Worshop – Internet do futuro desafios e oportunidades

image

Realiza-se nos dias 25 e 26 de Maio de 2010, na Universidade de Aveiro, Auditório do CIFOP – Centro Integrado de Formação de Professores, a workshop Internet do Futuro – Desafios e Oportunidades, organizada pelo tice.pt – Pólo de Competitividade e Tecnologia das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica. Na sessão de abertura participará o Presidente da UMIC – Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP.

Consulte o programa e faça a sua inscrição: aqui  

                                                          __________________________________________________

A Internet do Futuro foi identificada como um dos temas prioritários de I&D em TIC pela Comissão Europeia, com o lançamento da chamada “Parceria-Público-Privada sobre a Internet do Futuro” em Outubro de 2009 (ver comunicação da Comissão Europeia “A public-private partnership on the Future Internet“), a que no período 2011-2013 vão ser dedicados 300 milhões de Euros do 7º Programa Quadro de IDT, e no âmbito da qual será aberto em Julho um primeiro concurso público para projectos.

Anúncios

O seu computador faz ciência… Plataforma de computação

Utilize o seu computador em prol da ciência.

Junte o seu computador a centenas de outros, a bem da investigação. O Ibercivis é um sistema ibérico que permite que o seu PC seja usado, à distância, para cálculos científicos em áreas como a da saúde. Saiba como em,

 www.oseucomputadorfazciencia.pt 

 

O Facebook e o Twitter o mais novo paradigma…

O Facebook e o Twitter estão a mudar a forma como pensamos, representam o mais novo paradigma da comunicação.

A dinâmica das redes sociais com  a sua capacidade de estabelecer novas conexões por meio da Internet, são desafios que estão a conduzir ao aparecimento, cada vez mais de estudos sobre o alcance social dos processos de  comunicação e inevitavelmente às conseqüências negativas na nossa sociedade.

Segundo uma prestigiada neurologista britânica Susan Greenfield,   os efeitos culturais e psicológicos das relações online vão mudar o cérebro das próximas gerações:

  • menos capacidade de concentração;
  • mais egoísmo;
  • dificuldade de simpatizar com os outros;
  • isolamento social;
  • uma identidade mais frágil.

Preocupante! Profissionais da educação e pais devem estar atentos a estes sinais.

Sabemos que existem diversas formas de nos expressarmos e de fazermos amigos. Sabemos também, que muitas pessoas têm dificuldade de interagir com outros membros do seu grupo de convívio. Eis que aparecem os falsos tímidos virtuais. É muito fácil e prático a qualquer pessoa, distanciar-se do mundo real e passar a fazer parte deste “novo mundo” virtual. As pessoas podem conhecer, conversar e partilhar com outras que elas nunca viram, sem pré-conceitos e sem preconceitos. Esta interacção caminha para relações menos humanizadas e muitos menos ricas a nível emocional, uma vez que, o sentir o outro é limitadíssimo. 

De um ponto de vista profissional, importa também referir, que os portais sociais tornam cada vez mais ténue a fronteira entre esfera pessoal e profissional. Algumas posições do foro pessoal tendem a gerar incompatibilidades ao nível profissional.

Ninguém pode esquecer-se de que a informação que coloca nos portais sociais fica guardada para sempre e, por isso, devem evitar insultos, palavrões, perseguições, apropriações do pensamento de outrem, ou opiniões pouco recomendáveis.

Talvez por isso, o Presidente Barack Obama, tenha alertado recentemente os jovens para os riscos inerentes à informação pessoal colocada na Net. “Tenham cuidado com o que colocam no Facebook, porque na era do YouTube, o quer que façam agora, poderá vir ao de cima mais tarde, durante as vossas vidas.”

Será este o futuro das relações humanas?

Fazendo uma referência a um ditado popular, afirmo que a Internet veio para servir o Homem e não o contrário.