Ler um livro passeando pela cidade – 2ª. edição em Aveiro

ler um livro passeando pela cidade Em 2008, o Museu da Cidade de Aveiro, tutelado pela Autarquia, associou-se ao conceituado e galardoado escritor Gonçalo Tavares para o desenvolvimento do projecto “Ler um livro passeando pela cidade”, no âmbito do programa “Museu da Cidade intervém no espaço urbano”.
Dada a receptividade da primeira iniciativa, a partir do próximo dia 26 de Março (ainda por tempo indeterminado) iniciar-se-á a segunda edição do projecto “Ler um livro passeando pela cidade”. Apostando na utilização de suportes de mobiliário urbano já existentes na cidade, os candeeiros da Rua Direita e da Praça Melo Freitas receberão tarjas com os novos textos de Gonçalo Tavares.

A iniciativa da Câmara Municipal de Aveiro e promovida pelo seu Museu da Cidade relaciona-se com o conceito de intervenção do museu na cidade e pretende dar cumprimento aos três pilares de acção fundamentais: território, património e comunidade.
Esta segunda edição do projecto “Ler um livro passeando pela cidade” mantém o princípio que fundamentou a sua criação, expresso nas palavras de Gonçalo Tavares: “A ideia é que, à medida que alguém lê o livro, também visite e conheça o património invulgar da cidade. Pretende-se, assim, de uma maneira directa, dar uma visibilidade maior a determinados locais da cidade. Dadas as suas características – em que os leitores através do seu corpo envolvem o livro e onde se pede que os leitores caminhem e se movimentem para poder ler – é um livro um pouco diferente do normal. A ideia é que o acto de ler envolva e exija a deslocação física concreta”.

Fonte: Câmara Municipal de Aveiro

Anúncios

Museus com visitas virtuais

O termo museu, derivado do grego mouseion, através do latim museum, referia-se a um templo de Atenas dedicado às musas. Além de ser lugar onde moravam as musas, o templo era igualmente um local onde as pessoas se exercitavam na poesia e na música, consagrado aos estudos, com bibliotecas e academias.

Com o decorrer do tempo, promover o conhecimento, a educação e o lazer tem sido o papel fundamental dos museus.

Aceite o desafio que lhe proponho hoje, reconhecendo no entanto,  que Museus com visitas virtuais são  apenas uma nova perspectiva de interacção com o nosso património e que vale sempre a pena a visita física aos nossos museus e palácios.    Passe a interessar-se mais pela CULTURA e pelo CONHECIMENTO!

Comece por efectuar uma VISITA VIRTUAL 3D a um conjunto  de Museus e Monumentos Nacionais consultando o site do MINISTÉRIO DA CULTURA.

Descubra estes espaços fascinantes pertencentes à nossa cultura.

 

Mais um passeio virtual pode ser dado,  através do INSTITUTO DOS MUSEUS E DA CONSERVAÇÃO e conhecer alguns dos nossos mais belos PALÁCIOS.

Outros museus portugueses disponibilizam nas suas páginas visitas virtuais às suas colecções e museus, variando as visitas em qualidade ou facilidade.

Museu Diocesano de Arte Sacra do Funchal (Ilha da Madeira) — Visita virtual à Colecção de Arte Flamenga

 Museu de Alberto Sampaio (Guimarães) — Visita Virtual

Museu Nacional de Arqueologia (Lisboa) — Visita Virtual

Museu da Presidência da República (Lisboa) — Visita Virtual

Museu Monográfico de Conimbriga (Condeixa-a-Velha/Nova) — Visita Virtual

Museu Marítimo de Ílhavo (Aveiro) — Visita virtual ao Navio-Museu Santo André

Museu-Escola da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva (Lisboa) — Visita Virtual

Casa das Histórias Paula Rego – Museu

Este Museu é uma obra arquitectónica de referência e de autor, assinada pelo arquitecto Eduardo Souto de Moura, que honra e dignifica ainda mais a obra de Paula Rego. Aberto desde Setembro, acolhe uma significativa colecção de obras de arte da referida  pintora. Tem entrada gratuita e inclui um auditório, uma livraria, um bar, e encontra-se rodeado de espaços verdes para o desenvolvimento de actividades ao ar livre.

Paula Rego tece coloridas narrativas, contando histórias com os seus lápis e pincéis. O desafio está colocado… Venha conhecer a Casa das Histórias.