÇÃO DE EMPRESAS DO CONHECIMENTO

 Autor: Pedro Jorge Martins Borges de Almeida
(Licenciado)

Livro do Dia – O Jogo da Contabilidade

 
Um livro especial  com a mais clara exposição de sempre sobre os conceitos básicos da contabilidade.

O mundo da Contabilidade pode ser, por vezes intimidador.  Nada melhor que aprender Contabilidade de uma forma simples e divertida, em que até uma criança pode começar a gostar e dominar alguns princípios básicos.  De pequenino é que se começa!

 

Título: O Jogo da Contabilidade – Iniciação à Contabilidade
Autores: Judith Orloff  e Darrell Mullis
Páginas: 240
1ª Edição: Out/2009
Colecção:
Desafios

Conheça um pouco mais sobre este livro, consultando:

Fonte: CENTROATLANTICO.PT

Sistema de Normalização Contabilística – novo livro

Este livro absolutamente inovador, de perguntas e respostas, para além de apresentar pequenos exemplos práticos, esclarece de forma clara e objectiva todas as dúvidas sobre:

Enquadramento do SNC; Diferenças entre o POC e o SNC; NCRF; NCRF-PE; Hierarquia Legal; Imparidades; Revalorizações; Justo valor; Terminologia; Transição do POC para o SNC; Correspondência entre contas POC e SNC; Reconhecimento; Mensuração; Novas Demonstrações Financeiras; Inventários; Entidades abrangidas pelo SNC; Pequenas Entidades; NIC; Normas Interpretativas; Decreto Regulamentar 25/2009; Alterações no SAF-T; Classificação de Activos e Passivos e Outros conceitos.

  • Título: SNC – Todas as Perguntas e Respostas
  • Autores: Pedro de Jesus Rodrigues e Rui Pinto Ferreira
  • Última Edição: Novembro de 2009
  • N.º de Páginas: 112
  • Editora: Porto Editora

Sistema de Normalização Contabilística – novo livro

Sagez

 Novo livro que aparece nas livrarias Bertrand e Europa América com a chancela SAGE, com o objectivo de ajudar todos os profissionais e estudantes  na interpretação e aplicação prática das alterações profundas nos procedimentos e na passagem do POC para o SNC.

“SNC explicado – O novo sistema de normalização contabilística”

Autor –  Professor Rui Almeida

Novo sistema de Normalização Contabilística

Nunca é demais referir, que  a 23 de Abril o Conselho de Ministros aprovou o Decreto-Lei que institui o Sistema de Normalização Contabilística, e revoga o Plano Oficial de Contabilidade, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 47/77, de 7 de Fevereiro. A contabilidade das empresas portuguesas vai ficar sujeita a novas regras, procedendo-se a partir de Janeiro de 2010 a uma aproximação dos padrões internacionais em matéria de normalização contabilística, nomeadamente com as Normas internacionais de contabilidade do International Accounting Standards Board (IASB). Este diploma vem, assim, adaptar às características nacionais e às especificidades do tecido empresarial nacional as referidas normas, modernizando-se a terminologia utilizada, tornando-as internacionalmente comparáveis. São reduzidos os custos de contexto e aumentada a competitividade das empresas portuguesas na capacidade de reporte das suas demonstrações financeiras, em ambiente de concorrência, por fontes de financiamento internacionais.

Se pretender conhecer as principais alterações consulte o seguinte site:

Sage

 ( clique na imagem para aceder ao site )

Fernando Pessoa e a sua relação com a Contabilidade…

fernando20pessoaFernando Pessoa foi trabalhador do comércio: foi escriturário numa empresa de transitários na Baixa de Lisboa. E foi mesmo director da «Revista de Comércio e Contabilidade», cujo primeiro número saiu em Janeiro de 1929. A relação escriturário, guarda-livros, contabilista e a poesia é em Pessoa bem visível …

«É a imprescindível função de ajudante de guarda-livros que, surpreendentemente, lhe confere o potencial de escritor moderno, dividido entre o espectáculo dos sonhos que a sua própria alma lhe oferece como um “teatro íntimo” e aquele outro espectáculo, todo exterior, que lhe é dado pelo “dos sonhos que a sua própria alma lhe oferece como um “teatro íntimo” e aquele outro espectáculo, todo exterior, que lhe é dado pelo “colorido variadíssimo de Lisboa…», …

A contabilidade traz o poeta à realidade e não permite que fique numa dimensão apenas transcendental que de exacerbada prática pode conduzir à alienação e loucura; por outro lado a poesia leva o guarda-livros/contabilista a outra dimensão, não normativa, sem códigos ou coimas, espiritual e livre!“

Fonte:  NothingandAll