Incubadora de Indústrias Criativas …

Serralves1

A Incubadora de Indústrias Criativas IN SERRALVES, criada no espaço físico da Fundação de Serralves, está em plena actividade, acolhendo sete empresas das áreas do design, vídeo, cinema, arquitectura, tecnologias da informação, conteúdos, conservação e restauro. Esta iniciativa tem como principal objectivo o estímulo ao desenvolvimento de empresas ou indivíduos com actividades criativas e inovadoras e com potencial comercial.

Serralves

Aos projectos seleccionados, a Fundação de Serralves disponibiliza espaço de trabalho, assim como o acesso aos seus serviços, nomeadamente na formação, monitorização de resultados, estabelecimento de parcerias, elaboração de planos de negócio, entre outros.

Fonte: Ciência Hoje

Biblioteca digital – Divulgação científica…

classica_digitalia_logo_top

A biblioteca online CLASSICA DIGITALIAVNIVERSITATIS CONIMBRIGENSIS visa criar um grande espaço de difusão da cultura científica para a área dos Estudos Clássicos e Humanísticos abrangendo campos diversificados como a literatura, a história de arte ou a filosofia, entre outros.

Os cibernautas podem recolher informação em português ou inglês. O sítio contempla ainda um link para um género de arquivo da revista “Humanitas”, onde estão digitalizadas mais de 30 mil páginas das edições antigas, algumas com várias décadas.

Para além dos muitos livros poderem ser consultados os downloads  são todos gratuitos.

 

A nova inteligência do século XXI

Int. ArtificialDaniel Pink no seu livro, “A Nova Inteligência”  mostra que o futuro e o sucesso pessoal e profissional pertencem a um novo perfil de pessoas: os designers, os inventores, os criativos, contadores de histórias, ou seja, todos aqueles cujo raciocínio privilegia o lado direito do cérebro. São pessoas imaginativas, intuitivas, capazes de gerar empatia e emoções.

Como o raciocínio emocional está a ser considerado a nova inteligência do século XXI,  a boa  nova  é que todas as pessoas podem desenvolver  essas competências, mesmo as que têm um perfil mais racional e lógico.

Neste livro é apresentado exercícios simples para treinar o lado direito do cérebro e uma lista interminável de fontes de informação e explicação sobre os novos seis pilares do sucesso que Daniel Pink considera serem os principais: Design, História, Sinfonia, Empatia, Diversão e Sentido.

Um livro revelador, controverso e algo surpreendente!

PinkDaniel H. Pink é hoje uma referência no mundo da Gestão e do Comportamento. Autor de três livros traduzidos em dezenas de países, Pink é colaborador regular do New York Times, Harvard Business Review, Fast Company, CNN, CNBC, ABC, e participa em inúmeras conferências e palestras sobre inovação, transformação económica e novas formas de trabalho.

Fonte: www.wook.pt/

Está desempregado? Crie o seu próprio negócio…

10092263Os beneficiários do subsídio de desemprego podem obter apoios adicionais do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, caso optem por investir num projecto próprio, que lhes assegure emprego a tempo inteiro.

Para se habilitarem a estes apoios, os beneficiários das prestações de desemprego necessitam de apresentar projectos com viabilidade económica e financeira. Tal apresentação pode ser feita de forma individual ou colectiva.

Os apoios concedidos são de diversas índoles, sendo feita a destrinça entre apoios financeiros, apoios técnicos, apoios à criação de postos de trabalho e ainda ao investimento.

A nível financeiro, destaca-se, desde logo, a possibilidade de o candidato receber, de uma só vez, o montante global das prestações de desemprego devidas. Os apoios técnicos são também patrocinados pelo IEFP, envolvendo a selecção e recrutamento de trabalhadores desempregados, a formação empresarial de dirigentes e a consultoria especializada nas áreas financeira, comercial, de recursos humanos, marketing, publicidade e de gestão da produção. Caso este suporte técnico seja assegurado por entidades exteriores ao IEFP é concedido um subsídio não reembolsável.

Caso se trate de um projecto que se enquadre no conceito de ILE – Iniciativa Local de Emprego (negócios que contribuem para a dinamização da economia local) é concedido um subsídio não reembolsável num valor equivalente a 18 vezes o Indexante dos Apoios Sociais por cada posto de trabalho criado. A esse valor são acrescidas majorações por cada posto de trabalho preenchido por desempregados de longa duração, desempregados com idade igual ou superior a 45 anos, jovens à procura do primeiro emprego, beneficiários do rendimento social de inserção e ainda pessoas portadoras de deficiência. Nesse caso, o investimento é apoiado com um subsídio não reembolsável que pode atingir os 60 mil euros. Em projectos que não reúnam os requisitos de investimento de uma ILE os apoios concedidos são ligeiramente mais baixos.

As candidaturas processam-se mediante entrega nos Centros de Emprego de um formulário disponível em www.iefp.pt, onde é possível encontrar informações pormenorizadas sobre esta tipologia de apoios.

Fonte: Quero Mais

Grupo familiar – um exemplo de empreendedorismo

Em tempo de crise, um grupo familiar de Sever do Vouga é mais um excelente exemplo de empreendedorismo.

 COMO SER EMPREENDEDOR

O Secretário de Estado do Comércio e Inovação visitou a empresa “ A. Silva Matos”, elogiando aposta da empresa no mercado internacional. Foi convidado para a inauguração formal da A. Silva Matos – Equipamentos de Transporte, S.A., deste grupo industrial de Sever do Vouga.

O empreendedorismo da família Silva Matos foi elogiado por Castro Guerra, assim como a sua aposta no mercado internacional e no sector energético.
“É deste tipo de empresários que precisamos, que avançam sem a protecção do Estado”, referiu o governante, recordando que a A. Silva Matos
“recuperou uma empresa fechada e toda a sua força de trabalho” – referindo-se à Metalicis, que entrou em processo de falência em 2008.

Castro Guerra salientou ainda a aposta do grupo, que detém um total de 11 empresas em Portugal e no estrangeiro, que teve “visão de futuro” e “colocou a metalomecânica ao serviço do sector energético”. É, actualmente, considerado “o melhor produtor de torres eólicas do mundo”, assegurou.

 

Como vê, senhor secretário de Estado, este país não é só desgraças e ainda há alguns loucos que resolvem avançar, mesmo sem os apoios que vemos serem dados a outros”, apontou Adelino da Silva Matos. Agora com 61 anos, foi o fundador da empresa e, mais especificamente, da área da produção de cisternas.

O empresário anunciou ainda a construção de uma nova fábrica de caldeiraria metálica, para alargar a produção das instalações existentes no lugar de Senhorinha, e que ficará instalada nas traseiras desta fábrica. “O terreno já foi adquirido”, revelou, elogiando os apoios da Câmara de Sever do Vouga, com o objectivo de fixar as fábricas do grupo no concelho.

Adelino da Silva Matos revelou ainda a existência de um negócio em curso sem, no entanto, entrar em pormenores. “Há a oportunidade de, eventualmente, comprar uma empresa europeia da área da metalomecânica, importante pela sua proximidade com outros mercados”, adiantou.

 Fonte: Diário de Aveiro

 

A Arte de criar … na nossa Escola ( cont. )

Foi a partir de uma visita de estudo à exposição de Raúl Perez  ao CCB, que o Ivo Neves ( aluno do 9º Z – Electromecânica de Equipamentos industriais), desafiado pelo seu professor António Neto, decidiu redesenhar numa cartolina amarela e com lápis de cera um quadro deste pintor, dando a sua visão singular de  um universo plástico e estético muito peculiar.

Raúl

 Podem apreciar mais alguns trabalhos deste nosso aluno.

Cruzeiro Sixas

Miniatura criada a partir de uma chapa de aço zincado e de fotos de um “Autobianchi A112” de colecção particular, propriedade do mesmo professor.

 Carro

Devemos reflectir e observar “as necessidades” de certos alunos. Ensinar é mais do que transmitir conteúdos… É poder e saber gerir um conjunto de circunstâncias, ajudando os jovens na procura e realização dos seus projectos de vida.

Competitividade das Economias

– Portugal está mais competitivo mas com menos resistência para enfrentar a crise –World

Portugal aumentou a competitividade da sua economia, mas está com muito menor capacidade para resistir às adversidades da conjuntura económica.

De acordo com o estudo, Portugal tem vindo a aumentar a competitividade da sua economia nos últimos três anos, chegando em 2009 à 34.ª posição em 2008 era 37.º e em 2007 39.º. Este ranking pretende responder à questão de como é que os países e as empresas estão a gerir a totalidade das suas competências para atingir uma maior prosperidade, e é calculado através da análise de quatro factores de competitividade distintos: desempenho económico, nível de infra-estruturas, eficiência empresarial e eficiência do Governo.

A melhor performance de Portugal foi ao nível das infra-estruturas, onde subiu quatro lugares, para a 28.ª posição; mais modesto foi o desempenho económico, onde passou do 44.º para o 42.º (graças aos números da inflação e às receitas do turismo) e a eficiência empresarial, que se manteve ao mesmo nível, no 43º lugar; a pior performance foi ao nível da eficiência do Governo, com os custos dos despedimentos e a dívida pública a empurrarem a descida de dois lugares na tabela. Está em 29.º lugar.

No cômputo geral, Portugal continua abaixo de países como a Eslovénia e a Eslováquia, que ocupam respectivamente as 32.ª e 33.ª posições, mas que conseguiu ultrapassar Espanha, que está em 39.º lugar. Em termos de países europeus, a competitividade nacional ultrapassa ainda a Itália, que aparece em 50.º lugar e a Grécia, que está em 52.º lugar. Na liderança deste ranking permanecem Estados Unidos, Japão e Reino Unido, os países nórdicos, a Suíça, e pequenas economias abertas como Hong Kong e Singapura.

Notícia retirada do Jornal Público de 20/05/2009

 

Gripe A (H1N1) no Ambiente de Trabalho – Pessoas em Risco

Gripe 1

O ambiente de trabalho é uma potencial  incubadora de doenças e uma ameaça à saúde das empresas. O  impacto financeiro que uma doença pode causar num negócio é assustador, pesquisas mostram que pelo menos 15% dos empregados faltam ao trabalho a cada ano que passa,  apenas por causa de gripes. O pânico que uma doença contagiosa pode causar numa organização é deveras preocupante, levando as pessoas a ficar em casa para evitar contágio.

Preparar e difundir  medidas de prevenção antes de uma pandemia ocorrer, pode significar a diferença entre a continuação de um negócio ou o seu encerramento. Conhecer as manifestações  deste tipo de gripe, bem como as suas formas de transmissão, constitui a melhor forma de, sem alarmismos, adoptar as medidas de prevenção mais adequadas.

Aconselho a leitura da informação emitida pela Direcção-Geral da Saúde.

A Fundação Calouste Gulbenkian cria portal para Professores

apresentacaocasadas ciências

A Fundação Calouste Gulbenkian , criou um Portal para professores de ciências no ensino básico e secundário. Aos professores e investigadores que tenham desenvolvido materiais, oferecem esta plataforma de divulgação do seu trabalho, depois de  passarem por uma avaliação científica e didáctica. Todos os utilizadores registados poderão:

  •  Utilizar os materiais aqui depositados, sabendo que todos foram previamente avaliados sob o ponto de vista científico e didáctico;
  • Encontrar endereços de outros portais relevantes, depois de analisados, escolhidos e comentados;
  • Depositar os materiais que desenvolveram, para as suas aulas, para poderem partilhar a sua utilização com outros professores;
  • Debater problemas educativos específicos;
  • Trocar as suas experiências num debate alargado;
  • Procurar instrumentos de auto formação.

O registo é uma simples formalidade. Registe-se já, para conhecer melhor o portal e participar activamente na sua construção.

Este portal vai dar visibilidade e utilidade aos esforços de muitos docentes, reconhecendo-lhes o mérito que efectivamente têm, transformando-se num sítio web de referência para todos os professores de Ciência em língua portuguesa. 

Mais em:Casa das Ciências

  

Novo sistema de Normalização Contabilística

Nunca é demais referir, que  a 23 de Abril o Conselho de Ministros aprovou o Decreto-Lei que institui o Sistema de Normalização Contabilística, e revoga o Plano Oficial de Contabilidade, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 47/77, de 7 de Fevereiro. A contabilidade das empresas portuguesas vai ficar sujeita a novas regras, procedendo-se a partir de Janeiro de 2010 a uma aproximação dos padrões internacionais em matéria de normalização contabilística, nomeadamente com as Normas internacionais de contabilidade do International Accounting Standards Board (IASB). Este diploma vem, assim, adaptar às características nacionais e às especificidades do tecido empresarial nacional as referidas normas, modernizando-se a terminologia utilizada, tornando-as internacionalmente comparáveis. São reduzidos os custos de contexto e aumentada a competitividade das empresas portuguesas na capacidade de reporte das suas demonstrações financeiras, em ambiente de concorrência, por fontes de financiamento internacionais.

Se pretender conhecer as principais alterações consulte o seguinte site:

Sage

 ( clique na imagem para aceder ao site )

Fórum de Empreendedorismo

EmpNo âmbito do Dia do Empreendedor (17 de Maio), a Microsoft Portugal organizará no próximo dia 19 de Maio, no Pequeno Auditório da Culturgest (Lisboa), um Fórum dedicado ao tema do empreendedorismo

Os desafios económicos e sociais que Portugal enfrenta hoje implicam respostas diferentes das tradicionais. Para a retoma do crescimento e da competividade são necessárias mudanças de paradigma na forma como as empresas inovam e desenvolvem as suas actividades, na forma como as diferentes organizações respondem às mudanças sociais resultantes e na foma como os indivíduos intervêm enquanto agentes de mudança, quer através de novos projectos empresariais, quer através da procura de novos empregos.

O objectivo deste fórum é o de criar um espaço de debate onde todos os interlocutores relevantes possam partilhar experiências e identificar áreas relevantes para desenvolvimento de novas oportunidades. É também uma oportunidade para dar a conhecer alguns dos vários casos de sucesso existentes em Portugal e que nos podem indicar alguns dos possíveis caminhos para o potencial empreendedor.

Notícia retirada do site, BCSD Portugal– Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável

Para mais informações consulte, aqui, o siteMicrosoft Portugal.

Exposição/Feira na nossa Escola – ” Ontem, Hoje e Amanhã”

O tempo passado e o tempo presente fazem  parte do tempo futuro. Hoje em dia, não se pode falar das Técnicas de Comunicação, Marketing e  Publicidade sem se reverenciar o passado. Prova disso, foi a exposição/feira “Ontem, Hoje e Amanhã” realizada na nossa Escola,  que reuniu um conjunto de trabalhos realizados pelos alunos do 11º O do Curso Profissional de Marketing no âmbito das disciplinas de Marketing e de Comportamento do Consumidor leccionadas pela Prof.ra  Ana Maria Amaro.

Preços

Preços 1

Preços 2

Continuar a ler

Plataforma Inovar – avaliação do potencial das empresas

 Plataforma INOVAR é um  sistema integrado de diagnóstico e avaliação do potencial de inovação das empresas.
Inovar_logotipo O IAPMEI  e a COTEC Portugal disponibilizam uma ferramenta de diagnóstico e de apoio à decisão estratégica das empresas. Este diagnóstico visa não apenas a avaliação dos seus níveis de desempenho, mas também ser um suporte ao planeamento futuro, definindo e projectando acções que devem ser prioritárias.
Os principais objectivos desta plataforma são: avaliar o desempenho das empresas, procurando identificar e actuar nos factores de sucesso e de insucesso, avaliação do potencial de inovação das empresas, com vista à promoção da respectiva competitividade.
Esta Plataforma permitirá integrar, três ferramentas harmonizadas permitindo às empresas uma abordagem complementar:
  • Auto diagnóstico INOVAR 
  • Benchmarking assistido (Benchmarking e Boas Práticas – Índice de Benchmarking Português) 
  • Scoring de inovação.
Este processo interactivo e inovador no tecido empresarial nacional, promove a Informação, conhecimento, avaliação e rigor .

Faça o login em: Plataforma Inovar

eYouGuide – “direitos digitais” dos consumidores

eyouguideA Comissão Europeia lançou o eYouGuide, uma nova ferramenta em linha que dá conselhos práticos sobre os “direitos digitais” dos consumidores ao abrigo da legislação comunitária.

Este guia incide em questões relativas aos consumidores, como os seus direitos face ao fornecedor de acesso em banda larga, as compras através da Internet, o carregamento de música e a protecção dos dados pessoais online nas redes de contactos sociais.

Os consumidores europeus têm, também quando navegam online, direito a:

  • receber informações claras sobre preços e condições antes de efectuarem uma compra;
  • decidir se e como serão tratados os seus dados pessoais;
  • que o envio seja feito no prazo de 30 dias após a compra;
  • um período de reflexão de, no mínimo, sete dias úteis após a compra, durante o qual podem mudar de opinião;
  • uma garantia de, no mínimo, dois anos para os produtos comprados;
  • protecção contra fornecedores desonestos e contra condições contratuais e práticas comerciais abusivas.

Os consumidores podem estar seguros de que todos estes direitos são aplicáveis a qualquer sítio web cujo endereço termine em  “.eu”.

Fonte: Diário de Aveiro

Quinzena dos Direitos Humanos em Aveiro

OS 8 OBJECTIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÉNIO

Direitos Humanos_aveiro

Em 2007, Portugal investiu 0,19% do seu Rendimento Nacional Bruto em Ajuda Pública ao Desenvolvimento, mas o compromisso assumido foi o de investir 0,7% até ao ano 2015.

A Campanha Objectivo 2015 quer inspirar todos os cidadãos e organizações que acreditam que o Governo Português deve conceder mais e melhor ajuda pública para o desenvolvimento (APD), contribuindo assim para o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

 

 

 

Programa Eco-inovação – Crie Projecto Original e Eco-inove

EcoO programa Eco-inovação integrado no Programa de Competitividade e Inovação,  financia projectos que demonstrem que a sustentabilidade ambiental e o crescimento competitivo não são incompatíveis.

A eco-inovação está ligada à inovação ambiental, à tecnologia ambiental, à eco-eficiência, ao design ambiental, ao design sustentável e à inovação sustentável.

Existem cerca de 200 milhões de euros disponíveis até 2013, para apoiar projectos inovadores que se insiram neste âmbito. As candidaturas para 2009 estão abertas desde 20 de Abril e prolongam-se até 10 de Setembro.

Com esta acção, a União Europeia está a contribuir para implementar o Plano de Acção para as Tecnologias Ambientais, através do estímulo à ligação entre a investigação e o mercado. A Agência Portuguesa para o Ambiente e a Direcção Geral das Actividades Económicas irão realizar uma sessão de esclarecimento sobre este programa, no dia dois de Junho, no auditório da APA, entre as 9h30 e as 12h30.

Fonte: PACOPAR

Para mais informações:

Página Eco-Inovação

Agência Portuguesa do Ambiente

O Sítio dos Miúdos – Recursos didácticos online

sitiomiudos

O sitiodosmiudos.pt é um serviço lúdico-educativo para crianças e jovens entre os 5 e os 13 anos. De facto, a diversidade de recursos disponíveis – o som, a imagem, a animação – tem uma força persuasiva especial, estimulando a criatividade e a concentração, dentro do conceito de aprender com prazer. Privilegia a interactividade entre o utilizador e os conteúdos, numa postura activa e participativa que permite desenvolver atitudes de pesquisa, interpretação e organização de ideias. Os conteúdos deste site estão ajustados à realidade curricular portuguesa e nesse sentido disponibiliza o Guia de Exploração para Professores com propostas de exploração do site em contexto escolar.

O sitio dos Miúdos

Conferência Internacional de TIC na Educação

O Centro de Competência da Universidade do Minho vai realizar, nos dias 14 e 15 de Maio, a VI Conferência Internacional de TIC na Educação.

 

O tema central de Debate e reflexão é a Aprendizagem (In)Formal na Web Social, discorrendo sobre três áreas principais: Ambientes Emergentes, o Digital e o Currículo,  a Avaliação Online.

O desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação é o suporte e o meio para a emergência de novos olhares, formas de pensamento, processos e contextos de realização das aprendizagens sociais e escolares.

Mais em: Centro de competência Universidade do Minho -Calhanges 2009

 

Promoção da Inovação e Empreendedorismo…

SPIE_UP_09_gdA  SpieUP’09  é um  evento internacional que cultiva a atitude empreendedora e inovadora.  

A Semana de Promoção da Inovação e Empreendedorismo da Universidade do Porto (UP) vai reunir, de 14 a 16 de Maio, em diversas faculdades da instituição, nomes sonantes do mundo empresarial português e internacional, num evento que espera contar com alguns milhares de participantes.

Caracteriza-o, uma perspectiva de multidimensionalidade sobre os fenómenos de empreendedorismo e inovação: o empreendedorismo social, a inovação organizacional, o empreendedorismo por conta de outrem, para citar alguns exemplos.

Durante estes 3 dias vão estar presentes: Belmiro de Azevedo (Sonae), Daniel Bessa (COTEC), João Picoito (Nokia Siemens), Nuno Azevedo (Casa da Música), Simon Dolan (ESADE, Espanha), José Pinto dos Santos (Insead/MIT, EUA), Rebeca Hwang (Younoodle.com, EUA) e Alberto Nardelli (Unltdworld.com, Reino Unido) são alguns dos nomes que fazem parte da lista de oradores confirmados da SpieUP’09.

Fique atento às  conferências  e principais conclusões…

Inscrições em www.spie.up.pt

Feira de Emprego Virtual – Universia

19894720390a792_250x130A Feira de emprego Universia, em plataforma web, de formato interactivo, pode ser uma boa oportunidade para quem está desempregado.

A decorrer entre 11 e 22 de Maio, esta Feira destina-se sobretudo a jovens a terminar a sua formação superior, a recém-licenciados e a jovens profissionais que tenham recentemente entrado no mercado de trabalho.

Nesta Feira virtual vai poder aceder aos expositores das entidades empregadoras e das universidades parceiras do Portal Universia, assistir a chats-colóquios sobre temas relacionados com o emprego, conhecer as ofertas de emprego das empresas nacionais, deixar o seu currículo nos expositores das Empresas e realizar provas de selecção online de uma forma dinâmica, simples e adaptada às novas tendências tecnológicas, uma espécie de entrevista de emprego virtual.

A Feira oferece ainda uma possibilidade inédita: a gravação de um vídeo-currículo, que permite aos candidatos deixarem na plataforma um registo de imagem associado ao formato tradicional da sua carta de competências. Os candidatos  a emprego poderão, assim, enviá-lo à empresa para que querem trabalhar.

Se quiser visitar a feira, clique em: http://www.universia.pt/index.jsp

“Melhor Emprego do Mundo” – O vencedor é britânico…

O profissional mais sortudo do planeta é britânico, tem 34 anos e a partir de 1 de Julho muda-se para a paradisíaca ilha de Queensland, na Austrália. Ben Southall é o vencedor do “Melhor Emprego do Mundo”.

5742733Honestamente, não pensei que tivesse qualquer hipótese de vencer”, afirmou Ben Southall, citado pelas agências internacionais. Ben, que trabalha na arrecadação de fundos para a ONG Petersfield, em Hampshire, na Inglaterra, venceu outros 15 candidatos selecionados de todo o mundo após Queensland Turismo ter recebido mais de 35 mil pedidos para o trabalho. O vencedor  já trabalhou como guia turístico na África, dirigiu projectos de caridade no Reino Unido, foi administrador de um festival de música, e gosta de correr maratonas e escalar montanhas.

Ben Southall prepara-se agora para mergulhar diariamente nas águas cristalinas da ilha e visitar a Grande Barreira do Coral. Com uma remuneração total de 150 mil dólares, por seis meses de trabalho, e uma casa de luxo à disposição, o jovem terá ainda que alimentar semanalmente blogues na Internet com vídeos, fotografias e comentários sobre o que acontece na ilha.

Fonte: Quero Mais

Nova agência de apoio ao empreendedorismo

 Coimbra já pode beneficiar dos serviços de uma nova agência de incentivo e apoio ao empreendedorismo, centra-se em exclusivo nas áreas da saúde, das tecnologias e das ciências da vida. Trata-se da DNA-Saúde/CoimbraVita.

 A agência tem como principais Objectivos; apoiar o desenvolvimento de planos de negócio, oferece soluções de financiamento e aconselhamento na localização de empresas.  são apenas alguns exemplos das ofertas de uma rede de parceiros que inclui a CoimbraVita – Agência de Desenvolvimento Regional SA, o BPI, o ministério da Economia, através do IAPMEI, e a Associação Nacional de Farmácias, conta o Diário de Coimbra.

Este projecto conta com envolvimento de 20 municípios da região,  dando assim conta do esperado envolvimento da comunidade local neste “ecossistema empreendedor”. De resto, o projecto visa estimular o empreendedorismo inovador e, desse modo, contribuir para o fomento do emprego.

Livro: “A Doutrina do Choque “ – Questiona o dogma do capitalismo liberal

Para quem gosta de estar informado e foca os seus interesses em questões de política internacional, analisadas numa perspectiva, política, económica e geoestratégica. Recomendo a leitura do livro: A Doutrina do Choque de Naomi Klein

A Nova Ordem Mundial,  Ascensão do Capitalismo de Desastre

a doutrina do choque Em A Doutrina do Choque, Naomi Klein põe um fim ao mito de que o mercado livre global triunfou democraticamente. Este livro é a história absorvente de como as políticas de “mercado livre” da América têm vindo a dominar o mundo – através da exploração de povos e países em choque devido a inúmeros desastres. 
A autora desmonta a ideia de uma sociedade democrática, guiada pela “mão invisível” do capitalismo liberal, aplicando estas ideias através da nossa história contemporânea, mostrando detalhadamente a forma como eventos do conhecimento geral têm sido palcos activos e deliberados para a doutrina do choque, contando-se entre eles: o golpe de estado de Pinochet no Chile em 1973, a Guerra das Malvinas em 1982, o massacre na Praça de Tiananmen em 1989, o colapso da União Soviética em 1991, a Crise Financeira Asiática em 1997 e o furacão Mitch em 1998.

Disponível para aquisição na livraria virtual: Wook.pt.

Downsizing uma nova tendência…

Esta expressão inglesa significa diminuir, reduzir, cortar. De acordo com o Oxford English Dictionary, o verbo downsize tem como primeiro significado “tornar mais pequeno” (“make smaller”), isto é, “reduzir”. Quando referido a uma empresa, de acordo com este dicionário, downsize significa “dispensar pessoal” (“shed staff”).

O downsizing é uma estratégia empresarial que começou a ter alguma preponderância na década de 90. É implementada normalmente através de uma reestruturação, que significa, na prática, a redução de efectivos e a venda de activos ou áreas não directamente ligadas com o negócio principal da empresa.

Portugal não escapou a esta tendência e casos como a IBM, Delphi, Alcoa Fujikura ou a Yazaki Saltano são elucidativos dessa realidade. O  downsizing requer um projecto de racionalização planeado e de acordo com a visão estratégica dos negócios, as metas globais da organização e a partir da definição clara de seus objectivos.

 executivedigest

Recomendo a leitura do artigo “ Diminuir a Empresa sem diminuir a Moral” que vem na ExecutiveDigest deste mês.

 

” Quando é inevitável ter de reduzir os efectivos de uma empresa, os gestores mais inteligentes procuram oportunidades de forma a melhorar a flexibilidade, a inovação e a comunicação interna para melhorar a confiança entre gestores e funcionários”

Curso de Empreendedorismo de Base Tecnológica 2009

 

AE LOGO Universidade de Coimbra, em parceria com a Universidade de Aveiro, Universidade da Beira Interior e Câmara de Comércio e Indústria do Centro vai promover, a partir de 15 de Abril, uma nova edição do Curso de Empreendedorismo de Base Tecnológica. De acordo com a organização, «o curso desenvolver-se-á numa lógica de trabalho em equipas bastante heterogéneas, nas quais participarão alunos finalistas, de pós-graduação, business angels, investigadores, empresários, associações de interface e de incubação, entre outros, promovendo desta forma uma troca de experiências importante no que se refere a alcançar o objectivo pretendido: transformar tecnologias em empresas tecnológicas.»

Consulte aqui o Guia Completo  do CEBT 2009