Reino Unido aposta no Twitter e Wikipedia …

cccUma revisão geral dos currículos escolares na Grã-Bretanha pretende colocar o Twitter e a Wikipedia nas salas de aula. A ideia é que as crianças saiam das escolas familiarizadas com blogs, podcasts e outras ferramentas da internet como fontes de informação. Dessa forma, as novas gerações deverão adquirir  “fluência” em digitação e escrita à mão.

Este  projecto, foi divulgado pelo jornal The Guardian e deverá ser apresentado no próximo mês. Foi proposto por Jim Rose, ex-director da Ofsted (sigla em inglês para Escritório de Padrões para a Educação) e apontado por ministros para reformar o currículo das escolas do 1º ciclo no país.

Para substituir as 13 áreas independentes dos actuais currículos, Rose propõe seis áreas centrais de aprendizagem:  compreensão de inglês, comunicação e linguagens; compreensão matemática; compreensão científica e tecnológica; compreensão humana, social e ambiental; compreensão de saúde física e bem-estar; e compreensão de arte e design.

Anúncios

Capitalismo Criativo, um novo conceito

Um recente artigo da Harvard Business School,  fala sobre um novo conceito: capitalismo criativo.

homem-negócios O conceito torna-se objecto de forte discussão pública desde o famoso discurso de Bill Gates, feito em Janeiro passado no World Economic Forum, em Davos.

Nesse discurso, Gates afirma, no seu polémico estilo, que muitos dos grandes problemas mundiais não podem ser resolvidos através de filantropia, mas requerem em alternativa que as empresas e o mercado livre contribuam de uma forma nova para os resolver: daí o nome de “capitalismo criativo”.

Segundo o artigo da HBS, esta nova tendência cruza os ganhos financeiros com a contribuição social, num mundo que está em forte mudança, e em que as tendências são radicalmente diferentes das que vivemos num passado recente.

São cinco as grandes forças que levam ao emergir do capitalismo criativo, a saber:

  1. Recursos – actualmente, as empresas e o mundo dos negócios em geral são a maior fonte de recursos mobilizáveis para a resolução dos problemas de forma eficaz, a larga distância do Estado, das ONG’s ou das organizações religiosas;
  2. Procura – existe uma cada vez maior força de potenciais consumidores, cidadãos, votantes, líderes de opinião para quem a postura ética e a responsabilidade social são drivers de escolha e recomendação . Por outro lado, existe um imenso mercado potencial de pessoas com poucos recursos, que necessitam de uma oferta específica para as suas necessidades. O exemplo mais marcante desta tendência é precisamente o fenómeno do microcrédito, em que se concede crédito a quem não tinha a ele acesso, devolvendo ao circuito do mercado milhares de empreendedores e futuros consumidores.
  3. Modelação Corporativa – a forma como as organizações se moldam e interagem entre si está a mudar radicalmente. Redes, colaboração e conectividade são buzzwords que simbolizam o quebrar das barreiras tradicionais (geográficas, organizacionais, legais). 
  4. Transparência – uma geração de novos cidadãos e consumidores globais e exigentes, cada vez mais informados online numa comunidade de conectividade permanente, exigem uma gestão cada vez mais, ética e transparência.
  5. Exemplo Inspiracional – cada vez mais pessoas valorizam líderes e organizações com valores, com uma conduta moral irrepreensível e inspiradora, com uma visão de longo prazo, que faça crescer quem os rodeia.

No artigo da HBS, reforça-se o emergir destas tendências com os exemplos de companhias como a Southwest Airlines, a Google ou a Starbucks, que estão orientadas para satisfazer as necessidades de um vasto leque de stakeholders, que não apenas os accionistas.

Deixo aqui um vídeo de Bill Gates, que explica rapidamente o conceito de capitalismo criativo.

 

Bill Gate s fala sobre Capitalismo Criativo

A sua Europa, o futuro da sua empresa

europa11Um novo portal da UE para PME

Este é um portal de acesso fácil, muito interessante que ajuda as PME a tirar partido das oportunidades de comércio no Mercado Único, fornecendo acesso a informações sobre toda a gama de políticas, legislação, programas e iniciativas europeias relevantes para as pequenas e médias empresas da Europa.

Podemos obter respostas a questões do género:

 

  • Como se regista uma empresa na Holanda?
  • Que licenças são necessárias para vender artigos em Itália?
  • O que é que um empresário/empreendedor precisa de saber sobre fiscalidade Polaca ou legislação laboral na Alemanha?

 Recomendo uma visita atenta, é obrigatório lá ir!!!

A vossa Europa – Empresas 

TALENT HUNT TOUR’09/Competição – Gestão Empresarial…

talentoTALENT HUNT TOUR’09 é uma competição de estratégia e gestão empresarial e um grande evento promocional e de formação, de âmbito nacional, organizada pelo IPAM – Marketing School for Business.

E o melhor… podes ganhar 60 mil euros em prémios!!E o acesso a uma inovadora bolsa de talentos de recrutamento e selecção de emprego.

Com o suporte de um premiado simulador de gestão empresarial descobre, revela e premeia gestores com talento.

Forma e prepara actuais e futuros gestores que pretendam obter um significativo reforço das suas competências técnicas de intervenção nos mercados concorrenciais em que têm de actuar e ganhar 6 créditos académicos europeus ECTS (Convenção de Bolonha).

Esta é a oportunidade para demonstrar que é capaz de desempenhar uma função de Gestão e de Liderança, dirigindo uma empresa tal como na vida real. A metodologia usada no Talent Hunt permite a cooperação entre universitários, profissionais no activo, empresas, escolas e docentes, que pensam em mercados internacionais, promovendo a internacionalização das economias.

A cada equipa, de dois a três elementos, entrega-se uma empresa que terá que ser dirigida em competição com as empresas dos outros participantes.

O processo é simples: cada equipa deve enviar para o centro de resultados os seus Planos de Negócios que depois serão disponibilizados com os respectivos resultados.

A competição decorre via Internet, utilizando assim as novas tecnologias de gestão. 

Isabel Valente nº 6 – 12º F ( turno 1 ) 

Crise em debate …

Em tempo de crise económica  procuram–se soluções inovadoras e eficazes.

 conferência

Conferência: “As Áreas de Acolhimento Empresarial em Ambiente de Combate à Crise”

  1 de Abril de 2009
Sheraton Porto Hotel & Spa, Porto

Feira de Oportunidades de Negócio

 

4922

1edição

 30 de Maio a 1 de Junho na FIL, Lisboa

 

 Organizada pelo IIF – Instituto de Informação em Franchising – Grupo IFE, a Expofranchise apresenta na sua 14ª edição, mais de 150 oportunidades de negócio nacionais e internacionais, distribuídas por vários sectores de actividade e com investimentos para todas as bolsas.

Durante três dias, os empreendedores têm na Expofranchise o local ideal para conhecer e falar com os responsáveis máximos das marcas presentes e recolher toda informação sobre o funcionamento do sistema de franchising.

Vontade de abraçar um novo projecto profissional e de vida, encontrar uma alternativa para aumentar os rendimentos familiares e acreditar na sua motivação e capacidade de gestão são algumas das razões que justificam uma visita à 14ª edição da Expofranchise.

A organização preparou para os empreendedores, além dos stands das marcas que pretendem encontrar parceiros de negócio, uma área dedicada a quem pretende “MUDAR DE VIDA, onde durante o evento irão decorrer conferências práticas sobre os vários aspectos envolventes à criação de uma empresa. A Expofranchise é o 1º passo para iniciar o seu negócio. Não Falte!

IAPMEI lança Academia de PME

Um novo serviço de proximidade às PME nacionais é lançado hoje, em Lisboa.

Funcionando como um instrumento de suporte à capacidade competitiva e de gestão de empresários e gestores, a Academia de PME constitui um equipamento formativo de âmbito nacional, que tem como principal objectivo facilitar o reforço de competências profissionais nas pequenas e médias empresas.

A qualificação profissional é um importante factor de diferenciação nas novas gerações de empresários, pelo que com este instrumento o IAPMEI coloca ao dispor das empresas programas de formação personalizados, adequados à implementação de estratégias de melhoria da competitividade e de desenvolvimento dos negócios.

Os planos formativos dirigidos a PME são financiados a 100% e irão decorrer desde Abril de 2009 a Dezembro de 2010, podendo as PME manifestar o seu interesse através do endereço electrónico academia.pme@iapmei.pt.

Mais informações em http://www.iapmei.pt Continuar a ler