FINLÂNDIA quer abandonar o ensino de disciplinas nas escolas

Imagem4

Partilho uma notícia surpreendente, ou não, já que  os finlandeses estão na vanguarda do ensino!

“Aquilo de que precisamos agora é de um tipo de educação diferente que prepare as pessoas para o mercado de trabalho”

“A Finlândia já tem um dos melhores sistemas de educação do mundo, que ocupa as posições de topo na matemática, nas línguas e na ciência dos prestigiados rankings PISA da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico. Somente países do oriente, como a Singapura e a China conseguem superar o país nórdico.

Políticos e especialistas em educação de todo o mundo olham para o país como um exemplo e tentam replicar nos seus sistemas de ensino o sucesso que lhe reconhecem.

Mas a Finlândia não está a descansar nos seus louros. Está a preparar a maior reforma na educação de sempre, abandonando o tradicional ensino por disciplinas e implementando um ensino por tópicos. Algumas disciplinas principais, como Literatura Inglesa e Física, já estão a ser eliminadas das turmas de 16 anos em escolas da capital Helsínquia.

Em vez disso, os jovens finlandeses estão a aprender por tópicos, como a “União Europeia”, que engloba a aprendizagem de economia, história, línguas e geografia. Num ponto de vista mais profissional, um aluno que queira especializar-se em restauração opta por um curso que inclui matemática, línguas (para clientes estrangeiros), competências de escrita e habilidades de comunicação oral.

Ou seja, nada de uma hora de história, seguida de uma hora de química e de uma hora de matemática. A ideia é eliminar uma das maiores interrogações dos estudantes: “porque tenho de aprender isto?”. No novo modelo finlandês, todos os assuntos leccionados estão interligados e existem motivos práticos para os aprender.

Continuar a ler

Anúncios

Directores das Escolas e os novos modelos de Gestão

As mudanças que estão a ocorrer na gestão escolar e as tendências que se desenham para o século XXI são uma consequência das alterações nos contextos culturais e sociais com efeitos nas políticas educativas. O acesso a modernas  técnicas de gestão escolar sob a égide da racionalidade empresarial, aponta para novos desafios!

____________________

Começa amanhã um programa promovido pela Microsoft Portugal em parceria com o Ministério da Educação com vista a preparar os directores das escolas do ensino básico e secundário para os novos modelos de gestão das escolas.

Denominado Líderes Inovadores, conta com a participação de especialistas nacionais e internacionais nas áreas da “gestão estratégica, marketing, liderança e inovação, gestão de equipas”, avança a tecnológica em comunicado.

Workshops, formação online, trabalhos autónomos, conferências e debates são algumas das modalidades de formação previstas, numa acção com o objectivo de “incutir maior responsabilização e pro-actividade aos profissionais da educação, promovendo uma mudança organizacional nas escolas”, detalha a mesma fonte.

O programa desenvolve-se em três etapas. A primeira fase, com início amanhã, na Universidade Lusófona, será constituída por workshops. A segunda etapa está orientada para a realização de um plano de melhoria e desenvolvimento para a escola e a terceira passa pela avaliação da implementação dos planos de melhoria.

Dezembro de 2010 é a data prevista para conclusão dos trabalhos.

A coordenação científica está a cargo de José Canavarro (professor da Universidade de Coimbra e ex-secretário de Estado) e entre os especialistas convidados estão confirmados os nomes do ex-ministro da Educação Roberto Carneiro e dos professores universitários Jorge Adelino Costa (Universidade de Aveiro), Manuel José Damásio (Lusófona) e Natércio Afonso, que coordenou o estudo do Ministério da Educação sobre “Aprendizagem na Educação”.

Presença assegurada serão também os responsáveis de empresas (que acompanharão a criação e implementação dos Planos de Melhoria nas Escolas) como a NDrive, Sumol/Compal, Merck, Parpública, BESI, CIP, BluePharma ou de instituições bancárias como o BES ou Montepio.

 Fonte:http://noticias.mundopt.com