Marca «PORTUGAL»

A marca «Portugal Sou Eu»

portugal-sou-eu

vai ser internacionalizada com a designação «Portugal», com o objetivo de promover os produtos, serviços e talentos portugueses nos eventos a realizar nos mercados externos, anunciou, hoje, o Ministério da Economia.

 Depois do apelo à ligação dos portugueses aos seus produtos, agora há o alargamento desse apelo ao mundo», afirmou o secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves, à margem da assinatura do protocolo entre o Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI) e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

Formação – Os 7 destinos do sucesso

Já tem destino para as suas férias?

Dado que, todos os empreendedores nunca param, a Associação Acredita Portugal apresenta os 7 destinos para levar as suas ideias ao sucesso.

Defina o percurso que melhor se aplica às suas necessidades e embarque rumo ao sucesso!

Conheça os destinos clicando na imagem:

fff

Fonte: Associação   Acredita Portugal

Criar e dinamizar o seu próprio negócio – Programa OTL

resumo_otl

Em parceria com uma entidade pode criar e dinamizar o seu próprio projeto, ganhando experiência de trabalho, capacidades profissionais, competências profissionais, pessoais e relacionais, além de fomentar o seu espírito empreendedor.

Áreas de Intervenção e duração dos projectos 

  • Empreendedorismo;
  • Investigação;
  •  Associativismo;
  •  Sociocultural;
  • Criativa;
  • Desenvolvimento agrícola;
  • Outra de reconhecido interesse.

Estes projetos têm uma duração entre 264 e 396 horas.

Quem se pode candidatar

  • Jovens com idade compreendida entre 18 e 30 anos. 
  • Associações inscritas no RNAJ – Registo Nacional do Associativismo Jovem; Clubes Desportivos, Associações de Modalidade e Federações Desportivas, ONG -Organizações Não-governamentais; IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social, Misericórdias e Mutualidades; Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia, Outras entidades privadas com ou sem 

Prazos de candidatura
• Até  30 de setembro, devendo o projeto ser apresentado até 30 dias úteis antes do respetivo início.

Para mais informações consulte: 

http://juventude.gov.pt/TurismoTemposLivres/OcuparTemposLivres/ProgOTL/Paginas/OTL-Entidadespromotoras.aspx

 

Retailgeste recebe candidaturas de projetos de empreendedorismo para o Programa Business Care

Gddddd

A Retailgeste, que tem como missão oferecer competência e inovação na prestação de serviços na área de Retail (Centros Comerciais), recebe neste momento candidaturas para o seu programa de apoio ao empreendedorismo e ao desenvolvimento de novos negócios Business Care.

Retail

Numa óptica de focalização no talento e no fortalecimento da iniciativa empreendedora das pessoas, este programa pretende apoiar e estimular o espírito empreendedor, proporcionando condições para a criação de negócios próprios através da concretização de ideias geradoras de valor para o tecido empresarial português.

O apoio do Business Care ao desenvolvimento de novos negócios concretiza-se através da disponibilização de espaços comerciais (lojas e escritórios) em condições de ocupação muito atrativas, bem como em aconselhamento gratuito e consultoria nas valências de Gestão, Marketing e Técnica.

Etapas do Business Care até à concretização do negócio:

  •  Avaliação inicial do projeto/perfil do negócio;
  • Análise da candidatura (Plano de Negócios);
  • Identificação do tipo de espaço (loja/escritório) a atribuir ao projeto;
  • Definição das condições de comercialização do espaço;
  • Definição da consultoria/formação/coaching a atribuir à candidatura;

 Os candidatos podem inscrever-se na página do programa Business Care:

 http://www.businesscare.pt/ 

 

Concurso “Tu és a Mudança” – Aveiro/Empreendedor

FB-300x108

“O Aveiro Empreendedor, em colaboração com o parceiro Massivemov vai promover, de 1 a 29 de abril de 2014, o Concurso “Tu és a Mudança”, direcionado a empreendedores, empregados ou desempregados, individualmente ou em grupos de 3 pessoas (máximo) ou start-ups que tenham novos produtos ou serviços para lançar no mercado. As ideias/produtos devem ser, no mínimo, de abrangência regional/nacional mas serem implementadas em Aveiro.”

Para mais informações clique aqui.

INOVAÇÃO – Convenção Europeia 2014

image007

“Inovação é o factor-chave para sair da actual crise económica e colocar a Europa na rota de crescimento. A Innovation Convention, o evento de excelência na área da Inovação, será uma oportunidade para fomentar e contribuir para o debate sobre inovação, com líderes empresariais, os melhores investigadores e os decisores políticos mais relevantes. A Convenção terá lugar em Bruxelas, nos próximos dias 10 e 11 de Março, e irá apresentar oradores inspiradores e inovações revolucionárias.”

 

Empreendedorismo Social – Casos de sucesso

O empreendedorismo social comporta um elevado potencial de inovação na intervenção social e na criação de novas oportunidades de emprego. Os empreendedores sociais ao criarem negócios, a maioria das vezes através de parcerias,  lutam por ver resolvidos problemas sociais e ambientais profundos e negligenciados. Desafiam a visão tradicional utilizando modelos de negócio inovadores.

Casos de sucesso como os que aqui apresento, devem inspirar todos aqueles que pretendem iniciar um negócio.

Casos de sucesso

  • Cais Recicla

  • Fisiotrimtrim

  • Prove

_________________________

  • Vida ativa para deficientes
O Complexo de Serviços para a Comunidade, criado pelo CRID – Centro de Reabilitação e Integração de Deficientes, consiste num espaço onde funcionam empresas sociais como uma papelaria, lavandaria, reparação de calçado, reparação de electrodomésticos ou artes decorativas. Nesta iniciativa, pessoas com deficiência trabalham por conta própria e com autonomia.
  • Rugby ajuda na formação
A Escolinha de Rugby da Galiza, do ATL da Galiza da Santa Casa da Misericórdia, perto de Oeiras, visa a consolidação de um espaço de intervenção comunitária através do desporto, desenvolvido para a formação humana e desportiva de crianças e adolescentes fragilizados por ausência de estrutura familiar. Um modelo de sucesso que já foi aplicado em outras 12 instituições.
  • Jogos promovem vida saudável
No Espaço Vitamimos, a instalar na Quinta da Alagoa em Carcavelos, funcionará um Centro de Educação Alimentar onde se pretende dinamizar a educação e desenvolvimento dos mais novos, promovendo momentos divertidos e educativos, com o objectivo de intervir na prevenção da obesidade infanto-juvenil, através da promoção de estilos de vida saudáveis.
  • Reutilização de produtos
Através da iniciativa “Reutilização”, o Centro Comunitário de Carcavelos espera promover um novo conceito de consumo de menor impacto ambiental através da recolha de todo o tipo de produtos e equipamentos que são canalizados para doação a famílias necessitadas; sem-abrigo e tóxico-dependentes; outras instituições; e revenda para a comunidade, a preços simbólicos.
  • Empréstimos na área da Saúde
Através de um sistema de empréstimo temporário de equipamento médico especializado, possibilita-se, com este projecto, a alocação destes equipamentos onde eles são realmente precisos e evitar o desperdício da não utilização do mesmo. Esta iniciativa é desenvolvida em parceria com o Hospital de Vila Real e a Delegação de Sabrosa da Cruz Vermelha.
  • Produção local em exposição
A falta de iniciativa da população na produção local motivou a criação da Loja Eco, anexa ao Ecomuseu do Barroso, onde pequenos produtores e artesãos locais podem expor e comercializar os seus produtos. Paralelamente, esta iniciativa visa criar uma rede de parcerias com diversos tipos de organizações para a sustentabilidade da produção dos vários produtos oferecidos.
  • Atletismo contra abandono escolar
Criado para evitar comportamentos de crianças e jovens associados ao álcool, drogas e abandono escolar, o “Núcleo de Atletismo” consiste numa abordagem integrada ao desenvolvimento pessoal de crianças e jovens do Concelho de Sabrosa, procurando motivar o trabalho em equipa e a disciplina, através de uma maior atenção às crianças e jovens e suas famílias.
  • Agricultura integra deficientes
A “Oficina Agrícola” assenta no aproveitamento de uma área agrícola de meio hectare onde 12 utentes do CADAT – Centro de Apoio ao Deficiente do Alto Tâmega, com deficiência moderada ou ligeira, cultivam os mais variados produtos agrícolas e hortícolas. Esta actividade, inserida na terapia ocupacional do Centro, é orientada por uma engenheira agrónoma

 ___________________

Fontes: