Livro do dia :“As Regras da Gestão – Os códigos do Sucesso”

 As regras da gestão 

 

Livro: “As Regras da Gestão – O Código do Sucesso”

 Autor: Richard Templar

 Editorial Presença

 Colecção: Novos Gestores

 

 

 O autor do livro: “A Regras da Gestão – Os códigos do Sucesso”, afirma que há códigos e regras que trilham o caminho que o gestor deve fazer rumo ao sucesso.Experiente gestor e empreendedor, partilha regras, dicas e conselhos sobre o sucesso e os seus segredos.

Sinopse 

“Nos dias que correm, todos nós somos gestores. Na nossa vida pessoal e profissional, todos temos de saber dar a volta por cima, equacionar os recursos disponíveis, planear, supervisionar, dar o exemplo, orçamentar e executar. O que não é tarefa fácil, dado que esperam que assumamos uma infinidade de papéis em simultâneo, sempre com a promessa de êxito garantido. Por esse motivo, este livro pretende simplificar a sua vida e apresenta 100 regras de gestão simples, eficazes e fáceis de aplicar, que lhe fornecem conselhos, exemplos, dicas e pistas para o ajudar a estar sempre um passo à frente de todos – e fazê-lo sem comprometer tudo aquilo que valoriza na sua vida.”

 

Anúncios

O que é necessário para gerir uma empresa?

Competências básicas para a gestão de uma empresa

 

escritór

  • Gerir a nós mesmos: relação com os colaboradores e no trabalho em equipa;
  • Tomada de decisões: árvores de decisão, avaliação do risco, probabilidade de sucesso;
  • Formulação de estratégias: definição dos objectivos e a melhor forma de os alcançar;
  • Formação da equipa: aprendizagem ou actualização de conhecimentos, mais actividade e motivação;
  • Avaliação do mercado: antecipação do cenário económico envolvente;
  • Gestão financeira: controlo de toda a circulação de dinheiro e planeamento da prosperidade da empresa;
  • Gestão da distribuição: disponibilização de produtos e serviços no local e no momento certos;
  • Gestão temporal: definição de prioridades – importante vs. urgente;
  • Gestão de marketing: incremento do investimento e não da despesa como facto indutor de consumo e compra.

Fonte: Incubadora de empresas da UA