MENÇÃO HONROSA para ESCOLA SECUNDÁRIA DE ESTARREJA – Prémio Fundação Ilídio Pinho – Ciência na Escola, 14.ª Edição

Escola Secundária de Estarreja volta a receber mais um prémio!

IMG_3262

No dia 30 de junho, no Convento São Francisco, Coimbra, o Projeto “COLTEC – Colete Tecnológico “Wearable Technology” ao serviço da Segurança Rodoviária” conquistou mais um prémio, recebendo uma Menção Honrosa no valor de 3000€ da Fundação Ilídio Pinho – Ciência na Escola, 14.ª Edição, “A Ciência e a Tecnologia ao serviço de um mundo melhor”.

A entrega dos prémios às escolas com projetos distinguidos foi feita em cerimónia pública contando com a presença do Ministro de Educação e Ciência, Dr. Tiago Brandão Rodrigues, do Presidente da Fundação Ilídio Pinho, Eng.ro Ilídio Pinho e do Presidente da República, Dr. Marcelo Rebelo de Sousa.

Tivemos a presença marcante e entusiástica do nosso Diretor, Dr. Jorge Ventura, as visitas muito especiais e que nos sensibilizaram, Reitor da Universidade de Aveiro, Dr.Manuel Assunção, Secretário Executivo da CIRA, Dr. José Eduardo de Matos, Vereador da Cultura e da Educação da Câmara Municipal de Estarreja, Dr. João Alegria, Vereadora da Cultura e da Educação da Câmara de Albergaria-a-Velha, Dr.ª Catarina Rosa Mendes, da ESTGA-UA, o Prof. Dr.Mario Rodrigues, Eng. Paulo e Jorge Melo e muitas outras individualidades da Fundação Ilídio Pinho, governo e x-ministros.

Este projeto foi um desafio aliciante, de grande exigência, praticado numa interação do saber técnico-científico assente num problema multidimensional “elevada percentagem de acidentes rodoviários entre ciclistas e peões”, que requereu uma observação abrangente das determinantes, das consequências e das soluções, bem como exigiu medições e comparações de variáveis em estudo. O colete integra nas costas um ecrã de leds (permitindo remoção/lavagem) para a passagem de sinais rodoviários e texto (Peregrino; Trabalhos; Treino; Perigo). As nossas alunas, Andreia FilipaBeatriz RodriguesGisela Aguiar e Soraia Santos, sonharam e ousaram pôr em prática uma ideia inovadora, no âmbito da “Wearable Tecnology”, planeando e concretizando um protótipo, com os seus parceiros privilegiados, ESTGA-UA e a empresa Aveicellular, Lda. uma solução com boa relação custo-benefício, projetada para permitir reduzir a sinistralidade rodoviária.

“…sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança!” 
(António Gedeão)

DSCN5925

 

 

DSCN6053

 

Anúncios

Português vence prémio com alternativa às lombas rodoviárias

naom_58488c461ee8d

Chama-se Francisco Duarte e, além de aluno da Universidade de Coimbra, é também o autor da inovação vencedora que poderá vir a substituir as Lombas Redutoras de Velocidade (LRS) no futuro.

Foi ele quem idealizou o Venex – Vehicle Energy Effecient Extractor. Trata-se de uma espécie de ‘tapete’ que se estende ao longo de 40 metros e que, durante esse percurso, consegue desacelerar os automóveis sem que isso traga danos tanto ao veículo como ao condutor.

O Venex serve-se da extração da energia cinética do automóvel para fazer com que a velocidade seja reduzida e valeu a Francisco, aluno de doutoramento em Sistemas de Transportes, a vitória da 1.ª edição do Prémio Inovação em Segurança Rodoviária, promovido pelo Automóvel Clube de Portugal (ACP) e a BP Portugal.

Uma vez que a atuação do Venex em nada depende do condutor, este sistema poderá ser replicado em zonas onde a redução da velocidade é obrigatória, ou seja, em rotundas, passadeiras, zonas habitacionais, escolas ou hospitais, o que irá garantir uma maior segurança na estrada para todos.

Computador mais barato do mundo

“Depois de revelarem o carro mais barato do mundo, a Índia chega agora com a ideia de vender um computador portátil por 35 dólares, perto de 28 euros. A ideia, que pode chegar já em 2011, pretende ser um computador compacto para estudantes, na qual para a produção, a Índia só está a espera de um parceiro tecnológico.

O computador portátil em questão, têm o aspecto do iPad da Apple mas como se pode ler, custa bastante menos. O projecto foi apresentado esta semana pelo ministro do Desenvolvimento e Recursos Humanos da Índia, Shri Kapil Sibal.

“Esta é a nossa resposta ao computador de 100 dólares do MIT [Instituto de Tecnologia do Massachusetts]“, disse o ministro, citado pela AP. Este computador que promete ser o mais barato do mundo vêm equipado com ecrã táctil, Linux como sistema operativo e capacidade para realizar videoconferência. Não tem disco rígido, usa cartões de memória. Por ter um formato tablet tem custos de hardware reduzidos e usa software de código-fonte aberto para ser barato.”

 

Fonte: IP Jornal e www.sic.sapo.pt ( vídeo)

Kplaces – A Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação em português

Motor de busca especializado na área da educação, ciência, tecnologia e inovação. Aqui é possível efectuar pesquisas por localização: Portugal, países de língua portuguesa e toda a Web.`

Permite obter informação de qualidade, sobre Pessoas, Instituições, Escolas. Pode ainda aceder a notícias, imagens e vídeos.

Para consultar, basta um clique na imagem

Novo motor busca Kplaces

Livro do dia – Livro do desassossego tecnológico

Este livro procura explicar de que forma as novas tecnologias vieram revolucionar e influenciar a sociedade, a nível económico, social e comportamental.

capa_livro do desassossego tecnológico

Porque está o mundo  em desassossego?

Em regra culpa-se a economia, a política, o terrorismo, o ambiente ou os anacronismos que persistem.
Mas não se valoriza o papel da revolução digital em curso. As novas tecnologias alteraram radicalmente os modos de vida, o trabalho, as relações humanas, o pensar, o ser e o estar.
Geram ao mesmo tempo inovação e obsoletismo. Impõem mudança e velocidade.
Perante isto existem duas atitudes: resistir ou evoluir ainda mais depressa com base na criatividade. O autor defende a segunda opção.
O livro pode ser adquirido na WOOK.

Mestrado em Bioempreendedorismo

 

A biotecnologia vive basicamente de empreendedores,  pessoas que se lançam em projectos com a missão de desenvolver novos produtos e serviços tirando vantagens dos mais recentes avanços das biociências. Para facilitar a criação de empresas por parte de quem tem conhecimento especializado nesta área, surge agora o Mestrado em Bioempreendedorismo.

 Promovido pela CESPU – Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário, em Gandra,  os formandos deste mestrado deverão adquirir noções concretas de Macroeconomia, Gestão de Recursos Humanos ou simplesmente Planos de Negócios.

 No final do curso, os participantes devem ficar habilitados a:

  • identificar uma oportunidade de converter um processo biotecnológico numa aplicação empresarial;
  • liderar e participar em equipas responsáveis pela implementação de uma bioempresa;
  • conhecer a legislação aplicável às questões do bioempreendedorismo;
  • conhecer e lidar com os apoios e financiamentos disponíveis ao bioempreendedorismo;
  • negociar, gerir, investir numa estratégia de sucesso que sustente a aplicação empresarial;
  • tornar um projecto empreendedor em biotecnologia, num exemplo de sucesso.

 Para mais informações, consulte a CESPU.

Fonte:Portal QueroMais e CESPU

E-books impressos em formato de bolso

Tecnologia permite imprimir «e-books» em formato de bolso

O acervo da biblioteca da Universidade de Michigan vai estar disponível, brevemente,  através do projecto da Hewlett –Packard.

book-prep 

O Publishing está  em  mudança a nível sociológico e tecnológico.  A pubicação de  livros personalizados, revistas e jornais  está  a ser democratizada.
A tecnologia da HP BookPrep, capitaliza estas tendências, permitindo aos editores  digitalizar todos os livros existentes e transformá-los num recurso virtual que pode ser vendido pela internet e impressos por encomenda e personalizados pelo consumidor.
Integrando várias tecnologias de impressão HP Labs, o  BookPrep alinha e nivela textos automaticamente digitalizados dos actuais e out-of-print-books, limpa e clareia a dobrar e cantos das páginas para a coloração consistente, e saídas de um profissional e pronto para impressão eMaster PDF.
A BookPrep torna possível dar aos consumidores o acesso a todos os livros já publicados como uma réplica de alta qualidade do original que pode até mesmo personalizar. Revela os tesouros literários, tanto do presente e do passado.
Num momento em que se fala cada vez mais de livros electrónicos, o grupo HP- Hewlett-Packard, defende o gosto dos leitores pela leitura de livros em papel. Anunciou recentemente que vai lançar uma tecnologia para imprimir e-books.
O serviço para imprimir livros electrónicos a pedido, designado de «BookPrep»,
vai permitir fazer obras de bolso com os 500 mil títulos disponíveis na biblioteca da Universidade de Michigan. A maior parte destes livros foram impressos antes de 1923, sendo praticamente impossível de encontrá-los hoje em dia nas livrarias.
 A companhia anunciou que também já está disponível a versão beta do MagCloud, um serviço de impressão de revistas que criou em parceria com a Wikia, a organização por detrás da enciclopédia digital «Wikipedia».

Fonte: Read Write Web