Cidades flutuantes – Inovação tecnológica ao serviço da SUSTENTABILIDADE

Depois dos prédios com capacidade para reter as águas da chuva ou equipados com sistemas de aquecimento baseados em painéis solares, aqui já  abordados, uma nova  geração de  cidades promete levar a chamada sustentabilidade mais além.

As Lilypads, conceito de cidades flutuantes, projectadas por  Vicent Callebault, são verdadeiras cidades auto-sustentáveis, com uma forte componente de produção energética e de alimentos, onde não faltam as turbinas eólicas, os painéis fotovoltaicos, os jardins, as culturas, a criação de animais e mesmo os projectos de aquacultura. Tudo isto com aproveitamento de águas e resíduos, numa espécie de ecossistema artificial capaz de assegurar as necessidades mais básicas para a vida.

Esta proposta auto-sustentável, com capacidade para 50.000 habitantes, pretende responder à provável subida do nível dos oceanos provocada pelo aquecimento global, permitindo  alojar a população em zonas onde a água tomou conta da terra.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: