Leituras de “O Ano da Morte de Ricardo Reis” de José Saramago pelo escritor Miguel Real

 

26910993_195811587824641_4179730200750148851_o

Aconteceu no auditório da Escola Secundária de Estarreja …

“Há 40 anos que Miguel Real encontra na escrita ensaística espaço de reflexão e de questionamento sobre questões de cultura portuguesa, sobre temas transversais à cultura ocidental, bem como formas de recriar o nosso diálogo com obras de Fernando Pessoa, de Eça de Queirós e de José Saramago. Na sessão para as turmas do 12.º ano, no dia 23 de janeiro, num anfiteatro repleto de alunos atentos, Miguel Real partilhou connosco diversos pontos de vista sobre os heterónimos pessoanos e sobre O ano da morte de Ricardo Reis, o que contribuiu para consolidar conhecimentos sobre o poeta e para antecipar a leitura e estudo do romance de Saramago, na disciplina de Português. A meio da sessão de noventa minutos, já o quadro estava repleto de notas a fixar, com as quais o escritor e professor foi clarificando a sua lição.
Miguel Real também tem publicado vários títulos de romance, género em que convoca figuras e espaços geográficos que marcam a nossa História, como a rainha D. Amélia e Padre António Vieira, como a Índia e o Brasil. Mas foi na sua qualidade de estudioso dos romances de autores portugueses contemporâneos que um grupo de docentes interessadamente o ouviu, numa sessão de noventa minutos que se mostrou insuficiente para a relevância do tema e para as questões que suscita. Registámos, no entanto, o núcleo de romancistas que marcaram os anos 80 e 90, no panorama literário da língua portuguesa, bem como aqueles que publicaram a partir de 2001. Constituem sugestões de leitura que poderiam beneficiar não só muitos projetos de leitura, mas também debates pertinentes em torno de questões relevantes sobre o humano. “

Carlos Peixoto

27024204_195811981157935_8816798139548270485_o27173107_195809227824877_6029958937714739635_o

 

 

Anúncios

15.ª edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho, “CIÊNCIA NA ESCOLA” – Entrega de Diplomas de Mérito (2.ª fase) – Agrup. Escolas de Estarreja

DSCN0219

O Agrupamento de Escolas de Estarreja, no dia 16 de janeiro, teve a honra de participar na cerimónia de entrega dos DIPLOMAS DE MÉRITO aos professores coordenadores de 4 projetos selecionados pelo Júri Regional, zona centro, bem como do prémio de participação, destinado a apoiar o desenvolvimento dos projetos (2.ª fase), no âmbito da 15.ª edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho:

  • “A jogar também se aprende!” – 300,00€ (1.º ciclo, 2.º escalão);
  • DIGITAL LOCKER – “Sistema de Reconhecimento Biométrico” – 500,00€ (3.º ciclo, 4.º escalão);
  • “INTELLIGENT COOLCAR” – A aposta na humanização ecossustentável – 500,00€ (Ensino Secundário, 5.º escalão);
  • “JOYBIKE e TRIREK” – A mobilidade como fator de inclusão e instrumento de humanização – 500,00€ – (Ensino Secundário, 5.º escalão).

A cerimónia teve lugar na Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra, cuja distinção foi entregue pelo Sr. Eng.ro Ilídio Pinho, contando também com a presença da Dr.ª Cristina Oliveira, delegada regional de Educação do Centro, da Dr.ª Maria José Nogueira, anfitriã da cerimónia e diretora da Escola Artística e do Dr. António Proença em representação da coordenação nacional do prémio “Ciência na Escola”.

Este prémio visa motivar todos os alunos, da Educação Pré-Escolar, dos 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário, das diferentes vias de educação e formação, para o desenvolvimento de competências, aptidões e métodos de investigação no domínio da Ciência e  da Tecnologia, tendo como principal objetivo, a criação de uma cultura científica nas escolas que permita o desenvolvimento de projetos que sejam estruturantes do ponto de vista do perfil do aluno, ligando este perfil de saída da escolaridade obrigatória, à realidade social e empresarial.

A nível nacional foram submetidos a concurso 1250 projetos provenientes de quase 400 escolas, tendo sido selecionados pelo Júri Regional, 590 projetos para a fase de desenvolvimento, dos quais 247 da Região Centro.

Nesta cerimónia, o nosso agrupamento ao ser convidado para efetuar uma apresentação pública do Projeto COLTEC, premiado com menção honrosa na edição anterior, deixa uma marca importante de profissionalismo, pelo produto apresentado (colete tecnológico), alicerçado nas interligações do conhecimento científico e inovação tecnológica. Orgulha-se de ser neste momento, um Agrupamento de referência, com uma imagem de qualidade que se vai consolidando ano após ano.

DSCN0238

DSCN0214

33

26734295_1975680736085648_1219119842982824081_n

Palestras – Biblioteca da Escola Secundária de Estarreja

BibBiblio

15.ª Edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola” | Agrup. de Escolas de Estarreja com 4 projetos na FASE DE DESENVOLVIMENTO

15 - Edição Ilídio Pinho

Pelo terceiro ano consecutivo, o Agrupamento de Escolas de Estarreja se destaca pela sua dinâmica e ações promotoras da educação para o empreendedorismo, práticas alicerçadas nas interligações do conhecimento científico e inovação tecnológica. 

Quatro projetos foram considerados de mérito e passaram à fase de desenvolvimento, no âmbito da 15.ª Edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola” – 2017/2018, em parceria com o Ministério da Educação e o Ministério da Economia, subordinados ao tema “A Ciência na Escola ao Serviço do Desenvolvimento e da Humanização”:

2.º Escalão

  • Título: “A jogar também se aprende!”
  • Coordenadora: Catarina de Ascensão Nascimento Rodrigues

4.º Escalão

  • Título: DIGITAL LOCKER – “Sistema de Reconhecimento Biométrico”
  • Coordenadora: Filipa Maria do Nascimento Inocêncio Vidal

5.º Escalão

  • Título: “INTELLIGENT COOLCAR” – A aposta na humanização ecossustentável
  • Coordenador: José Samuel Ramos Pereira

 

  • Título: “JOYBIKE e TRIREK” – A mobilidade como fator de inclusão e instrumento de humanização
  • Coordenadora: Maria do Rosário Cruzeiro Marques dos Santos