As fotos que contam a história de 2009

Visite aqui as fotos que marcaram os principais acontecimentos do ano que está a terminar.

Fonte: Expresso

Anúncios

Feliz Ano novo … seja empreendedor!

  “Empreendedorismo não é uma ciência, nem é arte. É uma prática”
(Peter Drucker)

Votos de um excelente ano de 2010!

 

Livro do dia – Previsivelmente Irracional

Um bestseller do “New York Times”, escrito por um professor de Economia do Comportamento.

Porque é que as pessoas inteligentes tomam decisões irracionais todos os dias?

O grande objectivo deste livro é do explicar qual a influência das nossas expectativas e emoções, no processo de tomada de decisão.

 

Previsivelmente Irracional

  Previsivelmente Irracional

  Aprenda a tomar melhores   decisões

  Autor: Dan Ariely

  Edição/reimpressão: 2009

  Páginas: 240

  Editor: Estrela Polar

  Para comprar consulte: WOOK

 

 

 

 

 

Sobre o autor:

Aos 18 anos, ao serviço do exército israelita, uma explosão de magnésio provocou-lhe queimaduras de terceiro grau em 70% do corpo. A sua vida mudou da forma radicalmente. Esqueceu a Matemática e a Física na Universidade de Tel Aviv e transferiu a matrícula para Psicologia.

Dan Ariely é professor de Economia Comportamental no MIT, onde detém uma nomeação conjunta entre o Media Laboratory e a Sloan School of Management. Também é investigador do Banco da Reserva Federal em Boston e professor convidado da Universidade Duke. A sua obra está presente nos principais jornais académicos e também já publicou no New York Times, no Wall Street Journal, no Washington Post, no Boston Globe, no Scientific American e na Science. Divide o seu tempo entre Durham, Carolina do Norte, Cambridge, Massachusetts e o resto do mundo. Esteve recentemente em Portugal, numa conferência sobre Economia Comportamental.

 

Sobre o livro:

Porque é que as pessoas inteligentes tomam decisões irracionais todos os dias?

Este livro pretende dar resposta a esta questão. A partir de diversas experiências inovadoras, o economista comportamental Dan Ariely, demonstra como as nossas expectativas, emoções, normas sociais e outras forças invisíveis e aparentemente ilógicas, distorcem a nossa capacidade de raciocínio.

Cometemos erros todos os dias e temos tendência a repeti-los, constantemente. Não compreendemos os efeitos profundos que as emoções têm naquilo que desejamos e sobrevalorizamos o que já temos. Estes comportamentos desorientados não são aleatórios nem desprovidos de sentido, mas sistemáticos e previsíveis.


O autor explica como nos podemos libertar destes padrões sistemáticos de raciocínio e tomar melhores decisões. Desde pagar um café a perder peso, ou desde a compra de um carro à escolha de um parceiro romântico.  Previsivelmente Irracional não é apenas uma leitura fascinante. Tem o poder de mudar a forma como interagimos com o mundo, com uma decisão pequena de cada vez.

 

Previsivelmente Irracional – as palavras do autor

 

Espólio integral de Fernando Pessoa online em 2010 na BND

A Biblioteca Nacional Digital (BND), departamento da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) que disponibiliza 10.500 títulos em formato electrónico, vai colocar online no próximo ano o espólio integral de Fernando Pessoa.

Segundo, Helena Patrício, directora de Serviços de Sistemas de Informação da BNP, que inclui o Serviço de Gestão de Conteúdos Digitais, a digitalização do espólio do poeta ,ficará concluída no presente ano.

Das obras de autores portugueses disponibilizadas na BND nos últimos dois anos, destacam-se, pelo seu carácter único, “os 29 cadernos manuscritos e o dactiloscrito da ‘Mensagem’ de Fernando Pessoa” e os documentos dos espólios de José Saramago, Antero de Quental e Camilo Pessanha”. Camilo Castelo Branco, António Feliciano de Castilho, Almeida Garrett, Alexandre Herculano ou Eça de Queirós são outros dos autores representados na BND,cujas obras foram digitalizadas a partir do fundo documental da Biblioteca Nacional de Portugal.

 Para consultar a BND, clique na imagem

Bibliotena Nacional Digital

 

Fonte: Revista Visão de 7 de Dezembro

ANO NOVO – Origem

A chegada do NOVO ANO é sempre um recomeço repleto de expectativas e um dos rituais mais antigos.

recados personalizados

 

 Conheça aqui a sua origem…

 

O Empreendedorismo em Portugal

Demografia das Empresas

Os dados estatísticos divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística, permitem caracterizar o dinamismo da economia portuguesa através de indicadores sobre nascimentos, mortes e sobrevivência de empresas e ainda de indicadores relativos as empresas de elevado crescimento em Portugal. Algumas comparações internacionais permitem enquadrar a actividade empreendedora em Portugal no contexto europeu.

 Os dados estatísticos divulgados pelo INE baseiam-se no cálculo de indicadores definidos pela OCDE (EIP- Programa dos Indicadores do Empreendedorismo), em conjunto com o Eurostat. A estrutura proposta por estas entidades permite comparações a nível internacional entre os vários países e assenta num modelo de análise tripartido: determinantes (factores determinantes da performance empreendedora); performance empreendedora (acções que conduzem à consecução de um objectivo); efeitos (medição do valor criado pelo empreendedorismo).

IRS: o que ainda pode fazer para poupar e ganhar benefícios

irs

Com o ano quase a chegar ao fim, ainda é possível  poupar mais alguns euros no IRS. Tem quatro dias para reunir os papéis, ver o que pode deduzir e o que ainda pode fazer antes de 2010 para pagar menos, relativamente ao IRS de 2009.

Organize o seu  dossiê do IRS. Junte todas as facturas de despesas de educação, habitação e informática. Pegue na calculadora, concentre-se nas deduções e nos benefícios fiscais. Pode poupar uns milhares de euros. Agora pode gastar mais, mas no próximo Verão,  aquando do reembolso, vai saber-lhe bem, receber mais.

Nos itens das despesas de educação, habitação e informática, pode poupar mais de 1.500 euros.

Educação: o ABC da poupança

Na educação, pode deduzir 30% do valor total, com limite máximo de 701,37 euros. Mas não se limite às facturas de livros, lápis e cadernos. Não se esqueça que as despesas com formação, suas ou dos seus filhos, também tem direito a apoio do Estado. Contabilize propinas, despesas com transportes entre casa e escola, alojamento (se o seu filho estuda longe de casa e teve de arrendar um quarto, por exemplo) e alimentação, como as refeições nos refeitórios escolares.

As despesas, com as mensalidades das creches e, de actividades extra-curriculares (como a música, línguas, teatro, desporto, etc.), também contam, desde que os estabelecimentos de ensino em causa pertençam ao Sistema Nacional de Educação. Se tem três ou mais filhos, o limite a deduzir aumenta 131,51 euros por cada um.

Pode optimizar a dedução deste tipo de despesas, para obter a dedução máxima (os tais 701,37 euros), sendo necessário que as despesas totais ascendam a 2.337,89 euros.  Se ainda não atingiu este limite e há algum material que é necessário, pode comprar antes do ano acabar. É uma forma de poupar, beneficiando da dedução máxima.

Casa e computador: amigos do seu bolso

O item das despesas com a habitação é dos que mais o pode ajudar a poupar. Pode deduzir 30% dos juros e amortizações até 586 euros. As despesas com juros e amortizações do crédito à habitação (o banco deve enviar-lhe uma carta até ao fim de Janeiro) podem ser uma boa ajuda, desde que a casa que comprou se destine a habitação própria permanente. Se, em vez de comprar, optou por arrendar, basta somar as mensalidades em todos os recibos do ano.

 A tecnologia, para além de facilitar o trabalho, também facilita as contas. Pode deduzir até 50% dos gastos, até 250 euros. Se comprou um computador, impressora ou outro material (software ou hardware) e é estudante ou tem dependentes estudantes, pode deduzir essa despesa. O material tem de ter sido adquirido novo e a factura tem de mencionar que é para uso próprio. Só beneficiam totalmente desta dedução, os sujeitos passivos cujo o agregado familiar, não esteja sujeito á taxa de imposto máxima (42 por cento). Ainda vai a tempo de comprar o computador que os seus filhos pediram e que pode estar em promoção.

Poupança saudável

É importante não esquecer das despesas de saúde, que não têm limite de dedução, desde que sujeitas à taxa de IVA  a 5% ou estejam isentas. Do valor total, qualquer que ele seja, pode  deduzir 30%. Depois, pode ainda somar outras despesas de saúde, com IVA  à taxa normal (20%), desde que acompanhadas por receita médica.  Aqui, pode deduzir 30% do valor, até 64 euros.

Quanto mais gastar, mais pode deduzir. Se anda a adiar aquela ida ao dentista ou aqueles exames que já devia ter feito há muito tempo, aproveite agora. Este também é um bom exemplo das situações que ainda pode usar até ao fim do ano para poupar mais no IRS.

Se teve necessidade de  recorrer a crédito para pagar despesas de saúde, os juros também podem ser apresentados para dedução. Se usa óculos ou lentes de contacto, as despesas do ano também contam. Se está a pensar trocar de óculos ou comprar lentes de contacto novas daqui a pouco tempo, antecipe a compra. Se a fizer antes do fim do ano, é mais uma despesa a deduzir. Não se esqueça solicitar a respectiva receita médica.

Para saber mais consultar:

Portal das Finanças;

Código do IRS – 2009, editado pela Vida Económica

codigo-irs-2009

 

Actualizado

Inclui:

Decreto-Lei n.º 442-A/88, de 30 de Novembro;

 • Código do IRS, com as alterações do Orçamento do Estado para 2009 – Lei n.º 64-A/2008, de 31 de Dezembro;

 Índice sistemático

 

 

  In: Agência Financeira em 22 de Dezembro de 2009