Bruxelas quer que escolas formem empreendedores…

A CE defende que o empreendedorismo deve ser incutido desde cedo e que deve fazer parte dos currículos escolares. Só assim a Europa pode manter o seu modelo social e ter crescimento económico.

Bruxelas recomenda que deve ser dada uma “atenção especial” à formação dos professores e à “cooperação entre estabelecimentos educativos e a comunidade local, em especial às empresas”.

“A educação escolar deve estimular a sensibilidade empresarial dos jovens, dar-lhes os meios para desenvolverem capacidades básicas e ajudá-los a ser mais criativos e confiantes nos seus projectos”, afirma a CE.

A CE sugere a criação de “mini-empresas”, um forte incentivo à iniciativa empresarial. Segundo um relatório da Comissão, cerca de 20% dos participantes em mini-empresas no ensino secundário acabam por formar a sua própria empresa depois de concluírem os estudos.

“Precisamos de criar um clima social favorável para o empreendedorismo, em especial para encorajar os jovens europeus a tornarem-se empreendedores do amanhã. Precisamos de uma abordagem sistemática à educação para o empreendedorismo a todos os níveis, desde a escola primária à universidade”, afirma o vice-presidente da CE Günter Verheugen.

in http://jpn.icicom.up.pt

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: