Empreendedorismo – Arrisca Coimbra 09

 

Concurso de Ideias de negócio

 Arrisca Coimbra Logo

Este concurso visa estimular o desenvolvimento de conceitos de negócio que resultem na criação de novas empresas.

Podem concorrer  pessoas singulares ou colectivas que tenham por objectivo explorar uma ideia ou conceito de negócio.

 As candidaturas podem ser individuais ou apresentadas por equipas até 5 elementos de promotores da ideia apresentada a concurso, em que pelo menos um destes seja estudante ou recém-diplomado do Ensino Superior de Coimbra há menos de 3 anos.

A avaliação das várias propostas submetidas a concurso será efectuada por um júri constituído por um elemento indicado por cada parceiro do núcleo organizativo e por cada patrocinador do Concurso.

Para a avaliação das ideias de negócio o Júri terá em conta os seguintes aspectos:

a) Viabilidade;

b) Originalidade;

c) Perfil dos Promotores;

d) Capacidade de síntese;

e) Sustentabilidade.

Às ideias vencedoras, serão atribuídos os seguintes prémios de acordo com a elegibilidade da ideia e dos promotores: Prémio InovCapital, Prémio IEFP, Prémio IAPMEI, Prémio UNIVERSIA, Prémio DNA Saúde, Prémio IPN – Incubadora e Prémio Coimbra Inovação Parque.

O Concurso tem ainda os apoios da SPGM – Sociedade Portuguesa de Garantia Mútua, da IPN-Incubadora e da ANJE.

 As ideias de negócio a submeter a concurso, deverão ser enviadas até ao dia 16 de Outubro de 2009, data em que termina o prazo para recepção de candidaturas, mediante o envio do formulário devidamente preenchido para Gabinete de Apoio à Transferência de Sabares

Documentação

 

Empreendedorismo Social – Bolsa Valores Sociais de Lisboa

 A Responsabilidade Social como Estratégia Empreendedora.

 Bolsa de Valores Sociais – 2009, Um projecto de Responsabilidade Social, aplicado ao sector financeiro.

empreendedor-social-de-futuro

 O Programa Gulbenkian de Desenvolvimento Humano, i apresentar durante o  mês de Outubro um novo projecto na área da inovação social: uma Bolsa de Valores Sociais de Lisboa.
Esta ideia teve origem na Bolsa de Valores de São Paulo, em 2003, o maior pólo de Mercado de Acções a operar na América Latina, onde foi criada a  primeira Bolsa de Valores Sociais do mundo. Através da reprodução do ambiente de uma Bolsa de Valores, esta iniciativa tem mobilizado recursos para impulsionar projectos realizados por ONG’s brasileiras, uma vez que estabelece uma ponte entre as Organizações que necessitam de Fundos e os investidores e empresas que estão dispostos um doá-los.
A partir do final do mês de Outubro, o modelo existente em São Paulo, será replicado em Portugal com o apoio das Fundações Calouste Gulbenkian e da EDP e da Euronext Lisboa. Seguindo a mesma lógica do Mercado de Acções, no qual as empresas fortalecem os seus negócios através da Bolsa de Valores, devolvendo o capital do ivestidor em lucros e dividendos, tornam as ONG’s-se mais fortes e devolvem esse investimento na forma de uma sociedade mais justa, solidária e ambientalmente mais responsável.
Esta iniciativa nasce dentro da Rede Euronext, funcionando ainda como modelo para as demais Bolsas de Valores europeias membros da Rede Euronext, que poderão adoptar o modelo como plataforma comum de Responsabilidade Social, num momento em que tem se discutido e tentado fomentar o apoio da Sociedade em geral às Organizações Sociais do Terceiro Sector.

 Valorizemos o Empreendedorismo Social.

Tome hoje uma Iniciativa, FAZ BEM!