KIVA, plataforma de combate à pobreza – Empreendedorismo em ação através da realização de microcréditos

 “O grande desafio que enfrentamos hoje é certificarmo-nos de que, em vez de deixar para trás milhares de milhões de pessoas que vivem na miséria, a globalização se torne uma força positiva para todos os povos do mundo”.

 Kofi Annan, Relatório do Milénio

KIVA é uma organização sem fins lucrativos com a missão de combater a pobreza, ligando pessoas em todo o mundo, através da realização de microcréditos.

Kiva proporciona um serviço acessível pela internet, permitindo emprestar a alguém carenciado, mas empreendedor e que viva nos países em vias de desenvolvimento, pequenas quantias, que podem fazer toda a diferença. Montar o seu próprio negócio será o impulso inicial que levará alguém a sair da pobreza e ao mesmo tempo estimular a economia local e até quem sabe criar emprego.

O compromisso é que essas pessoas ou famílias terão que devolver o dinheiro recebido, à medida que o seu negócio vai prosperando e começam a surgir os primeiros rendimentos. Para além disso o Kiva permite a quem empresta acompanhar a evolução do projeto do mutuário, o que, para além do mais, é extremamente gratificante.

Esta poderosa  plataforma tem 137 parceiros no terreno (organizações não-governamentais) que recebem, analisam e gerem os pedidos de financiamento. Quando as pretensões são aceites, o montante, a razão do empréstimo e a história de vida dessas pessoas, são alojadas  no site para que qualquer cibernauta possa  decidir a quem emprestar dinheiro.

O Kiva estabelece que cada pessoa só pode emprestar 25 dólares ( cerca de 20 euros) de cada vez, o que faz com que cada empreendedor tenha mais do que um financiador. Ao reaver o dinheiro, quem empresta pode investir em novos projetos ou fazer uma doação à Kiva.

(clique na imagem e aceda ao site)

  PARTICIPE! 

Anúncios

Dicas de poupança

Vivemos tempos difíceis. Tudo está mais caro e não há dinheiro para fazer face a tantas despesas. Para combater hábitos despesistas, nada melhor do que criar  uma nova mentalidade e uma cultura de poupança mais racional.

Aconselho seguirem as 10 “dicas” de poupança sugeridas pelo Público em “Esticar o ordenado sem encolher o mês”.

(clique na imagem para aceder ao site)

Fonte: Público.pt

Melhores Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

O estudo elaborado pela Accenture, entre Setembro de 2011 e Janeiro de 2012, analisa as práticas das empresas ao nível da gestão do capital humano.

Ranking melhores empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. Xerox
  2. RE/MAX
  3. Dell
  4. Ericsson
  5. Leadership Business Consulting
  6. CH Business Consulting
  7. Hilti Portugal
  8. Google Portugal
  9. Greenwich Consulting
  10. Philips

Rankings por dimensão das empresas

Melhores Grandes Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. RE/MAX
  2. TNT Express Worldwide
  3. Hotel Ritz Four Seasons
  4. Servilusa
  5. SMAS de Oeiras e Amadora
  6. Grupo ACA
  7. Companhia Carris de Fero de Lisboa
  8. BIAL
  9. OniTelecom
  10. GrandVision

Melhores Médias Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. Xerox
  2. Ericsson
  3. CH Business Consulting
  4. Hilti Portugal
  5. Philips
  6. Sociedade Rebelo de Sousa Advogados
  7. Gelpeixe
  8. Mind Source
  9. OKE Tillner Perfis
  10. Siscog

Melhores Pequenas Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. Dell
  2. Leadership Business Consulting
  3. Google Portugal
  4. Greenwich Consulting
  5. Novo Oculista de Loures
  6. OP – Oficina de Psicologia
  7. Bresimar Automação
  8. Intermoney Portugal
  9. Gilead Scienses
  10. AMT Consulting

Entre as 100 empresas eleitas como exemplos de excelência em recursos humanos, foram ainda atribuídas as seguintes menções honrosas:

  •  Melhor Empresa para Trabalhar na categoria ‘Sector Público’: SMAS Oeiras e Amadora
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Oportunidades e Desenvolvimento de Competências’: Google
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Envolvimento Organizacional’: CH Business Consulting
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Balanço Trabalho/Vida Pessoal’: Leadership Consulting
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Reconhecimento’: SISCOG
De destacar ainda que, desta centena de empresas de excelência que representam 14 atividades diferentes:
  •  24% são grandes empresas, 44% médias empresas e 32% pequenas empresas;
  • 95% são entidades privadas;
  • 85% atuam no sector dos serviços e 15% na área industrial;
  • 66% estão sedeadas em Lisboa e 26% na região Norte do país.

 Fonte: ONLINE24 – Exame Expresso 

Em tempos de crise ideias para um NEGÓCIO de sucesso

Quem nunca teve vontade de montar um negócio?

A revista  Sábado n.º 401 – 5 a 11 de Janeiro de 2012, aqpresenta um interessante artigo de Isabel Lacerda, que   revela 30 negócios que resultaram no estrangeiro.

Abrir a sua própria empresa é um desafio, é um risco que um empreendedor deve sempre assumir. Uma boa ideia  de negócio é apenas a condição inicial para constituir uma empresa. O poder das ideias é  algo transformador, mas não é mágico. Depois de um momento extraordinariamente luminoso, recolha informação e procure apoio especializado.

I Encontro – Vivências profissionais pela Europa

 

Teve lugar no dia 20 de Janeiro de 2012 na Escola Secundária de Estarreja um Encontro de Divulgação do Programa Leonardo da Vinci, subordinado ao tema “Vivências profissionais pela Europa” com a participação de três ex-alunas da Escola e do Curso Profissional Técnico de Gestão, Daniela Silva, Elizabete Henriques e Paula Morais, que realizaram o seu estágio em Espanha e Inglaterra no ano de 2011. O encontro foi moderado pela Diretora de Curso, Rosário Santos, tendo, também estado presente o prof. Amadeu Santos.

Objetivos constantes do programa do encontro:

– Motivar para a participação no programa Leonardo da Vinci no reforço de competências empreendedoras:

  • Aumentar as capacidades de iniciativa, inovação, criatividade, adaptabilidade, flexibilidade, comunicação, e decisão entre outras;
  • Melhorar as competências linguísticas;
  • Estabelecer e/ou cimentar parcerias úteis para o futuro profissional;
  • Conhecer e viver num ambiente socioeconómico e cultural diferente;
  • Adquirir uma consciência de cidadania europeia

– Divulgar a apresentação da Candidatura (LV) para 2012/2014;

– Partilha de experiências.

 A Escola tem pautado o seu percurso pela dignificação da Formação Profissional quer a nível nacional, quer a nível europeu, no reforço da intenção que os jovens precisam de mais mobilidade, multiculturalismo e competências empreendedoras do que nunca.

O Mundo em mudança alucinante … as estatísticas

Vídeo  elucidativo das mudanças que estão a ocorrer em todo o mundo, a uma velocidade exponencial.

Programa Leonardo da Vinci – Inscrições abertas na ESE

A Escola Secundária de Estarreja, pela segunda vez, realiza candidatura 2012/2014, no âmbito do Programa Leonardo da Vinci, que visa proporcionar estágios profissionais em espaço europeu. Uma escola comprometida com a promoção e adoção de uma cultura com espírito empreendedor.

Numa dimensão europeia, a educação contribui para a preservação e a renovação da base cultural comum da sociedade, bem como para a aprendizagem dos valores sociais e cívicos essenciais, como a cidadania europeia, a igualdade, a tolerância, o respeito, a solidariedade e a diversidade cultural e social. Desempenha ainda o papel de reforço da coesão social, na medida em que contribui para a melhoria dos recursos humanos, qualificando-os para as exigências do mercado de trabalho.

A juventude de hoje representa a esperança e o potencial para o amanhã. Os jovens precisam de mais mobilidade, multiculturalismo e competências profissionais do que nunca.

Que a permanência neste programa passe a ser um compromisso duradouro com a aprendizagem e com uma nova cultura empreendedora.

 

Cartaz – Leonardo Da Vinci -2012