KIVA, plataforma de combate à pobreza – Empreendedorismo em ação através da realização de microcréditos

 “O grande desafio que enfrentamos hoje é certificarmo-nos de que, em vez de deixar para trás milhares de milhões de pessoas que vivem na miséria, a globalização se torne uma força positiva para todos os povos do mundo”.

 Kofi Annan, Relatório do Milénio

KIVA é uma organização sem fins lucrativos com a missão de combater a pobreza, ligando pessoas em todo o mundo, através da realização de microcréditos.

Kiva proporciona um serviço acessível pela internet, permitindo emprestar a alguém carenciado, mas empreendedor e que viva nos países em vias de desenvolvimento, pequenas quantias, que podem fazer toda a diferença. Montar o seu próprio negócio será o impulso inicial que levará alguém a sair da pobreza e ao mesmo tempo estimular a economia local e até quem sabe criar emprego.

O compromisso é que essas pessoas ou famílias terão que devolver o dinheiro recebido, à medida que o seu negócio vai prosperando e começam a surgir os primeiros rendimentos. Para além disso o Kiva permite a quem empresta acompanhar a evolução do projeto do mutuário, o que, para além do mais, é extremamente gratificante.

Esta poderosa  plataforma tem 137 parceiros no terreno (organizações não-governamentais) que recebem, analisam e gerem os pedidos de financiamento. Quando as pretensões são aceites, o montante, a razão do empréstimo e a história de vida dessas pessoas, são alojadas  no site para que qualquer cibernauta possa  decidir a quem emprestar dinheiro.

O Kiva estabelece que cada pessoa só pode emprestar 25 dólares ( cerca de 20 euros) de cada vez, o que faz com que cada empreendedor tenha mais do que um financiador. Ao reaver o dinheiro, quem empresta pode investir em novos projetos ou fazer uma doação à Kiva.

(clique na imagem e aceda ao site)

  PARTICIPE! 

Dicas de poupança

Vivemos tempos difíceis. Tudo está mais caro e não há dinheiro para fazer face a tantas despesas. Para combater hábitos despesistas, nada melhor do que criar  uma nova mentalidade e uma cultura de poupança mais racional.

Aconselho seguirem as 10 “dicas” de poupança sugeridas pelo Público em “Esticar o ordenado sem encolher o mês”.

(clique na imagem para aceder ao site)

Fonte: Público.pt

Melhores Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

O estudo elaborado pela Accenture, entre Setembro de 2011 e Janeiro de 2012, analisa as práticas das empresas ao nível da gestão do capital humano.

Ranking melhores empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. Xerox
  2. RE/MAX
  3. Dell
  4. Ericsson
  5. Leadership Business Consulting
  6. CH Business Consulting
  7. Hilti Portugal
  8. Google Portugal
  9. Greenwich Consulting
  10. Philips

Rankings por dimensão das empresas

Melhores Grandes Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. RE/MAX
  2. TNT Express Worldwide
  3. Hotel Ritz Four Seasons
  4. Servilusa
  5. SMAS de Oeiras e Amadora
  6. Grupo ACA
  7. Companhia Carris de Fero de Lisboa
  8. BIAL
  9. OniTelecom
  10. GrandVision

Melhores Médias Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. Xerox
  2. Ericsson
  3. CH Business Consulting
  4. Hilti Portugal
  5. Philips
  6. Sociedade Rebelo de Sousa Advogados
  7. Gelpeixe
  8. Mind Source
  9. OKE Tillner Perfis
  10. Siscog

Melhores Pequenas Empresas para trabalhar em Portugal em 2012

  1. Dell
  2. Leadership Business Consulting
  3. Google Portugal
  4. Greenwich Consulting
  5. Novo Oculista de Loures
  6. OP – Oficina de Psicologia
  7. Bresimar Automação
  8. Intermoney Portugal
  9. Gilead Scienses
  10. AMT Consulting

Entre as 100 empresas eleitas como exemplos de excelência em recursos humanos, foram ainda atribuídas as seguintes menções honrosas:

  •  Melhor Empresa para Trabalhar na categoria ‘Sector Público’: SMAS Oeiras e Amadora
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Oportunidades e Desenvolvimento de Competências’: Google
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Envolvimento Organizacional’: CH Business Consulting
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Balanço Trabalho/Vida Pessoal’: Leadership Consulting
  • Melhor Empresa para Trabalhar em ‘Reconhecimento’: SISCOG
De destacar ainda que, desta centena de empresas de excelência que representam 14 atividades diferentes:
  •  24% são grandes empresas, 44% médias empresas e 32% pequenas empresas;
  • 95% são entidades privadas;
  • 85% atuam no sector dos serviços e 15% na área industrial;
  • 66% estão sedeadas em Lisboa e 26% na região Norte do país.

 Fonte: ONLINE24 – Exame Expresso 

Em tempos de crise ideias para um NEGÓCIO de sucesso

Quem nunca teve vontade de montar um negócio?

A revista  Sábado n.º 401 – 5 a 11 de Janeiro de 2012, aqpresenta um interessante artigo de Isabel Lacerda, que   revela 30 negócios que resultaram no estrangeiro.

Abrir a sua própria empresa é um desafio, é um risco que um empreendedor deve sempre assumir. Uma boa ideia  de negócio é apenas a condição inicial para constituir uma empresa. O poder das ideias é  algo transformador, mas não é mágico. Depois de um momento extraordinariamente luminoso, recolha informação e procure apoio especializado.

I Encontro – Vivências profissionais pela Europa

 

Teve lugar no dia 20 de Janeiro de 2012 na Escola Secundária de Estarreja um Encontro de Divulgação do Programa Leonardo da Vinci, subordinado ao tema “Vivências profissionais pela Europa” com a participação de três ex-alunas da Escola e do Curso Profissional Técnico de Gestão, Daniela Silva, Elizabete Henriques e Paula Morais, que realizaram o seu estágio em Espanha e Inglaterra no ano de 2011. O encontro foi moderado pela Diretora de Curso, Rosário Santos, tendo, também estado presente o prof. Amadeu Santos.

Objetivos constantes do programa do encontro:

– Motivar para a participação no programa Leonardo da Vinci no reforço de competências empreendedoras:

  • Aumentar as capacidades de iniciativa, inovação, criatividade, adaptabilidade, flexibilidade, comunicação, e decisão entre outras;
  • Melhorar as competências linguísticas;
  • Estabelecer e/ou cimentar parcerias úteis para o futuro profissional;
  • Conhecer e viver num ambiente socioeconómico e cultural diferente;
  • Adquirir uma consciência de cidadania europeia

– Divulgar a apresentação da Candidatura (LV) para 2012/2014;

– Partilha de experiências.

 A Escola tem pautado o seu percurso pela dignificação da Formação Profissional quer a nível nacional, quer a nível europeu, no reforço da intenção que os jovens precisam de mais mobilidade, multiculturalismo e competências empreendedoras do que nunca.

O Mundo em mudança alucinante … as estatísticas

Vídeo  elucidativo das mudanças que estão a ocorrer em todo o mundo, a uma velocidade exponencial.

Programa Leonardo da Vinci – Inscrições abertas na ESE

A Escola Secundária de Estarreja, pela segunda vez, realiza candidatura 2012/2014, no âmbito do Programa Leonardo da Vinci, que visa proporcionar estágios profissionais em espaço europeu. Uma escola comprometida com a promoção e adoção de uma cultura com espírito empreendedor.

Numa dimensão europeia, a educação contribui para a preservação e a renovação da base cultural comum da sociedade, bem como para a aprendizagem dos valores sociais e cívicos essenciais, como a cidadania europeia, a igualdade, a tolerância, o respeito, a solidariedade e a diversidade cultural e social. Desempenha ainda o papel de reforço da coesão social, na medida em que contribui para a melhoria dos recursos humanos, qualificando-os para as exigências do mercado de trabalho.

A juventude de hoje representa a esperança e o potencial para o amanhã. Os jovens precisam de mais mobilidade, multiculturalismo e competências profissionais do que nunca.

Que a permanência neste programa passe a ser um compromisso duradouro com a aprendizagem e com uma nova cultura empreendedora.

 

Cartaz – Leonardo Da Vinci -2012

Seminário: “Uso eficiente da água nos espaços verdes”

Promovido pela Câmara Municipal de Estarreja vai decorrer no próximo dia 9 de Fevereiro, no Auditório da Biblioteca Municipal , um seminário subordinado ao tema: a utilização racional da água em espaços verdes.

Como cidadãos  pró-ativos devemos adotar atitudes  responsáveis que garantam a preservação de um recurso cada vez mais escasso, assegurando assim, um futuro sustentável às gerações vindouras .

Sendo um tema transversal a várias áreas  de formação, recomendo vivamente a participação!

image

Livro: "Buyology – A Ciência do Neuromarketing"

“Buyology”, publicado em 2008, é um dos livro que tem influenciado o conceito de  marketing nos últimos anos, pondo em causa muitas das convicções/mitos sobre o processo de tomada de decisão dos consumidores. O principal objetivo desta obra é precisamente preencher as lacunas existentes na explicação do comportamento dos consumidores, utilizando o Neuromarketing.


Autor: Martin Lindstrom

Editora e Data: Gestão Plus – 2009

(Original Doubleday 2008)

Palavras Chave:“Neuromarketing”; “Neurónios Espelho”; “Marcadores Somáticos”; “Branding Sensorial”; “Envolvimento Emocional”.

 

Trata-se de um livro obrigatório, considerado uma obra fundamental, muito influenciada pelo trabalho de António Damásio e é recomendado por Seth Godin e Phillip Kotler.

A sua conclusão mais importante é que, enquanto consumidores, o que dizemos não coincide com o que sentimos ou fazemos.

O Neuromarketing é definido pelo autor como: “ a conjugação de conhecimentos médicos, tecnológicos e de marketing, aos quais se acrescenta a possibilidade de analisar o cérebro de forma a compreender o que o estimula.”

Num mundo em que as mensagens publicitárias dominam e influenciam as decisão de compra, é necessário estudar a forma como o cérebro reage  e escolhe, sendo um instrumento essencial para os marketeers.

 

I Seminário – “EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO”

Diferentes olhares, sobre um tema muito oportuno, encheram na manhã  de 5ª feira o Cineteatro de Estarreja. Alunos de todas as turmas do ensino profissional mais cinco turmas do ensino básico da Escola Secundária de Estarreja participaram efusivamente neste primeiro evento.

Criação de empresas, importância de logótipos, inovação, empreendedorismo, criatividade e associativismo jovem foram alguns dos temas abordados pelos oradores convidados, Dr.ª Ana Arromba Dinis da Flyng Thoughts e Paulo Ramalho Presidente da AIESEC Aveiro. Como moderadora tivemos  a participação da Dr.ª Andreia Rocha  gestora no CLDS (Contrato Local de Desenvolvimento Social de Estarreja ),  uma jovem profissional de excelência, pró-ativa e com uma visão clara daquilo que pretende atingir.

 Paralelamente foram apresentados os projetos vencedores referentes ao 2º Concurso de Ideias de Negócio Inovadores.  Projeto Arte no Papel,  empresa de comunicação social, dedicada especialmente à produção de revistas, dos associados José Manuel Garrido, Francisca Martins e Ana Rita Pires  ( alunos do 8º Ano). O projeto Fonseca & Fonseca Unipessoal Lda. da aluna Vanessa Fonseca do 12.ºI do Curso Profissional de Gestão, com a  fascinante ideia de comercialização do “Sappi”, um sensor auditivo para pessoas invisuais,

 Dr.ª Teresa Silva, em representação da DOW – Portugal, para além de entregar o  prémio à aluna Vanessa Fonseca, deixou aos jovens o exemplo da empresa e de Herbert Dow, grande empreendedor, que teve a ideia de tomar o risco, de montar um negócio, primeiramente num pequeno barracão,  o começar do nada, hoje, uma multinacional. Uma centenária história de alguém que desenvolveu o seu negócio, sem receio de arriscar.

Sr. José Teixeira Valente, Presidente da Direção da SEMA, muito aplaudido, deu o exemplo de Steve Jobs, lembrando os jovens presentes que para persistir e confrontar barreiras com êxito é necessária paixão, capacidade de saber onde se quer chegar, e principalmente força de vontade e entusiasmo.

 O discurso do Diretor da ESE, Dr.º Jorge Ventura, chegou debaixo do som das palmas, referindo-se à proteção da propriedade intelectual de quem desenvolve as ideias. Abordou o empreendedorismo como algo que “não é mais do que a materialização de ações intencionadas e direcionadas para um povo, no sentido de promover a sua comunidade e o seu bem estar. Vivemos em comunidade onde é fundamental que todos os dias possamos ser empreendedores, desenvolver atitudes inovadoras que possam  evidenciar o conhecimento que todos  fomos beber na Escola”. Terminou o seu discurso enfatizando a atitude correta que os alunos tiveram realçando, que “estudam numa Escola e vivem num Município que com a materialização desta iniciativa provam que são organismos empreendedores.”

O Presidente do município, Dr,º José Eduardo de Matos, encerrou o Seminário, lembrando as palavras de Albert Einstein, “no tempo de crise só a imaginação é mais importante do que o conhecimento”. Neste sentido fez um apelo “à energia e vontade de fazer e criar”, incentivando os 500 jovens presentes a acreditarem nas suas capacidades, realçando, que a vida só faz sentido se contribuirmos para“melhorar o nosso dia a dia, o mundo onde estamos”.

_______________________________________ 

Com pequenos passos se faz o caminho, e este Seminário é bem o exemplo de um novo tipo de abordagem inovadora, promotora da educação para o empreendedorismo. Estas iniciativas permitem aos jovens aperceberem-se do seu próprio potencial e de como o podem aproveitar para construir o seu próprio caminho. Ser criativo, ousado, pró-ativo,  determinado diante de riscos, sonhar e desejar conquistar poder,  bem como ter capacidade de enfrentar desafios são as competências intrínsecas a um empreendedor, cruciais e cada vez mais exigidas na formação pessoal e profissional dos nossos jovens e valorizadas no mundo do trabalho. Tenham a certeza, que o  incentivo ao empreendedorismo  é o estimulo que faz  despertar nos nossos jovens a sua motivação para aprender.

_________________________________________

Do site da Câmara Municipal de Estarreja:

Do site Sapo vídeos – Localvisão TV

Seminário -“EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO”

No âmbito do Clube/Projeto de Empreendedorismo da ESE, “EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO”, juntamente com as suas parceiras Câmara Municipal de Estarreja/DESTAC/CLDS-Incubadora de Empresas de Estarreja, organizam um Seminário dirigido a jovens alunos do ensino básico e secundário (ensino profissional), com os seguintes objetivos:

  • Promover e estimular o espírito empreendedor junto dos alunos da Escola Secundária de Estarreja.
  • Fomentar a indução de atitudes e comportamentos propícios ao desenvolvimento de uma cultura inovadora, criativa, tecnológica e empreendedora.

Consulte aqui: SEMINÁRIO Programa 

Incubadora portuguesa premiada

 

Nada melhor que começar o ano de 2012, dando destaque a excelentes notícias. 

“A incubadora de empresas do Madan Parque de Ciência, no Campus da Caparica da Faculdade de Ciências da Universidade Nova de Lisboa, ficou classificada em terceiro lugar entre concorrentes de 30 países no Concurso Internacional «Best Science Based Incubator».

A atribuição do prémio é baseada num estudo de mercado, sendo os resultados posteriormente avaliados por um júri internacional de peritos e cientistas que centram a sua avaliação numa combinação de indicadores de resultados das empresas incubadas e da própria Incubadora.

A Incubadora Madan Parque ficou classificada em terceiro lugar entre as incubadoras em competição, provenientes de mais de 30 países, com enfoque no elevado número de empresas incubadas em 2010, que representaram cerca de 200 postos de trabalho e pelo desempenho da taxa de sobrevivência destas empresas, superior a 90 por cento.!

Fonte; CiênciaHoje

Mensagem de ANO NOVO

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,

a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,

com outro número e outra vontade de acreditar

 que daqui pra diante vai ser diferente.”

Carlos Drummond de Andrade