Mobilidade sustentável – Concurso Pedalar XXI

A Sustentabilidade é, cada vez mais, uma preocupação transversal nas sociedades modernas, passando necessariamente por uma nova maneira de ver e sentir o nosso planeta TERRA. Hoje em dia e de uma maneira geral, todas as cidades enfrentam graves problemas de trânsito, congestionamento, e emissão de gases nocivos à atmosfera. Os transportes são actualmente responsáveis por 25% das emissões de gases com efeito de estufa e a necessidade de consumo de energia do sector deverá aumentar cerca de 30% até 2030.

Coloca-se então o problema sobre a  mobilidade sustentável, questão-chave, na promoção do uso das bicicletas como  a melhor alternativa para o trânsito e para o meio ambiente.

A atitude nesta matéria é essencial e deve ser desenvolvida. O Concurso Pedalar XXI é apenas uma excelente sugestão das diversas atitudes que poderão ser tomadas.

O projecto CicloRia vai lançar um concurso nas escolas de todo o país, dirigido a alunos do 3.º ciclo do ensino básico e ensino secundário para recolher ideias e projectos inovadores de base empreendedora,  capazes de mobilizar as comunidades para o uso da bicicleta,  como forma de estimular e promover formas de mobilidade casa-escola mais sustentáveis, saudáveis e atractivas, assim como o gosto pela experimentação, conhecimento do território e novos hábitos de cidadania.

Serão estabelecidas duas categorias de concurso, que irão corresponder aos seguintes níveis de ensino:

  • Categoria A – 3º Ciclo do Ensino Básico

Pretende-se que os concorrentes avaliem a Pegada Ecológica da escola e elaborem uma carta de intenções, com vista à melhoria da Pegada Ecológica no que se refere à secção da mobilidade.

  • Categoria B – Ensino Secundário

Pretende-se que os concorrentes efectuem um percurso de bicicleta (casa escola ou escola – local público), identificando os obstáculos e/ou facilidades encontradas ao longo do percurso. Este percurso deverá ser registado em vídeo e/ou fotografia e comentado pelos alunos enfatizando os seus aspectos mais relevantes.

 

Calendário:

  • Inscrições – até 10 de Abril
  • Envio dos trabalhos candidatos a concurso – até 23 de Maio
  • Divulgação dos trabalhos premiados – até 27 de Maio
  • Cerimónia de entrega de prémios – 5 de JunhoDocumentos:

Documentos:

Download do Regulamento do concurso Pedalar XXI: http://cicloria.org.pt/newsletter/01/regulamentoPEDALARXXI.pdf

Download da Ficha de Inscrição:                                                                                                  http://cicloria.org.pt/newsletter/01/ficha%20inscricaoPEDALARXXI.doc

Download do Cartaz do Concurso Pedalar XXI: http://cicloria.org.pt/newsletter/01/cartazPEDALARXXI.pdf

Fonte: Diário de Aveiro – 20 de Março de 2011
Anúncios

Mais ideias inovadoras – guarda-chuva que filtra a água …

“O Filterbrella é mais uma inovação no campo dos produtos eco-friendly. Esse guarda-chuva, desenvolvido pelo designer especialista em desenvolvimento de produtos sustentáveis Andrew Leinonen, ainda é um protótipo e está em fase de testes. O produto possui um sistema de captação de água da chuva, conectado a outro sistema de filtros de carvão acoplados à haste do objecto para purificação da água, tornando-a ideal para consumo imediato.

Esse guarda-chuva tem uma estrutura que possibilita que a água filtrada seja consumida na hora, ou armazenada no próprio objeto para consumo posterior. Além de economizar água do meio ambiente, o produto também é biodegradável, sendo feito de um plástico misto de ácidos poliáticos, altamente compostáveis.”

Fonte: http://revistapegn.globo.com

Ideias empreendedoras – Tecnologia Verde…

Mais uma boa ideia aqui apresentada, esta na área da Tecnologia Verde. Alunos da Escola Superior de Tecnologia de Viseu desenvolvem carro eléctrico que percorre 100km por apenas…1 euro. Este carro tem as mesmas capacidades dos que trabalham a gasolina ou gasóleo. Talvez falte inventar um armazenamento mais eficaz da electricidade.

Características do VEP da ESTV

  • Sistema de Armazenamento de Energia: Bateria de 120 V com 100 Ah, com carregador a bordo.
  • Sistema de Condicionamento de Potência: Variador Electrónico de Velocidade com front-end activo de 100 kW, refrigerado por água.
  • Sistema Propulsor: Motor de indução trifásico com 15 kW (20 cv) de potência nominal e 39 kW (53 cv) de potência de pico, velocidade máxima de 12.000 r.p.m., refrigerado por água.

 Performance

  • Velocidade de ponta (de projecto com 2ª velocidade engrenada): 70 km/h.
  • Autonomia esperada: 50 km (correspondendo a uma descarga de 40 % da bateria).
  • Tempo de recarga: cerca de 2 horas (alimentado em tomada vulgar de 230 V e 16 A).
  • Sistema de variação contínua de velocidade. Comando de inversão de marcha electrónico.
  • A versão exposta possui travagem regenerativa activada.
  • Dados económicos e de impactos ambientais Consumo estimado: cerca de 10 kWh para percorrer 100 km (corresponde a um custo de 1 Euro e inferior ao custo de 1 litro de gasolina).
  • Nível de emissão de CO2 no local de utilização: 0 (zero) gramas de CO2 por km.
  • Nível de emissão de CO2 efectivo: cerca de 40 gramas de CO2 por Km, tendo em conta o mix actual das fontes de geração do sistema electroprodutor nacional, que é de aprox. 400 gramas de CO2 por kWh.

Fonte: Fotos antes e depois

PlanIT Valley em Paredes – Centro Mundial de Inovação

A produtora 3D, LT Estúdios, é a primeira PME portuguesa a participar no desenvolvimento do projecto PlanIT Valley. A empresa foi escolhida para desenvolver o filme promocional “A Brand New Start for Intelligent Cities” e as imagens virtuais do futuro PlanIT Valley.

Clique na imagem para ver o filme

A área de 1700 hectares que deverá acolher empresas, comércio, hotéis, habitação, escritórios, indústria e espaços de entretenimento

A área de 1700 hectares que deverá acolher empresas, comércio, hotéis, habitação, escritórios, indústria e espaços de entretenimento

A Cisco Systems e a Living PlanIT vão assinar no início da próxima semana uma parceria estratégica que prevê a instalação de um centro mundial de inovação na área dos sensores para redes informáticas no PlanIT Valley, que está a nascer no concelho de Paredes.

Esta aliança constitui um dos primeiros resultados concretos da estratégia de atracção de investimento de grandes multinacionais tecnológicas na cidade inteligente que deverá ser construída até 2013.

A Living PlanIT, empresa vocacionada para a criação de ambientes urbanos inteligentes e sustentáveis, e a multinacional americana Cisco comprometem-se, a partir de Paredes, a “colaborar na investigação, desenvolvimento e produção de metodologias e tecnologias inovadoras” e a “levá-las até ao mercado” mundial. Com especial destaque para as tecnologias criadas pela Cisco, no âmbito da sua iniciativa “comunidades conectadas e inteligentes” que tem por objectivo disponibilizar no mercado soluções inovadoras para edifícios, segurança, transportes, serviços utilities, administração pública, educação, saúde e desporto.

Paredes está próximo dos mercados-alvo, EUA e Europa, tendo sido considerada pela Cisco uma das razões que justificam este investimento, € 2 mil milhões. Acredita-se que o PlanIT Valley será “um centro respeitado a nível global na área da inovação e investigação sustentável”.

O número de postos de trabalho a criar poderá ascender a 1500, dependendo do êxito na captação de empresas e do número de parceiros aderentes.

A Cisco, poderá contar também com as empresas McLaren e a Buro Happold que brevemente deverão aderir. E empresas como a IBM, Bosch, Intel e Microsoft também têm sido referidas como potenciais parceiros. Recentemente juntaram-se ao projecto dois ex-quadros da Microsoft, Chris Dengler e Robert Cloridge, com o objectivo de acelerar o desenvolvimento do sistema operativo Living PlanIT Urban projectado por Steve Lewis, presidente da Living PlanIT e também um ex-quadro da Mirosoft.

Este projecto é considerado um caso de estudo no curso de gestão (MBA) da Harvard Business School (EUA) por ter potencial para ser replicado noutros pontos do globo.

In caderno de economia do Expresso de 29/06/2010

“Dança Espanta” uma actividade do Espaço Saúde na ESE

Novo apontamento. Aconteceu na ESE  no dia 19 de Maio uma tarde animada, “Dança Espanta”, uma actividade do “Espaço Saúde”, no âmbito do Projecto da Educação para a Saúde. Reuniu no Pavilhão Gimnodesportivo da nossa Escola  alunos pertencentes às turmas do 11º L ( Curso Profissional Técnico de Gestão), 11º O (Curso Profissional  de Animação Sociocultural) e 12º I ( Curso Tecnológico da Acção Social ), jovens da CERCIESTA e idosos da Santa Casa da Misericórdia  de  Estarreja.

Foi visível a alegria espelhada no rosto dos alunos e dos jovens da terceira idade. Especialistas garantem que a dança como actividade física ajuda a garantir ao idoso uma vida activa, com independência funcional, através da manutenção da força muscular,  equilíbrio, potência aeróbia, movimentos corporais e mudanças do estilo de vida.

A repetir!

eTwinning – Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida da União Europeia … partilha de experiências

eTWINNING é um propjecto de colaboração entre escolas europeias. Promove a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nas escolas. Professores e alunos utilizam a Internet para trabalharem em conjunto além fronteiras. Cooperam, trocam informação e partilham materiais pedagógicos. O eTwinning aumenta o leque de oferta de oportunidades pedagógicas a professores e alunos, motiva a aprender e abre a sala de aula à Europa.

Como pode participar no eTwinning ?

Basta ir a http://www.etwinning.net/ e registar a escola e o projecto que se pretende vir a desenvolver. A informação dada ne secção de registo vai ficar disponível apenas para as outras escolas registadas. Depois basta aguardar o contacto de uma escola/parceiro interessado, ou procurar um parceiro na base de registos do eTwinning.

Porquê participar no eTwinning ?

A colaboração europeia através das TIC proporciona uma nova dimensão ao ensino e motiva professores e alunos a aprender, e ainda:

  • fomenta as competênciasd interculturais e de comunicação;
  • desenvolve as capacidades em TIC;
  • perspectiva a cultura e os valores;
  • proporciona a inovação pedagógica;
  • cria contextos atractivos de aprendizagem para professores, alunos e para toda a escola;
  • fornece a base para projectos de longa duração que podem ser desenvolvidos em qualquer altura.
( clique na imagem… )