O Consumismo à luz da psicologia Darwinista

SuperUm interessante artigo na Revista Super Interessante – nº 139,  aborda “O Consumismo à luz da psicologia Darwinista”,  e de acordo com algumas opiniões, “continuamos a ser primatas sociais num mercado super competitivo onde nos vemos impelidos a exibir os nossos encantos para levarmos água ao moinho, embora não tenhamos consciência disso.” […]

Segundo Geoffrey Miller,  o marketing é a força mais dominante na cultura humana, “os jovens, por exemplo, têm uma sede insaciável de saber o que se usa, o que está na moda. Na realidade, procuram descobrir que produtos promovem melhor as  características da sua personalidade, gostos e qualidades.”

É aqui que entra o consumismo, o “consumismo exibicionista, uma técnica dita indirecta que se destina a darmo-nos a conhecer não só para impressionar o outro mas também para atrair amigos, familiares e aliados.”

[…] Miller, acrescenta ainda, que há formas de exibir a inteligência, como “andar com certos livros ou revistas ou ostentar gadgets tecnologicamente avançados. De igual modo,  são considerados como provas da nossa inteligência as licenciaturas, os cursos, doutoramentos, seminários, mestrados e outros certificados de habilitações que podem enfeitar o nosso currículo ou a parede do escritório.”

A título de conclusão, Geoffrey Miller evidencia que, “comprar coisas acaba por se transformar numa péssima estratégia para fazer alarde das dimensões mentais e psicológicas: O edifício do consumo narcisista baseia-se na questionável premissa de que os outros reparam mesmo naquilo que adquirimos e usamos.”

dv345016

Neste dia Mundial da Poupança, e se acha que é escravo da tirania do consumismo, deixo aqui alguns conselhos do psicólogo Geoffrey Miller:

  1. “Antes de comprar, dedique alguns dias a reflectir sobre se tem mesmo necessidade.
  2. Procure um objecto semelhante na arrecadação, arranje-o e limpe-o: encanto rétro!
  3. Peça emprestado, desse modo, estará talvez a fortalecer os laços sociais.
  4. Alugue – É uma prática pouco utilizada.
  5. Resista à rejeição dos artigos em segunda mão; nada é completamente novo.
  6. Se gosta de marcas, compre imitações. Algumas quase não se conseguem distinguir do original.
  7. Faça você mesmo – Muitas vezes, as aptidões profissionais não impressionam tanto como exibir uma camisola de malha que nós próprios tricotámos.
  8. Sempre  que  surgir  uma  nova  tecnologia,  espere  três  anos   antes  de  adquiri-la.
  9. Peça que lhe ofereçam – Não gastará dinheiro e fará que a pessoa que lhe dá o presente se sinta bem.”

Leia o artigo completo, consultando a  revista, págs. 61 a 65.

Fonte: Revista Super Interessante, Novembro de 2009, nº 139

Dia Mundial da Poupança

 Poupar  é um gesto simples mas poderoso, é abdicar de consumir hoje para beneficiar desse adiamento no futuro, pelo que deve seguir uma estratégia que, no mínimo, garanta a manutenção do poder de compra.

mundo-dinheiro

 Hoje, e sempre, a poupança é fundamental, se a entendermos como uma estratégia pessoal ou nacional,….. ou mundial, tendo em vista a possibilidade de  um  futuro sustentável.

 O dia Mundial da Poupança, foi criado para chamar a atenção dos consumidores para a necessidade de disciplinar gastos e de amealhar algum dinheiro, de forma a evitar situação de sobre-endividamento. A ideia de uma data especial para a poupança surgiu em Outubro de 1924, durante o primeiro Congresso Internacional de Economia, em Milão.

 Poupança em Portugal

Na altura em que se aprecia o Orçamento de Estado para 2009, vem a propósito ver como a Poupança é tratada. Face a uma deterioração do rendimento disponível e da posição financeira das famílias, há uma redução da taxa de poupança.

Poupar é abdicar de consumir hoje uma determinada parcela do rendimento, guardando-a para ser utilizada em momento futuro. Mas para que se garanta que no mínimo no futuro se mantêm o poder de compra é importante uma adequada gestão dessa poupança

De acordo com o Relatório do Orçamento de Estado, verificou-se um abrandamento no 1º semestre de 2008 nas aplicações nos diversos instrumentos de poupança. As aplicações em fundos de investimento reduziram 10%, e, em certificados de aforro 3%. Apenas nos depósitos, face a estratégia mais agressiva das instituições financeiras, se verificou o crescimento na ordem dos 3% neste tipo de aplicação.

Com a  alteração da estrutura financeira dos Certificados de aforro em Janeiro de 2008 teve impacto na procura liquida deste produto, mas apesar disso o Relatório regista que a procura tem vindo a crescer progressivamente atingindo um máximo de diário de 7,4 milhões de euros no passado dia 10 de Outubro.

 Soluções para gerir o seu dinheiro consulte:

poupanCa_jornal negócios on line

Jornal de Negócios epaper – Especial Dia Mundil da Poupança

   EGERIR8

e-Gerir finanças Pessoais

Fonte: Jornal Negócios online

Conferência Internacional “Empreendedorismo e Inovação”

GoA Tecmaia – Parque de Ciência e Tecnologia da Maia organiza «a Conferência internacional “Empreendedorismo e Inovação” que irá decorrer nos dias 16 e 17 de Novembro no Parque de Ciência e Tecnologia da Maia.

Este evento tem como objectivos a promoção da relação Universidade – Empresa, a divulgação de novos modelos de formação e acompanhamento de empreendedores e o desenvolvimento da Inovação e do Empreendedorismo. Nesta conferência serão ainda divulgados os resultados do projecto PREMIO – “Promoção do Empreendedorismo e Inovação” (financiado pelo programa Aprendizagem ao Longo da Vida – Erasmus). O PREMIO visa a promoção do empreendedorismo no universo académico, sendo o público-alvo representado por estudantes, professores e investigadores.

Âmbito da iniciativa: internacional

Mais informações disponíveis relativas a este evento poderão ser consultadas em http://www.icei-go.eu

Incubadora de Iniciativas Empresariais Inovadoras

Associação para o Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho (ACIBTM)

  incubo

 Consulte:

http://www.incubo.eu/PageGen.aspx

A In.Cubo  é um agente de referência na promoção da cultura empreendedora, no apoio à criação e desenvolvimento de empresas inovadoras e na consolidação de uma plataforma empresarial em torno do “negócio tecnológico” no Minho-Lima.
Destaca- se como organização relevante no que respeita à promoção e incubação de ideias inovadoras em territórios de baixa densidade bem como em contextos de cooperação transfronteiriça e internacional.

Tem como principios:

  • Pôr em prática uma atitude empreendedora e profissional em todas as suas actividades;
  • Privilegiar o desenvolvimento de competências colaborativas e de actividades de networking;
  • Assumir-se como parceiro activo no apoio à actividade das empresas incubadas e desenvolver soluções à sua medida;
  • Inovar na abordagem à valorização dos recursos locais e no apoio à base empresarial.

 

Congresso de Empreendedorismo Social

congresso de Empreendedorismo Social

 30 de Outubro | Centro Cultural de Cascais

Pelo 3º. ano consecutivo vai realizar-se o Congresso do Empreendedorismo Social é um momento para o encontro de pessoas, a troca de ideias e experiências e a potencialização de parcerias em Portugal, de pessoas que se interessam e acreditam que o Empreendedorismo Social é uma das principais soluções e ferramentas para mudar o mundo!

Este ano, o Instituto Empreendedorismo Social, promove um dia de Congresso,  que conta com a participação e envolvimento de pessoas e organizações não lucrativas, públicas e privadas.

Consulte aqui o Programa do III Congresso de Emp. Social 2009.

Participe dando o seu contributo na procura de soluções sustentáveis para um mundo melhor!

Fonte: Instituto do Empreendedorismo Social

Livro do dia

Livro4

A Escola e as Controvérsias Sociocientíficas

Autor: Pedro Rocha dos Reis

Páginas: 350
Editora: Escolar Editora

 

 

 

Resumo

Actualmente, a compreensão da natureza da ciência e da sua relação com a sociedade e a cultura é considerada um dos eixos fundamentais da literacia científica. No entanto, a investigação tem revelado que tanto a escola como os meios de comunicação social parecem contribuir, explicita e implicitamente, para a construção de concepções limitadas acerca da ciência e dos cientistas.
A presente investigação pretendeu estudar a forma como um grupo de professores e alunos do ensino secundário interpretam e reagem às controvérsias sociocientíficas divulgadas pelos meios de comunicação social. Este estudo reveste-se de particular relevância num período marcado, simultaneamente, por fortes discussões relativas ao impacto social e ambiental de várias inovações científicas e tecnológicas e pela implementação de novos currículos de ciências que realçam a importância da discussão de controvérsias sociocientíficas no desenvolvimento da literacia científica dos alunos.”
(texto retirado da contra-capa do livro)

Para consultar o ÍNDICE clique aqui.

Portal do Consumidor de Seguros e Fundos de Pensões

Este novo Portal pretende aproximar os cidadãos ao mundo das seguradoras.

Serviços disponíveis:

  • Consultório on-line com perguntas e respostas sobre seguros automóvel, habitação, saúde ou vida, entre outros;
  • Esclarecimentos sobre direitos contratuais e melhores vias para os reclamar;
  • Apresentação de queixas –  Para apresentar queixa de uma companhia, mediador ou sociedade gestora de fundos de pensões, basta clicar na ligação do canto inferior esquerdo. A palavra-passe permite acompanhar a reclamação.

 Este portal permite ainda:

  • Comparar comissões e rendibilidades dos seguros PPR ;
  • Consultar recomendações dos provedores;
  • Pedir dados sobre os beneficiários por morte do segurado ou subscritor.

 Em caso de acidente, insira a matrícula do outro veículo para saber se tem seguro válido e encaminhe o caso para o Fundo de Garantia Automóvel, se a resposta for negativa.

Seguros

E-books impressos em formato de bolso

Tecnologia permite imprimir «e-books» em formato de bolso

O acervo da biblioteca da Universidade de Michigan vai estar disponível, brevemente,  através do projecto da Hewlett –Packard.

book-prep 

O Publishing está  em  mudança a nível sociológico e tecnológico.  A pubicação de  livros personalizados, revistas e jornais  está  a ser democratizada.
A tecnologia da HP BookPrep, capitaliza estas tendências, permitindo aos editores  digitalizar todos os livros existentes e transformá-los num recurso virtual que pode ser vendido pela internet e impressos por encomenda e personalizados pelo consumidor.
Integrando várias tecnologias de impressão HP Labs, o  BookPrep alinha e nivela textos automaticamente digitalizados dos actuais e out-of-print-books, limpa e clareia a dobrar e cantos das páginas para a coloração consistente, e saídas de um profissional e pronto para impressão eMaster PDF.
A BookPrep torna possível dar aos consumidores o acesso a todos os livros já publicados como uma réplica de alta qualidade do original que pode até mesmo personalizar. Revela os tesouros literários, tanto do presente e do passado.
Num momento em que se fala cada vez mais de livros electrónicos, o grupo HP- Hewlett-Packard, defende o gosto dos leitores pela leitura de livros em papel. Anunciou recentemente que vai lançar uma tecnologia para imprimir e-books.
O serviço para imprimir livros electrónicos a pedido, designado de «BookPrep»,
vai permitir fazer obras de bolso com os 500 mil títulos disponíveis na biblioteca da Universidade de Michigan. A maior parte destes livros foram impressos antes de 1923, sendo praticamente impossível de encontrá-los hoje em dia nas livrarias.
 A companhia anunciou que também já está disponível a versão beta do MagCloud, um serviço de impressão de revistas que criou em parceria com a Wikia, a organização por detrás da enciclopédia digital «Wikipedia».

Fonte: Read Write Web

 

Livro do dia

Ética e Educação

 

Ética e Educação

de J. M. de Barros Dias
Páginas: 194
Editor: UNIVERSIDADE ABERTA
 
 

O livro procura aprofundar os principais aspectos da dimensão ética e deontológica do processo educativo. Cruzando a dimensão filosófica com abordagens diversificadas do universo escolar, como a pedagógica, a psicológica e a sociológica, problematiza-se a formação para os valores, na perspectiva do desenvolvimento da capacidade humana de formular juízos autónomos e livres sobre o comportamento. De igual modo, é também tematizada a conduta deontológica dos educadores e demais agentes do ensino.

 
Fonte: WOOK

Biblioteca DIGITAL da UE – EU Bookshop

A Biblioteca digital da UE reúne obras desde 1952. São 12 milhões de páginas e mais de 110 mil publicações que estão disponíveis gratuitamente na internet.

O conteúdo da EU Bookshop vai igualmente tornar‑se acessível através de Europeana ( Portal já aqui divulgado ), um projecto de digitalização de grande número de importantes bibliotecas e arquivos nacionais europeus. A EU Bookshop completará, assim, as colecções nacionais de Europeana do ponto de vista das instituições da UE.

www.bookshop.europa.eu

Publicações da UE à distância de um clique

Biblioteca

Economia Verde

2Neste século, a percepção do mundo em relação aos problemas ambientais começa a mudar.  A criação de uma certa consciência ambiental intimamente relacionada com as ideias da preservação da espécie, do esgotamento dos recursos naturais ou da degradação das condições de vida no Planeta, introduziu um novo paradigma, o de converter a Economia actual numa “Economia Verde”.

O novo modelo de desenvolvimento passará inevitavelmente, por uma fase greening fazendo emergir novos mercados, com novos negócios e novas tecnologias. Neste contexto, um dos maiores desafios que enfrentamos é fazer com que as forças de mercado protejam e melhorem a qualidade do ambiente, com a ajuda de padrões baseados no desempenho e uso criterioso de novos instrumentos económicos.

empresa verdeVai ser fundamental, criar instrumentos/mecanismos conscientes e inteligentes para a mudança de atitudes na forma de consumir e das expectativas sobre o futuro da nossa sociedade, estabelecendo-se um  equilíbrio perfeito na relação homem/ambiente, de forma a  provocar um desenvolvimento sustentável de novas oportunidades de negócios.

É fundamental, que exista também um entendimento global em torno deste tema, passando até por uma coordenação entre países que devem estabelecer as suas novas políticas globais capazes de responder às mudanças de comportamento, paradigmas e postura frente ao meio ambiente em que vivemos.

Não podemos esquecer, que a responsabilidade da sobrevivência do Homem no Planeta Terra é de cada um de nós.

 É tempo de nos questionarmos:

  • Vou comprar produtos, qual a empresa que agrega mais valor à sustentabilidade?
  • Automaticamente devo pensar, esta empresa respeita a vida?
  • Vou optar pelo uso de energias renováveis na minha nova casa, para além do benefício ambiental, que outros benefícios vou ter?

Esteja atento, e não se esqueça de abrir a porta ao desafio da sustentabilidade social e ambiental contribuindo para o crescimento  de uma nova economia, a Economia Verde.

Recomendo a leitura de um novo relatório da ONU [‘The environmental food crisis: Environments role in averting future food crises‘] , que focaliza a sua atenção na procura  de soluções globais em matéria ambiental, financeira e alimentar através do conceito de uma Economia Verde.

food-crisis-190px

Para aceder ao relatório na íntegra, clique aqui.

 

Concurso – Faz Melhor Portugal

Concurso destinado a alunos do 3º. ciclo e secundário

79408252O concurso FAZ MELHOR PORTUGAL , tem como objectivo estimular os alunos do 3º ciclo e do ensino secundário a desenvolver projectos sobre a realidade que os rodeia.

Até ao dia 31 de Outubro as equipas, depois de escolhido o tema, devem fazer uma pré-inscrição neste site: Ciência Hoje, do concurso preenchendo um formulário próprio.
Cada escola deverá seleccionar a equipa que a representará no concurso até ao dia 18 de Dezembro: uma para o ensino básico, outra para o ensino secundário.
Numa primeira fase, o concurso consta de 3 provas:

  1. um relatório,
  2. um documentário;
  3. um produto final.

Numa segunda fase, está prevista a realização de uma prova final dos projectos.

Consulte o Regulamento do concurso.

Portal de Sites úteis

6sites mais úties

Este agregador de endereços online foi criado em 2003 e já conta agrupa mais de 400 sites, todos escritos na língua portuguesa.
Entre as categorias figuram, para além das “últimas entradas” – que permitem ir conferindo as novidades na oferta de sites em português – são apresentadas sugestões de endereços em mais de três dezenas de temas, da cultura às ciências, passando pelas novas tecnologias ou a culinária.
“Ao contrário da maior parte dos directórios que indexam todo o tipo de sites, este apontador apenas regista links com conteúdos interessantes”, dizem os responsáveis. Para tirar as dúvidas, pode passar em Portal de sites úteis e visuailizar a lista, ou então fazer o download gratuito das sugestões, em formato de ebook.

Educação pela Arte do passado para o Futuro

Este encontro decorre de 30 a 31 de Outubro no Campus Universitário de Almada na Escola Superior de Educação.educação_arte Neste encontro vai-se refletir sobre a consolidação de iniciativas já desenvolvidas ou em desenvolvimento afirmando a importância dos aspectos sócio-pedagógicos, artístico-performativos e terapêuticos da Educação pela Arte, bem como a necessidade de criação de instâncias de investigação que tenham em consideração uma ecologia dos contextos. Em suma pretende -se repensar e celebrar a Educação pela Arte em Portugal

 Folheto de Divulgação e Ficha de Inscrição do II Encontro do Movimento Português de Intervenção Artística e Educação pela Arte, disponível para downloadFicha de inscrição e programa.

 

Jovem empreendedor vence concurso…

Cortiça 1O arquitecto português David Mares,  jovem empreendedor de 26 anos,  venceu o prémio do Público atribuído pelo Museu Guggenheim de Nova Iorque no âmbito da iniciativa internacional Design It: Shelter Competition, a que concorreu com um  modelo que conjuga aço, madeira e cortiça..

Cortiça 2 A criação de David Mares está situada em Vale de Barris, Setúbal, tem o nome de CBS – Cork Block Shelter (um abrigo em bloco de cortiça), é uma estrutura rectangular feita sobretudo de cortiça, e que assenta numa estrutura de perfis de aço, com ripas de madeira. Este jovem procurou responder ao desafio proposto, criando um ambiente em que pudesse relaxar e também estudar, que tivesse isolamento térmico e acústico. A cortiça foi o material escolhido,  por sinal bem português.

O legado europeu em matéria de justiça civil

sb10068346u-001Dada a importância da justiça para a “família” europeia, o Dia Europeu da Justiça Cível, marca, assim,  um conjunto de medidas já adoptadas e em curso de adopção, no sentido de melhorar o acesso dos cidadãos à justiça, de garantir o efectivo exercício dos seus direitos, de facilitar aos operadores judiciários a sua missão, de favorecer o exercício da actividade empresarial.

O legado europeu de que dispomos, em matéria de justiça civil, é considerável. Hoje é, mais fácil  celebrar contratos, obter apoio judiciário em contexto transfronteiriço, obter a execução de uma decisão judicial proferida num outro Estado Membro, obter provas no contexto de um processo transfronteiriço, proceder a uma citação de forma mais eficaz.

Além disso, encontram-se em negociação alguns  instrumentos comunitários de grande importância no domínio da cooperação judiciária em matéria civil. A médio prazo, será possível recorrer à mediação num litígio transfronteiriço em moldes semelhantes em toda a Europa; garantir-se-á uma cobrança de pensões de alimentos de forma mais eficaz; melhorar-se-á o acesso ao direito, através da uniformização das regras que permitem determinar a lei a aplicar a um contrato internacional e à dissolução do vínculo matrimonial.

As recentes evoluções nacionais, na medida em que contribuem para um sistema mais moderno, menos burocrático e mais eficaz, integram-se, igualmente, na construção do Espaço de Justiça Europeu, concebido como exercício globalizante. O projecto “Nascer cidadão”, ao possibilitar o registo de uma criança no hospital ou maternidade; o cartão do cidadão; a simplificação do processo de casamento civil e do processo de divórcio; o Balcão Sucessões e Heranças; a iniciativa Casa Pronta, agilizando o processo de aquisição de habitação; o documento único automóvel; a Empresa na Hora; a Empresa online;  a “Associação na Hora“; os registos comerciais electrónicos; a simplificação dos procedimentos de liquidação e dissolução comungam todos do mesmo objectivo: facilitar a vida aos cidadãos e às empresas.

Recomendo a consulta:

Rede Judiciária Europeia em Matéria Civil e Comercial 

Atlas Judiciário Europeu em Matéria Civil

Dia Europeu da Justiça Civil

Dia Europeu procura familiarizar os cidadãos europeus com o sistema judicial

diajustcivil O Dia Europeu da Justiça Cível, assinalado nos Estados-membros da União Europeia (UE) todos os anos a 25 de Outubro, surgiu em 2003 por iniciativa do então comissário europeu da Justiça e Assuntos Internos, o português António Vitorino.
Este Dia Europeu foi estabelecido conjuntamente pela UE e pelo Conselho da Europa a 5 de Junho de 2003, para familiarizar os cidadãos europeus e a Justiça Cível, procurando dar-lhes a conhecer o sistema judicial, os seus direitos e como ter acesso à Justiça.

“Tudo no sentido de tornar a Justiça mais compreensível e mais próxima dos 800 milhões de cidadãos pertencentes aos 47 Estados que fazem parte do Conselho da Europa”, segundo o portal na Internet Portal da Justiça da Direcção-Geral da Política de Justiça, organismo do Ministério da Justiça.

Para mais informações, consultar: comissão Europeia para a Eficiência da Justiça

“Consumo – Que Futuro?” – Congresso

56504452No dia 27 de Outubro, alguns dos maiores especialistas nacionais e internacionais do sector reúnem-se no auditório do IPAM, em Aveiro, para analisar e perspectivar as novas tendências do consumo.

Perante um cenário de grande imprevisibilidade económica, em que muitos mercados ainda se ressentem da crise económica, mais do que nunca é vital estimular o consumo. Muitos especialistas acreditam que esta pode mesmo ser a solução para satisfazer as necessidades de quem produz e de quem consome. Neste sentido, além de traçar o perfil do consumidor em tempos de crise, peritos no domínio do consumo vão debruçar-se sobre questões de fundo como a possibilidade de prever os comportamentos do consumidor e de combater ciclos de crise no consumo.

“Consumo, logo existo”

Considerado um dos maiores intelectuais ao nível da sociologia do consumo, Gilles Lipovetsky é a figura que mais atenções desperta. Professor na Universidade de Grenoble e membro do Conselho de Análise da Sociedade em França, Lipovetsky propõe-se a dar a conhecer as novas características do homo consumericus, assim como a explicar a máxima “consumo, logo existo” por si defendida nas diversas obras já publicadas.

Søren Askegaard é outro dos nomes com presença também assegurada no congresso. Durante a conferência, este especialista dinamarquês irá abordar as diferentes culturas do consumo e a relação que os consumidores estabelecem com as marcas. Além de co-autor do livro mais vendido na Europa na área do consumo “Consumer Behaviour – a European Perespective”, Askegaard é também editor de duas das mais prestigiadas publicações do sector como é o caso do “Journal of Consumer Research” e do “Journal Consumption, Markets”.

Notícia retirada do site: cienciapt.net

Dia das Nações Unidas

 onu_ 

  A Organização das Nações Unidas (ONU) foi fundada oficialmente a 24 de Outubro de 1945 em São Francisco, Califórnia por 51 países, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. A primeira Assembleia Geral celebrou-se a 10 de Janeiro de 1946 (em Westminster Central Hall, localizada em Londres). A sua sede actual é na cidade de Nova Iorque.
A precursora das Nações Unidas foi a Sociedade de Nações (também conhecida como “Liga das Nações”), organização concebida em circunstâncias similares durante a Primeira Guerra Mundial e estabelecida em 1919, em conformidade com o Tratado de Versalhes, “para promover a cooperação internacional e conseguir a paz e a segurança”.Em 2006 a ONU tem representação de 192 Estados-Membros – cada um dos países soberanos internacionalmente reconhecidos, excepto o Vaticano, que tem qualidade de observador, e países sem reconhecimento pleno (como Taiwan, que é território reclamado pela China, mas de reconhecimento soberano por outros países).
Um dos feitos mais destacáveis da ONU é a proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948.

 Objectivos da ONU (art. 1º da Carta das Nações Unidas):

  •  Manter a paz e a segurança internacionais;
  • Desenvolver relações de amizade entre os Estados;
  • Realizar a cooperação com vista à resolução de problemas internacionais de carácter económico, social, cultural ou humanitário e com vista à promoção do respeito pelos direitos do homem e pelas liberdades fundamentais, sem distinção de raça, sexo, língua ou religião;
  • Constituir um centro destinado a harmonizar a acção dos Estados para a prossecução destes objectivos comuns .

Princípios que regem a ONU (art. 2º da Carta):

  • Princípio da igualdade soberana dos Estados;
  • Princípio da boa fé no cumprimento das obrigações internacionais pelos Estados ;
  • Princípio da solução pacífica de conflitos entre os Estados;
  • Princípio da renúncia, pelos Estados membros, ao recurso à ameaça ou ao uso da força.

 Factos relativos a Portugal nas Nações Unidas

  •  Portugal foi admitido na ONU em 14 de Dezembro de 1955 ;
  • Portugal foi eleito membro do Conselho de Segurança para o período de 1979-80;
  • Portugal foi eleito membro do Conselho Económico e Social para o período de 1994-96;
  • O Tribunal Internacional de Justiça pronunciou-se em 30 de Junho de 1995 sobre o litígio conhecido por “Timor Gap”;
  • Em 1995 foi eleito Presidente da Assembleia Geral o português Freitas do Amaral;
  • Em 21 de Outubro de 1996, Portugal foi eleito membro do Conselho de Segurança, para o período de 1 de Janeiro de 1997 a 31 de Dezembro de 1998.

 “A ONU está fazendo o possível para responder  e para abordar as  questões essenciais, em todo o mundo . Estamos a fomentar um novo multilateralismo que pode trazer resultados concretos para todas as pessoas, especialmente os mais necessitados.”

Secretário-Geral Ban Ki-moon
Mensagem do Dia das Nações Unidas, 24 de outubro de 2009
 

Cidadania empresarial

GRACE,  Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial  é uma associação sem fins lucrativos que está essencialmente direccionada para as empresas, procurando disseminar práticas de gestão empresarial socialmente responsáveis.

Esta Associação, assenta num palco privilegiado para a reflexão e fomento do tema da Responsabilidade Social das Empresas, promovendo o conceito de cidadania e Responsabilidade Social Empresarial, sensibilizando e ajudando as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, caminhando para a construção de uma sociedade sustentável e justa.

Os projectos da GRACE  assumem diferentes formas, como por exemplo:

  • Acções de voluntariado:
  • Participação em conferências;
  • Organização de conferências;
  • Lançamento de manuais;

Grace

Consulte aqui,  o manual “As Empresas pela Educação “ ,  que  aborda questões diferentes como sejam a Educação dentro da empresa e o apoio ao ensino, desde o pré-escolar ao universitário. No que respeita à Educação dentro da própria organização, são sugeridas medidas que englobam o desenvolvimento de competências, a educação para a segurança e saúde, acções de apoio à educação na família, entre outras. Em relação ao apoio ensino, o documento enumera 9 passos na criação de um projecto de apoio aos diversos níveis de ensino, desde a identificação do estabelecimento de ensino e respectivo diagnóstico de necessidades até ao compromisso social e reconhecimento.

São ainda apresentadas várias áreas de colaboração possíveis ente empresas ( Exps. Nestlé, Fundação PT, BP  Portugal) e estabelecimentos de ensino, ilustradas com casos práticos empresariais de sucesso, de onde se destacam os Prémios e Protocolos, a Disseminação da Sociedade de Informação, a Doação de bens e o Desporto Escolar.

 Fonte: Portal GRACE

Empresas portuguesas de sucesso

Em tempo de crise é importante divulgar casos de empresas de sucesso.  Três empresas portuguesas empreendedoras em Portugal, mas sobretudo no mercado internacional, na área da inovação tecnológica: Ydreams, Critical Sofware e Chipidea.

 

Empresas portuguesas de sucesso

Por um futuro sustentável …

imageCAJBDT8MSó depois da última árvore ter sido cortada, o último rio ter sido envenenado e o último peixe ter sido pescado é que o Homem descobrirá que o dinheiro não pode ser comido.

Profecia dos Índios nativos das Américas.
O Ambiente na Encruzilhada. Por um futuro sustentável é o título da Conferência Gulbenkian que se realiza nos dias 27 e 28 deste mês. Gilles Lipovetsky, David King, Julie Packard, Jonathon Porritt, são alguns dos oradores convidados a discutir o momento de crise que atravessamos e o caminho que importa seguir para tornar sustentável o mundo em que vivemos. A conferência decorrerá no Auditório 2 e tem entrada livre.

O adolescente Milionário – livro recomendado

 o adolescente milionário - livro
O Adolescente Milionário
Autor: Jonathan Self
o Adolescente Milionário é um livro indispensável para aprender todos os segredos sobre o dinheiro. Contém muita informação e conselhos úteis, destinado AOS JOVENS

 Este livro,  explora todos os aspectos relativos à gestão do dinheiro: desde o funcionamento de contas bancárias  aos perigos dos cartões de crédito. Usando sempre uma linguagem clara e acessível,  alerta também para o cuidado que se deve ter quando se tomam decisões relacionadas com dinheiro e ensina como fazer um bom orçamento.

Este é um livro interessante. Porque explica como podes sempre ter dinheiro suficiente.
Para quem acha que o dinheiro é um assunto pouco interessante, vale a pena pensar nisto: se se tiver dinheiro, pode fazer-se, ir e comprar o que se quiser. O dinheiro é um passaporte para uma vida mais fácil e confortável. Significa liberdade.
Na verdade, a única coisa aborrecida acerca do dinheiro é não ter suficiente. 
 

Pensamento do dia

PORTUGUESA

“Os jovens terão que sair da escola munidos não apenas de um conjunto de conhecimentos e competências específicos mas também de competências genéricas que lhes confiram capacidade de adaptação, criatividade e gosto pela aprendizagem ao longo da vida. Já não há empregos para a vida, e a mobilidade, incluindo entre diferentes países, é uma realidade exigente. Também isso implica novas maneiras de ensinar e de aprender, a que a escola tem que dar resposta.”

Discurso do Presidente da República na Sessão Solene Comemorativa do Centenário do Liceu Camões ( 16 de Outubro de 2009 )

Conhecer Associações e Fundações

Somos os alunos da turma 11º L  e no âmbito da disciplina Direito das Organizações, foi-nos proposto realizar pequenos trabalhos de grupo como forma de conhecermos melhor não só a dimensão e dinâmica do Associativismo em Portugal, bem como compreendermos a essência das Fundações.

São tantas e tantas Associações existentes em Portugal, que podemos afirmar que o associativismo constitui hoje em dia uma das mais importantes formas de organização social sendo considerado uma mais valia no desenvolvimento de qualquer sociedade. Pensamos ser um instrumento privilegiado na satisfação das necessidades do ser humano nas suas mais diversas manifestações ( promoção da cultura, do desporto, integração social etc. ). O associativismo  viabiliza o conhecimento, o contacto e a compreensão de pessoas, dos seus problemas, e, consequentemente, o respeito pelo seu semelhante.

 O ASSOCIATIVISMO É UMA QUESTÃO DE CIDADANIA 

Turno 1

Turno 2