Certificar a origem de peixes e bivalves da Ria de Aveiro

Um grupo de investigadores, empreendedores, da Universidade de Aveiro (UA) quer desenvolver um projecto inovador para ajudar a certificar a origem de alguns peixes e bivalves da ria desta cidade, contribuindo para a sua valorização comercial.

O projecto vai ser apresentado durante o workshop “Novos produtos do mar: Inovação e valorização dos produtos da pesca e aquicultura”, que vai decorrer na UA no dia 20, quando se comemora o Dia Europeu do Mar.

“A ideia é desenvolver uma metodologia, com base em tecnologia molecular, para determinar com exactidão de onde veio o produto, nomeadamente quanto ao seu local de captura ou método de produção, no caso da aquicultura”, disse à Lusa, o investigador responsável pelo projecto Ricardo Calado.

Numa primeira fase, os investigadores pretendem focar o seu trabalho em quatro espécies produzidas em explorações de aquicultura na ria de Aveiro: dourada, robalo, ostra e amêijoa. Segundo Ricardo Calado, o projecto terá a duração de três anos e vai permitir “lançar as bases” para a certificação de origem destas espécies, respondendo, desta forma, às necessidades do sector.

Fonte: Ciência Hoje

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: